Anúncio

Ato Nacional em Guarapari, a favor da democracia nesta quinta (20)

Por Livia Rangel

Publicado em 18 de junho de 2013 às 00:00

Anúncio

De roupa branca, ao som de ‘vem para rua porque a rua é a maior arquibancada do Brasil’, música que virou tema dos protestos, e mobilizados a favor dos direitos da população e da democracia, o povo guarapariense também vai às ruas. O Ato Nacional Unificado acontecerá na próxima quinta-feira (20) às 17h e terá início no Radium Hotel, no Centro e seguirá até a Praça Philomeno Pereira Ribeiro, em Muquiçaba.

O objetivo, assim como o das mobilizações a nível nacional, é mostrar que o brasileiro cansou de ficar parado, calado e a mercê dos políticos. Que já não é mais possível tolerar o governo inerte e corrupto, a repressão e a ‘democracia’ que os impede de soltar a voz e falar com liberdade o que os deixam insatisfeitos.

O movimento tem caráter coletivo, pacífico e apartidário e seguirá as pautas dos protestos nacionais que também ocorrerão na quinta-feira. Entre os temas que motivam o ato estão descriminalização dos movimentos sociais; apoio às vítimas de repressão e violência abusiva da polícia e governos nas principais cidades do país onde ocorreram manifestações durante a semana; contra o abuso de poder e o aumento da passagem; e a favor da mobilidade urbana.

Para quem tem a intenção de participar, está circulando nas redes sociais, orientações jurídicas sobre os direitos dos manifestantes. Além das dicas, o material reforça ser uma luta séria, sem violência, sem destruição de patrimônio público para assim, fortalecer o movimento e não legitimar a violência policial. 

https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=493406704064475&id=456266371111842

Entenda a movimentação

Motivados pela Copa da Confederação, e aproveitando que toda a imprensa internacional está direcionada para o Brasil, mais de 250 mil pessoas foram às ruas nesta segunda-feira (17) para protestar contra o aumento das tarifas de transporte, a violência urbana, os custos da Copa do Mundo, a precariedade do serviço público, entre outras reivindicações.

Manifestações aconteceram em 12 capitais e ao menos 14 cidades do interior. A maioria foi pacífica. Mas, em algumas cidades, uma minoria radical causou vandalismo e protestos ocasionando confronto com a polícia.

Espírito Santo

No Estado, bombas de gás lacrimogêneo marcaram os protestos. As bombas foram utilizadas contra os manifestantes objetivando evitar que chegassem à casa do governador Renato Casagrande, em Vitória.

De acordo com a Polícia Militar, aproximadamente cinco mil pessoas participaram do protesto, que saiu da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e passou pela Terceira Ponte, sentido Vila Velha.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

falta-de-agua-e-um-problema-politico-2-1024x683-1024x585

Governo do Estado declara Estado de Atenção para situação hídrica no ES

Medida foi tomada devido à falta de chuvas e estiagem nos últimos meses

Joao-Hadad-em-A-Grande-Conquista-2

Guarapariense João Hadad disputa final de reality show da Record

Final acontece nesta quinta (18)

Anúncio

Anúncio

casa-sinestescia-2024

Casa Sinestésica oferece Oficina de Desenho gratuita nesta quarta (17) em Guarapari

Com o tema Autorretrato, atividade tem vagas limitadas

IMG_9800-1

Terra dos Dinos: Guarapari deve ganhar filial do ‘Jurassic Park brasileiro’ em 2025

Parque temático, no RJ, possui diversas atrações e 40 modelos de dinossauros em tamanho real

Anúncio

20240701_160006

Fios acumulados e pendurados em postes preocupam moradores de Guarapari

Moradores flagraram casos em duas avenidas movimentadas da Praia do Morro

lei-seca_forca-pela-vida-7-1

Blitz Lei Seca flagra 131 motoristas alcoolizados em todo Estado no fim de semana

Ação faz parte do programa “Força pela Vida”, integrando diversos órgãos

Anúncio