Anúncio

Cerca de 70% dos celulares roubados são recuperadas em Guarapari

Por Aline Couto

Publicado em 10 de outubro de 2018 às 17:59
Atualizado em 10 de outubro de 2018 às 17:59
Anúncio

Os dados foram passados pelo titular da Delegacia Patrimonial de Guarapari, delegado Marcos Nery

“Se a população quer moralizar o país, ela tem que fazer a parte dela e não comprar aparelho celular de origem duvidosa”, assim o delegado Marcos Nery chamou atenção para o grande número de furtos e roubos de celulares no município. “Os aparelhos são repassados por valores bem menores que realmente valem, e quem adquiri o produto, o faz de formar negligente, sem verificação da procedência e sem nota fiscal”, afirmou o delegado.

Celulares recuperados pela polícia. Foto: Hamilton Garcia.

“Os celulares são de fácil comercialização e por isso a preferência dos ladrões para ganhar dinheiro fácil. As pessoas compram na rua, lanchonetes, ponto de ônibus, sites e redes sociais sem nem saber de onde veio e sem nenhuma documentação”, relatou Nery.

O delegado também alertou a população a respeito do velho ditado “achado não é roubado”. Segundo ele, é preciso registrar ocorrência na delegacia do celular encontrado. “A pessoa pode responder criminalmente se ficar com o aparelho, crime configurado como receptação de médio potencial ofensivo”.

Celular achado e devolvido na delegacia. Foto: Hamilton Garcia.

Esse tipo de crime pode ser doloso, quando a pessoa tem ciência de que o produto achado é roubado ou furtado, podendo pegar pena de 1 a 4 anos de reclusão. Ou crime culposo, quando o comprador não sabe a procedência do produto que é vendido por um preço bem abaixo do mercado e sem nota fiscal, reclusão de 1 mês a 1 ano.

Mas o delegado se diz otimista e contou que esse tipo de crime diminuiu 51% com relação a 2017, e que cerca de 70% dos celulares furtados ou roubados são recuperados em Guarapari. “A cada 100 aparelhos levados, aproximadamente 70 são recuperados. O mais difícil de recuperar são os que vão para fora do estado, ou os que são levados e desmontados”, disse acrescentando que seu período de transição Delegacia Patrimonial de Guarapari está chegando ao fim e agradecendo a população da cidade.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

jb

JB completa 30 anos como parceiro para toda obra dos moradores de Guarapari

A loja de material de construção está realizando a campanha “Aniversário do Bem”, que premiará um cliente e uma instituição social do município

juliate

Cantora de Guarapari é alvo de ataques racistas na internet e família cobra justiça

Familiares formalizaram a denúncia e esperam que o autor do crime seja responsabilizado

Anúncio
Anúncio
Foto: Reprodução

Sesi e Senai ES estão com inscrições abertas para cursos online gratuitos

Os cursos do Senai possuem carga horária de 14h e abrangem as áreas de Automotiva, Construção Civil, Energia, Gestão, Informática, Logística, Meio Ambiente, Metalmecânica, Segurança do Trabalho, entre outras

multiplique2

Pizza Solidária: dinheiro arrecadado vira cestas básicas para famílias carentes de Guarapari

A ação acontece desde março e já gerou doação de quase quatro toneladas de alimentos

Anúncio
camara-2-550x482

Vereadores aprovam isenção de IPTU para ONGs de Guarapari

Captura de tela 2020-09-17 164812

Campanha do Hifa Guarapari arrecada máscaras para pacientes e acompanhantes

“Doe máscaras salve vidas” conta com a solidariedade em meio a pandemia

Anúncio