Anúncio

Chuvas no ES: 565 famílias ficaram desabrigadas ou desalojadas

Por Hamilton Garcia

Publicado em 19 de dezembro de 2016 às 09:21
Atualizado em 19 de dezembro de 2016 às 09:32

Anúncio

alfredo-chaves-chuva

Alfredo Chaves foi uma das cidades que ficou em estado de alerta pelo grande volume de chuvas.

Vários municípios capixabas sofrem em razão das fortes chuvas que ocorreram na última semana. Segundo balanço da Defesa Civil Estadual, 565 famílias ficaram desabrigadas ou desalojadas no Estado.  Desde a noite de sábado (17), não foram registradas novas ocorrências pelo órgão.

Bastante afetados, os municípios de Castelo e Iconha devem declarar oficialmente situação de emergência hoje (19).

A previsão do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) é que, a partir desta segunda, a instabilidade comece a perder força no Espírito Santo. Apenas em metade do norte capixaba devem ocorrer chuvas em alguns momentos do dia. Nas demais áreas do estado, o dia será de sol entre muitas nuvens, mas não deve chover. A terça (20) e a quarta-feira (21) seguem com variação de nebulosidade ao longo do dia e previsão de chuva no litoral norte apenas pela manhã, enquanto as demais áreas da metade norte capixaba podem ter chuva em alguns momentos do dia. As demais áreas do estado seguem com variação de nuvens, mas sem previsão de chuva.

SITUAÇÃO NOS MUNICÍPIOS MAIS AFETADOS PELAS CHUVAS :

Mimoso do Sul: 40 famílias estão desabrigadas e 13 famílias desalojadas.

Rio Novo do Sul: 04 famílias desabrigadas e 14 famílias desalojadas.

Piúma: 01 família desalojada.

Alfredo Chaves: 02 famílias desalojadas. Quedas de barreiras.

Cachoeiro de Itapemirim: 109 desalojadas, 01 desabrigada.

Presidente Kennedy: 07 desabrigadas

Jeronimo Monteiro: 01 desabrigada

Castelo: 83 desabrigadas, 276 desalojados.

Muniz Freire: 14 famílias desalojadas, deslizamento de massa.

Anchieta: Pontos de alagamentos, queda de árvores.

Iconha: Pontos de alagamentos, queda de árvores. 06 desalojados

Acumulados de chuva em 12h: Guarapari (34.42mm), Bom Jesus do Norte (2.8), Mimoso do Sul (4.8), Governador Lindenberg (3.4) – Fonte: Pluviômetros CEMADEN.

ORIENTAÇÕES

Em casos de chuvas fortes o mais importante é proteger a sua vida e de seus familiares. Encaminhe-se imediatamente para um lugar seguro;

Fique atento a movimentações de terra. Trincas no chão, inclinação de cercas, postes e árvores podem indicar o início de um deslizamento. Abandone imediatamente sua casa e procure um local seguro;

Se houver muita infiltração na casa e acontecer rachaduras nas paredes ou escutar algum barulho estranho, abandone sua residência; Tenha sempre em mãos os telefones da Defesa Civil de seu município;

Em caso de emergências, ligue para o Corpo de Bombeiros. O telefone é o 193;

Evite as áreas alagadas. Terrenos acidentados, buracos e bueiros abertos, assim como fiação elétrica exposta, podem causar acidentes graves;

Ao término da enchente, busque orientação da Defesa Civil sobre o retorno para sua residência. É necessário limpar os locais atingidos por água e lama;

Se a sua residência foi destruída durante a enchente, não retorne a construir no mesmo lugar.

Fonte: Defesa Civil Estadual – ES

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

coronavac-instituto-butantan

Guarapari abre novo agendamento de segunda dose da Coronavac para profissionais da saúde

?

Anchieta promove 1º Mostra Cultural Aldir Blanc com apresentações on-line

Anúncio

Anúncio

temporada_de_inverno-es-2021-06-24

Governo do Estado entrega site sobre turismo capixaba, oficinas e novo circuito turístico

Setur lançou um conjunto de oficinas para o setor de turismo

situacao_de_rua_2021-06-23

Situação de Rua: o que pensam organizações de Guarapari que trabalham com essa população

Em Guarapari, parte da população têm notado um aumento de pessoas que encaram essa condição

Anúncio

Capacetes Elmo

Espírito Santo recebe doação de 158 capacetes ELMOs para pacientes com Covid-19

xepa vacina

Governo do Estado cria regras para “xepa” das vacinas nas cidades do ES

Orientação da Sesa é que as doses excedentes sejam utilizadas em quem pertence ao grupo contemplado ou para as pessoas da faixa etária seguinte

Anúncio