Anúncio

Campanha de vacinação em Alfredo Chaves é retomada em novo local

Por Natália Zandomingo

Publicado em 9 de maio de 2016 às 15:27
Atualizado em 9 de maio de 2016 às 15:27
Anúncio

A prefeitura de Alfredo Chaves retomou nesta segunda-feira (9) a Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus influenza A (H1N1), influenza A (H3N2) e influenza B (subtipo Brisbane), causadores da gripe. A novidade é que a vacinação está sendo realizada em novo local, agora a população deve se dirigir para a Estratégia de Saúde da Família (ESF) no bairro Residencial Alfredo Chaves, das 07h30 às 15h30.

Segundo informações da prefeitura, o município recebeu mais mil doses da vacina para dar prosseguimento aos atendimentos. A administração também informou que o movimento segue tranquilo.

A secretaria de Estado da Saúde (SESA) recebeu na última sexta-feira (6) uma remessa de 268 mil doses da vacina para atender a meta de vacinar 80% do grupo prioritário, o que corresponde a 679 mil pessoas. Segundo informações da SESA, 55,35% do público alvo já recebeu a proteção. Fazem parte do grupo prioritário pessoas com 60 anos ou mais, crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade, indígenas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas com doenças crônicas como diabetes e hipertensão.

 

Leia também: Anchieta volta a imunizar contra vírus da gripe

 

Saiba mais

Como a vacina age no organismo para protegê-lo contra o vírus da gripe?

A vacina é composta por vírus mortos. Injetando o antígeno na pessoa, estimula-se o sistema imunológico a produzir anticorpos contra a doença. Assim, a pessoa que tem contato com o vírus já tem o anticorpo para combatê-lo e não desenvolve a doença. E quando desenvolve, ela vem de forma mais branda.

Contra quais vírus a vacina ofertada na campanha protege?

A vacina ofertada na campanha é trivalente, composta pelos vírus influenza A (H1N1), influenza A (H3N2), e influenza B (subtipo Brisbane), portanto, é contra esses tipos de vírus que a vacina protege.

Mesmo depois de vacinada a pessoa pode pegar gripe?

A vacina contra gripe é feita de vírus mortos, portanto, não existe a possibilidade de a pessoa desenvolver gripe por que tomou a vacina. Mas ela pode sim adoecer se o vírus estiver incubado antes da vacinação (o vírus pode ficar até sete dias no corpo antes de se manifestar). Outra possibilidade é a pessoa ser infectada por um vírus diferente daqueles que compõem a vacina.

Por que a vacina da gripe deve ser tomada todo ano?

Porque a proteção dura cerca de um ano. E a cada ano a Organização Mundial da Saúde (OMS) verifica quais cepas (subtipos de vírus) estão circulando para que a vacina seja produzida a partir das cepas mais prevalentes.

A vacina contra gripe gera reações adversas?

Podem acontecer reações leves, que costumam ser resolvidas nas primeiras 48 horas após a vacinação. As principais reações são febre, dor de cabeça e dor no corpo. A recomendação é usar compressa fria no local da aplicação e tomar antitérmico ou analgésico, se necessário. Em caso de outras reações, é importante procurar um médico ou solicitar orientação no posto onde a vacina foi aplicada.

A vacina contra gripe possui alguma restrição?

Sim. Quem tem alergia grave a ovo, a algum componente da vacina ou desenvolveu alergia grave à dose anterior contra a gripe não deve receber a vacina. Em caso de dúvida, consulte um médico.

Anúncio
Anúncio

Veja também

4cc15bb8-9342-4867-8120-1d769acb7fbd

Marco da nova idade da cidade de Guarapari está quase abandonado

Foto: Reprodução

Decreto detalha regras para reabertura de shoppings no ES

As determinações foram oficializadas por meio de edição extra do Diário Oficial

Anúncio
Anúncio
sessao-extraordinária

Câmara de Guarapari vota projetos que destinam R$ 730 mil para saúde

Em pauta também a proposta de reajuste salarial dos agentes de saúde e de combate às endemias do município

Foto: Reprodução

Com 28 novos casos de Covid-19 em 24h, Guarapari registra 232 infectados

Os números são do Boletim Epidemiológico divulgado ontem (30)

Anúncio
Casagrandecoletiva

Coronavírus: Governo do ES anuncia novo Mapa de Gestão de Risco

12 municípios capixabas estão enquadrados no Risco Alto; Mapa valerá da próxima segunda-feira (01) até o dia 07 de junho

Foto: Reprodução

Artigo: Coronavírus – O fim das atividades empresariais e a extinção dos contratos de trabalho