Anúncio

Carro de luxo é apreendido em Guarapari e proprietário é suspeito de tráfico de drogas interestadual

De acordo com a Polícia Civil, o homem, preso durante a Operação Chicago, trazia drogas do estado do Rio de Janeiro e as distribuía na Grande Vitória

Por Nicolly Credi-Dio

Publicado em 16 de outubro de 2020 às 17:00
Atualizado em 18 de outubro de 2020 às 09:07

Anúncio

O proprietário da BMW alegou trabalhar como motoboy. Foto: Divulgação

Durante as duas últimas semanas, as Delegacias Especializadas de Narcóticos (Denarcs), da Polícia Civil do Espírito Santo, atuaram na Operação Chicago, que busca reduzir a criminalidade ao identificar esquemas de tráfico de drogas no Estado. Em Guarapari, a ação resultou na apreensão de aproximadamente 500 unidades de entorpecentes, além de um veículo de luxo, cujo proprietário é suspeito de tráfico interestadual de drogas.

De acordo com o delegado Guilherme Eugênio, titular da Denarc de Guarapari, ao longo das duas semanas da Operação Chicago, oito suspeitos foram presos no município e aproximadamente 500 unidades de droga foram apreendidas, somando cerca de 250 buchas de maconha, 150 pinos de cocaína, além de pedras de crack e unidades de drogas sinéticas. Ontem (15), no último dia da operação, a Polícia Civil ainda localizou itens roubados, como televisões e câmeras de videomonitoramento, em pontos de venda de drogas.

Além dos entorpecentes, durante a ação, um carro de luxo da marca BMW, avaliado em mais de R$100 mil, foi apreendido. “O proprietário do veículo foi preso, suspeito de tráfico de drogas interestadual. Ele trazia drogas do Rio de Janeiro e as distribuía por toda a Grande Vitória. Questionado, o suspeito alegou que trabalhava como motoboy e, ocasionalmente, também vendia calcinhas de porta em porta”, relatou o delegado. O caso está sob investigação e pode levar à identificação de organizações criminosas fluminenses.

Para o delegado Guilherme Eugênio, a Operação Chicago é importante porque combater o tráfico de drogas surte impacto significativo na redução da criminalidade. “Hoje, o tráfico é a causa de quase toda a criminalidade violenta. Está diretamente ligado o roubo, à violência doméstica, aos homicídios e muitas outras práticas criminosas. Por isso, não devemos desistir de combatê-lo”, afirmou o titular da Denarc.

Espírito Santo

No Espírito Santo como um todo, a Operação Chicago resultou na prisão de 49 pessoas. As equipes cumpriram ainda 78 mandados de busca, que resultaram na apreensão de R$100 mil em dinheiro, sete armas, 13 quilos de maconha, 15 quilos de crack, 1.148 comprimidos de ecstasy, 852 unidades de LSD, quatro veículos, além de outros entorpecentes, munições e produtos para embalo e refino de drogas.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

santuario_de_anchieta-2021-05-11

Governo do Estado pretende concluir restauro do Santuário Nacional de São José de Anchieta este ano

Execução do projeto teve início em 2018

tres-praias-guarapari-2021-05-14

Artigo: azul é a cor do mar que faz bem olhar em Guarapari

Anúncio

Anúncio

idosos

Artigo: regras atuais para aposentadoria

Anchieta-1

Anchieta participa de ações das Nações Unidas para o desenvolvimento sustentável

Anúncio

maio_amarelo_eco_101-2021-05-11

Maio Amarelo: ações na BR-101 vão conscientizar sobre segurança viária

Para 2021 a campanha traz como tema: “Respeito e responsabilidade. Pratique no trânsito”

casagrande-anuncio-novasrestricoes-2020-03-25

55° Mapa de Risco traz Guarapari em risco alto e mudanças na classificação da Grande Vitória

Anúncio