Anúncio

Caminhada vai alertar sobre violência sexual de crianças e adolescentes

Por Natália Zandomingo

Publicado em 13 de maio de 2016 às 18:43
Atualizado em 13 de maio de 2016 às 18:43
Anúncio

Na próxima quarta-feira (18) o Centro de Referência Especializada de Assistência Social de Guarapari (CREAS) realizará mais uma edição da Caminhada em Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A concentração será às 8h30 na Secretaria Municipal de Trabalho, Assistência e Cidadania, no bairro Muquiçaba e seguirá até o Radium Hotel, no Centro.

Este ano, exatamente no dia 18 de maio, completam 43 anos do assassinato da menina Araceli Crespo, que antes de ser morta foi sequestrada, espancada, estuprada e drogada em uma orgia envolvendo drogas e sexo. O corpo da menina só foi encontrado seis dias após o crime em um terreno próximo ao Hospital Infantil de Vitória, totalmente desfigurado por ácido. O crime chocou o Brasil e teve repercussão em vários veículos de comunicação e até hoje permanece impune.

Araceli Crespo

Araceli Crespo

O caso Araceli se tornou símbolo da luta contra o abuso infantil e no ano 2000 foi sancionada a lei que institui o dia 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, levando as ruas grupos que lutam contra a exploração sexual de menores, como vai acontecer em Guarapari.

Segundo a gerente de Proteção Social Especial do CREAS, o objetivo da caminhada é conscientizar e alertar a sociedade de que existe violência contra crianças e adolescentes em Guarapari e informar como a população pode ajudar. “As pessoas precisam ter o olhar diferenciado porque dentro de Guarapari acontece violência contra criança”, destacou a gerente.

Segundo Tatiane, a população pode ajudar denunciando os abusos contra crianças e adolescentes através do Conselho Tutelar do Município, na Vara da Infância e da Juventude, no próprio CREAS ou se preferir, através do telefone, pelo Disque 100 onde é garantido o anonimato do denunciante. A gerente também explicou que as vítimas são acompanhadas por assistente social e psicólogo e o Centro faz o acolhimento tanto da criança quanto das famílias. Além de acompanhar os menores no CREAS, a equipe da unidade também realiza visitas na casa das crianças e adolescentes assistidos.

A expectativa da organização do evento é levar cerca de 500 pessoas para a caminhada. Algumas escolas foram convidadas e estarão presente. Na última edição, cerca de 350 pessoas caminharam pedindo o fim do abuso e exploração sexual infantil. O Centro de referência Especializada em Assistência Social fica na Rua Emília Trindade da Silva, número 118 em Itapebussu e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 16 horas.

Observe se crianças e adolescentes próximos a você apresentam esses sintomas:

  • Conhecimento e interesse precoce da sexualidade;
  • Dificuldade de relacionamento em grupo e isolamento social;
  • Marcas físicas contantes, como hematomas e lesões;
  • Queixa de dores nos órgãos sexuais.

Anúncio
Anúncio

Veja também

ac

Prefeitura de Alfredo Chaves realiza ação voltada à conscientização ambiental

O Município disponibilizou bombonas de 20 litros aos comércios locais, afim de que o descarte do óleo residual (usado), seja feito de forma ecologicamente correta

Foto: Divulgação

Selo de turismo atesta o combate à Covid-19 em 9 municípios da região de montanhas do ES

A partir de agora, hotéis, pousadas, restaurantes, sítios de agroturismo e demais estabelecimentos do setor podem solicitar, gratuitamente, o selo que atesta a qualidade e responsabilidade com as práticas de higiene

Anúncio
Anúncio
images (2)

Artigo: As consequências jurídicas na disseminação de fake news

Foto: Reprodução

Novo Mapa de Gestão de Risco divulgado hoje (06) classifica Guarapari com risco “Alto”

O novo Mapa de Risco divulgado neste sábado (06) pelo Governo do Estado do Espírito Santo será válido da próxima segunda-feira (08) até o domingo (14)

Anúncio
barreira

Fiscalização e barreiras sanitárias serão intensificadas durante feriados em Anchieta

As barreiras sanitárias irão acontecer até o dia 14 de junho, em virtude do feriado de São José de Anchieta (06/06) e Corpus Christi (11/06)

fachada_regional_guarapari

Suspeitos de roubo e tentativa de latrocínio são presos por policiais civis em Guarapari

As investigações apontam que um dos suspeitos era ex-funcionário da vítima