Anúncio

Atleta “Capixaba” do Atlético-MG organiza amistoso na Associação Salvamar

Por Gabriely Santana

Publicado em 20 de dezembro de 2016 às 10:12
Atualizado em 20 de dezembro de 2016 às 10:17

Anúncio

Depois da temporada de campeonatos no profissional do Atlético-MG o atleta, João Victor, mais conhecido como “Capixaba” veio passar as comemorações de fim de ano junto a sua família em Guarapari. Mas não vai ser só descanso e praia nas férias do garoto, mas também de muito suor e bola no pé. É que nesta sexta-feira (23), à partir das 18h, vai acontecer uma pelada entre Amigos do Capixaba x Pais e Alunos da Associação Salvamar.

15578191_962893223843059_1588098039610916239_o

João Victor (Capixaba) visitou a Salvamar no último sábado (17) em uma reunião dos estudantes da UFES. Foto: arquivo

O evento, que será realizado em apoio a entidade que promove atividades esportivas e educacionais no bairro Perocão, vai contar com um bingo de uma camisa oficial do Galo autografada por todos os atletas do elenco atual, como Fred e Robinho. Toda a renda arrecadada será revertida para o projeto. “Para nós da Associação Salvamar é uma honra receber o João Victor aqui. Vimos ele crescer e a nossa felicidade é vê-lo brilhar em um grande time. Esse jogo representa a realização de um sonho meu. Ele é um grande exemplo para as crianças da comunidade”, disse o presidente da Ong, Sebastião Carlos Machado.  

“Vitinho” para os mais íntimos, já foi atleta da Associação Salvamar, onde ele deu os seus primeiros chutes. Tamanho talento não podia ser desperdiçado e através de um amistoso entre o Clube América Mineiro – MG contra a Salvamar, João Victor conseguiu uma vaga no clube mineiro e, desde então, o jovem Capixaba e sua família por lá ficaram.

b4125e83-2740-4b6a-ba7d-e06b4aef38e1

Camisa autografada por todos os jogadores do elenco atual entre eles Robinho e Fred.

Com 19 anos, João Victor quando vem para a casa simples que deixou em Guarapari faz o que mais gosta: jogar uma pelada com os parceiros e aproveitar a comida que ele sente falta em Minas Gerais, uma tradicional moqueca. Jovem na idade, mas já ciente da responsabilidade que um profissional carrega, Victor trabalha bastante para sempre se apresentar bem nos jogos, agora vestindo a camisa do Galo onde joga como atacante.

“No começo foi tudo muito difícil. Eu tinha apenas nove anos quando tudo aconteceu. Mas consegui enfrentar toda a saudade da minha terra com os meus pais que largaram tudo aqui para me dar o apoio que eu precisava”, conta João Victor.

Tratado como joia na base do Galo, o jovem estreou no torneio com apenas 17 anos e foi alçado da equipe juvenil para o time júnior justamente para participar da competição, disputada por equipes sub-20. Capixaba foi o autor das jogadas de maior destaque do Atlético na competição. Como profissional ele teve boas oportunidades quando se apresentou. Em janeiro ele faz a pré-temporada do clube nos Estados Unidos.

Serviço

Jogo Amigos do Capixaba x Pais e Alunos da Salvamar

Local: Quadra da Associação Salvamar – Endereço: Av. Valdir Vieira da Conceição, nº180

Horário: 18h

Mais informações nos telefones: 3362-4738 / 99820-1840

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

coronavac-instituto-butantan

Guarapari abre novo agendamento de segunda dose da Coronavac para profissionais da saúde

?

Anchieta promove 1º Mostra Cultural Aldir Blanc com apresentações on-line

Anúncio

Anúncio

temporada_de_inverno-es-2021-06-24

Governo do Estado entrega site sobre turismo capixaba, oficinas e novo circuito turístico

Setur lançou um conjunto de oficinas para o setor de turismo

situacao_de_rua_2021-06-23

Situação de Rua: o que pensam organizações de Guarapari que trabalham com essa população

Em Guarapari, parte da população têm notado um aumento de pessoas que encaram essa condição

Anúncio

Capacetes Elmo

Espírito Santo recebe doação de 158 capacetes ELMOs para pacientes com Covid-19

xepa vacina

Governo do Estado cria regras para “xepa” das vacinas nas cidades do ES

Orientação da Sesa é que as doses excedentes sejam utilizadas em quem pertence ao grupo contemplado ou para as pessoas da faixa etária seguinte

Anúncio