Anúncio

Casos de conjuntivite aumentam em Guarapari

Por Carolina Brasil

Publicado em 9 de maio de 2018 às 10:30
Atualizado em 9 de maio de 2018 às 08:54
Anúncio

Não dá para dizer que se trata de um surto, mas o aumento dos casos da doença já foi percebido nos consultórios da cidade.

Exemplo real da doença. A vermelhidão nos olhos está entre os sintomas.

A conjuntivite é a inflamação da conjuntiva – membrana transparente que recobre o globo ocular (parte branca do olho) e pode ser de origem alérgica, bacteriana ou viral. De acordo com a oftalmologista, Dra. Gizelli Guimarães (CRM-ES 5911) , quando os casos se concentram muito em uma determinada região a causa, geralmente, é viral. Ela notou um aumento recente bastante considerável nos casos de conjuntivite que chegam ao consultório. “As pessoas ficam em ambiente fechado e isso ajuda a propagar a doença, que pode se agravar quando a pessoa coça os olhos, que pode acarretar em complicações como o rompimento de vasos sanguíneos, os chamados infiltrados, além de acabar levando bactérias para o local também”, explicou a médica.

Segundo a médica, quando se fala em vírus ou bactéria, o contágio pode ocorrer de pessoa para pessoa. Ela alerta que a higienização é a melhor forma de evitar a propagação da doença e orienta que a pessoa não deve se automedicar. “O paciente com conjuntivite e as pessoas em geral devem sempre higienizar bem as mãos, os objetos e o ambiente. O diagnóstico e o tratamento corretos só podem ser dados por um profissional, até porque, em geral, a lavagem com soro fisiológico é suficiente. Entretanto, pelo uso de colírios incorretos ou de forma inadequada , a doença perdura, podem ocorrer os infiltrados e aí há necessidade do uso de corticoides. Somente um profissional pode determinar isso”, ressaltou Dra. Gizelli.

Vasos rompidos são considerados agravantes da conjuntivite.

Para ser considerado um surto, a doença deve ter números acima da média esperada pelas autoridades. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a conjuntivite não tem notificação compulsória e, sem dados, não há como calcular o aumento ou não no número de casos pelos governos, mas alerta para os principais sintomas: Visão embaçada, crostas de pus que se formam na pálpebra durante a noite, dor no olho, sensação de areia nos olhos, vermelhidão, aumento do lacrimejamento e sensibilidade à luz. Nesses casos, a pessoa precisa procurar o médico para receber atendimento.

A nota destaca as ações do município com relação à conjuntivite: “A Semsa informa que tem intensificado as ações de conscientização através da Equipe de Saúde da Família e ainda esta semana vai discutir estratégias com a Secretaria de Educação para orientar as crianças sobre a doença.”

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Mais 75 casos da Covid-19 são notificados em Guarapari

Com isso, a cidade totaliza 10.682 notificações; 3.324 casos estão confirmados

antonio capa

Guarapari: Família pede doações de sangue para idoso de 81 anos que está na UTI

Renato Antônio Massad Vieira foi internado ontem (22) e, com a escassez de sangue nos bancos, precisa de doadores

Anúncio
Anúncio
chuva

Após forte chuva, Defesa Civil identifica dois pontos de deslizamento de terra em Guarapari

Apesar disso, não há registros de famílias desabrigadas em decorrência da chuva no município

Foto: Reprodução

Sine Anchieta: Mais de 90 vagas abertas com oportunidades na área da Samarco

Há oportunidades para moradores de Guarapari, Anchieta e Piúma

Anúncio
dna (5)

Chuva e vento destroem refeitório de fábrica, em Guarapari

e39d896a-88d6-4014-a632-46f2afd7a5d5

Grupo promove ação de limpeza do Rio Una em Guarapari e convida voluntários

Há 16 anos o “S.O.S Rio Una” coleta lixo sólido das margens do Rio Una, além de promover ações de conscientização

Anúncio