Anúncio

Atleta de Guarapari busca superação em campeonato internacional

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 23 de janeiro de 2020 às 10:32
Atualizado em 23 de janeiro de 2020 às 08:34

Anúncio

O Abu Dhabi International Pro Jiu-jitsu Championship acontecerá no próximo domingo (26), no Sesc

Aos 17 anos, Celso Alves dos Santos Neto é faixa azul em Jiu-jitsu. Foto: Reprodução

O Abu Dhabi International Pro Jiu-jitsu Championship, que acontecerá esse domingo (26), no Sesc de Guarapari,  marcará a volta de Celso Alves dos Santos Neto aos campeonatos. O atleta, de 17 anos, é faixa azul em Jiu-jitsu e competiu pela última vez em setembro de 2018, pouco antes de sofrer uma lesão que o fez se afastar do esporte por mais de um ano. Agora, a principal expectativa do jovem é retomar o desempenho físico.

A mãe do atleta, Celiene Alves, conta que o filho sempre gostou de esportes e iniciou sua trajetória no Jiu-jitsu em agosto de 2017, aos 14 anos de idade. “Antes da luta, ele praticava futebol e chegou a treinar na Escolinha Oficial do Flamengo, mas se apaixonou pelo Jiu-jitsu quando assistiu ao mestre lutar”. Segundo ela, desde então, o jovem se destacou pela rapidez e performance durante as competições.

Contudo, em 2018, viu o sonho de seguir competindo se distanciar após sofrer uma queda que ocasionou uma lesão do menisco, no joelho esquerdo. Em julho do mesmo ano, Celso passou por uma cirurgia ortopédica e fez algumas sessões de fisioterapia, mas sentia falta do Jiu-jitsu. A mãe se emociona ao lembrar que o médico que acompanhava o tratamento do filho, Dr. Rogério Zanon, identificou indícios de depressão em Celso. “Ele acreditava que, depois da lesão, não teria futuro na carreira, mas essa é uma história de superação. Agradeço muito a Deus e ao Dr. Rogério, por dar uma nova chance para meu filho. Não é todo mundo que acredita no potencial de um jovem negro, de classe média baixa, da periferia”.

O médico Dr. Rogério Zanon identificou indícios de depressão no jovem, que teve que se afastar do esporte. Foto: Reprodução

Depois de mais de um ano afastado do tatame, Celso voltou a treinar em dezembro de 2019 e, no início deste ano, participou de um evento de retorno. Na ocasião, o atleta aproveitou para incentivar outros jovens lutadores. “Eu pensei que nunca mais vestiria o kimono e voltaria a lutar. Então, se você tem o sonho de se tornar o melhor, siga em frente. Um dia você vai conseguir!”, disse.

Segundo Celiene, para a competição desse domingo (26), Celso espera superar o medo e voltar a realizar todas as manobras que domina. “Ele tem treinado muito, feito fortalecimento muscular e cardio para auxiliar na respiração. Nesse campeonato, o intuito é vencer o medo. Caso ele conquiste o pódio, será consequência de todo o esforço que vem fazendo”.

O atleta quer vencer o medo causado pela lesão e voltar a executar as manobras que domina. Foto: Reprodução

Texto: Nicolly Credi-Dio

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

centro-pop-oficina-de-artesanato-2021-07-31

Oficina ensina artesanato para pessoas em situação de rua no Centro Pop de Guarapari

esportes-investimentos-2021-07-31

Estado anuncia cerca de R$160 milhões de investimentos na área dos Esportes

Anúncio

Anúncio

jornais-pixabay-midia-2021-07-30

Artigo: TV, rádio, jornal e revista local para fugir da terrível depressão mundial

Guarapari vai sediar retomada dos Jogos Escolares do Espírito Santo em setembro

De acordo com Secretaria Estadual de Esporte e Lazer, evento deve contar apenas com municípios campeões das últimas etapas realizadas em 2019

Anúncio

artigo-2-2021-07-30-1

Artigo: danos morais no Direito do Trabalho

cover-painel-covid-19-julho01

Guarapari teve 12 óbitos e 460 novos casos de Covid-19 em julho

Números apresentam queda, em relação ao mês anterior

Anúncio