Anúncio

Carro de luxo é apreendido em Guarapari e proprietário é suspeito de tráfico de drogas interestadual

De acordo com a Polícia Civil, o homem, preso durante a Operação Chicago, trazia drogas do estado do Rio de Janeiro e as distribuía na Grande Vitória

Por Nicolly Credi-Dio

Publicado em 16 de outubro de 2020 às 17:00
Atualizado em 18 de outubro de 2020 às 09:07

Anúncio

O proprietário da BMW alegou trabalhar como motoboy. Foto: Divulgação

Durante as duas últimas semanas, as Delegacias Especializadas de Narcóticos (Denarcs), da Polícia Civil do Espírito Santo, atuaram na Operação Chicago, que busca reduzir a criminalidade ao identificar esquemas de tráfico de drogas no Estado. Em Guarapari, a ação resultou na apreensão de aproximadamente 500 unidades de entorpecentes, além de um veículo de luxo, cujo proprietário é suspeito de tráfico interestadual de drogas.

De acordo com o delegado Guilherme Eugênio, titular da Denarc de Guarapari, ao longo das duas semanas da Operação Chicago, oito suspeitos foram presos no município e aproximadamente 500 unidades de droga foram apreendidas, somando cerca de 250 buchas de maconha, 150 pinos de cocaína, além de pedras de crack e unidades de drogas sinéticas. Ontem (15), no último dia da operação, a Polícia Civil ainda localizou itens roubados, como televisões e câmeras de videomonitoramento, em pontos de venda de drogas.

Além dos entorpecentes, durante a ação, um carro de luxo da marca BMW, avaliado em mais de R$100 mil, foi apreendido. “O proprietário do veículo foi preso, suspeito de tráfico de drogas interestadual. Ele trazia drogas do Rio de Janeiro e as distribuía por toda a Grande Vitória. Questionado, o suspeito alegou que trabalhava como motoboy e, ocasionalmente, também vendia calcinhas de porta em porta”, relatou o delegado. O caso está sob investigação e pode levar à identificação de organizações criminosas fluminenses.

Para o delegado Guilherme Eugênio, a Operação Chicago é importante porque combater o tráfico de drogas surte impacto significativo na redução da criminalidade. “Hoje, o tráfico é a causa de quase toda a criminalidade violenta. Está diretamente ligado o roubo, à violência doméstica, aos homicídios e muitas outras práticas criminosas. Por isso, não devemos desistir de combatê-lo”, afirmou o titular da Denarc.

Espírito Santo

No Espírito Santo como um todo, a Operação Chicago resultou na prisão de 49 pessoas. As equipes cumpriram ainda 78 mandados de busca, que resultaram na apreensão de R$100 mil em dinheiro, sete armas, 13 quilos de maconha, 15 quilos de crack, 1.148 comprimidos de ecstasy, 852 unidades de LSD, quatro veículos, além de outros entorpecentes, munições e produtos para embalo e refino de drogas.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Guarapari vai sediar retomada dos Jogos Escolares do Espírito Santo em setembro

De acordo com Secretaria Estadual de Esporte e Lazer, evento deve contar apenas com municípios campeões das últimas etapas realizadas em 2019

artigo-2-2021-07-30-1

Artigo: danos morais no Direito do Trabalho

Anúncio

Anúncio

cover-painel-covid-19-julho01

Guarapari teve 12 óbitos e 460 novos casos de Covid-19 em julho

Números apresentam queda, em relação ao mês anterior

notificação covid

Taxa de transmissão da Covid-19 é a menor no Espírito Santo desde o início da pandemia

Dado foi divulgado em pronunciamento para apresentação do 66° Mapa de Risco Covid-19

Anúncio

progressao-salarial-professores

Guarapari vai pagar R$1,06 milhão de Progressão aos profissionais da Educação

pronunciamento-16.11.22

66° Mapa de Risco mantém Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves em risco baixo para Covid-19

Anúncio