Anúncio

Cesta básica capixaba registra maior alta dos últimos 6 anos

Por Livia Rangel

Publicado em 2 de agosto de 2012 às 00:00
Atualizado em 12 de fevereiro de 2015 às 17:19

Anúncio

A cesta básica da classe média capixaba chegou a R$ 1.069,42 em julho, ou seja, atingiu o maior valor médio calculado desde a criação do índice em fevereiro de 2007. A alta no mês foi de 2,34% e o índice acumulado nos últimos três meses ficou em 7,9%. Os principais vilões do mês de julho foram o tomate de mesa e a cenoura comum com altas de 57,1% e 50,4%, respectivamente.

Em relação ao tomate para mesa e cenoura comum, a ocorrência de frio intenso reduziu a oferta desses produtos nas regiões produtoras nas últimas semanas provocando acentuada elevação de preços.

O custo médio da cesta pesquisada em julho representou uma elevação de R$ 24,44 em relação ao mês de junho que teve registro de R$ 1.044,98 no custo.

No mês de julho, 15 produtos da cesta tiveram majoração de preços, 10 itens tiveram recuo e 5 produtos permaneceram com preços estáveis.

Evolução da cotação da cesta básica 

O índice acumulado nos primeiros sete meses do ano subiu para 2,19%, no entanto nos últimos doze meses o índice da cesta básica da classe média acumula alta de 14,03%.

O levantamento de preços envolvendo 30 itens de alimentação mais consumidos por uma família padrão da classe média em supermercados foi elaborado pelo grupo de alunos da Empresa Júnior EJFV do curso de administração da Faculdade Doctum de Vitória. Na família padrão da classe média capixaba com 2 adultos e 2 crianças o poder aquisitivo considerado está na faixa entre 3 a 10 salários mínimos.

Maiores altas de preços no mês: tomate de mesa comum (57,1%), cenoura comum (50,4%), mamão papaya (5,1%), refrigerante (8%) e maracujá (14,1%). 

Maiores quedas de preços no mês: cebola branca (-10,5%), laranja pêra (-4,9%), batata inglesa (-25,9%), vagem c/ caroço (-15,6%) e banana prata (-4,9%).

Supermercados

No mês de julho, os estabelecimentos pesquisados apresentaram o seguinte ranking no custo apurado para a cesta de alimentos básicos:

São José (R$ 1.027.69)
Epa (R$ 1.039,30)
Perim (R$ 1.040,76)
Extrabom (R$ 1.054,21)
Wal-mart (R$ 1.055,36)
Carone (R$ 1.089,61)
Calvi (R$ 1.091,52)
Extra Plus (R$ 1.106,90)
Schowambach (R$ 1.127,54)

Conforme estudo elaborado pelo Núcleo de Pesquisas da Empresa Júnior da faculdade Doctum de Vitória, se o consumidor pesquisasse os menores preços em julho entre as redes de supermercados selecionadas para a pesquisa compraria uma cesta de alimentos por R$ 898,40, assim, ele economizaria R$ 171,02 no mês, ou seja, 16% em relação ao preço médio apurado para a cesta de alimentos. Em 12 meses, a economia estimada ficaria em torno de R$ 2.052,00.

Com base nos custos dessa cesta de alimentos, a Coordenação de Pesquisas da Empresa Júnior calculou a renda média estimada para uma família padrão da classe média na Grande Vitória, que estaria em torno de R$ 4.242,07 em julho, equivalente a 6,8 salários mínimos.  

A 66ª edição da pesquisa da cesta básica da classe média foi realizada em 30 lojas de redes de supermercados da Região Metropolitana da Grande Vitória sob a supervisão do Coordenador da Empresa Júnior EJFV da Faculdade Doctum de Vitória, Professor Paulo Cezar Ribeiro.

Fonte: Folha Vitória

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

mathilde-exposicao-ftografica-2021-07-27

Alfredo Chaves: resistência é tema de exposição fotográfica na Estação de Mathilde

Julio-Joaquim-folhaonline-27-e-29Jul-2

Edital de Citação – Imóvel Usucapiendo

Anúncio

Anúncio

Área Condados

Desmatamento em Guarapari é denunciado; prefeitura informa que local tem autorização do Idaf

lei_de_incentivos_fiscais-2021-07-27-2

Nova lei de incentivos fiscais busca atrair novos olhares para economia de Anchieta

Anúncio

Meaípe

Início da recuperação da orla de Meaípe e da ES 060 está previsto para os próximos dias em Guarapari

Representantes do Governo do ES visitaram o bairro na última sexta-feira (23) e anunciaram que os serviços na região devem começar em alguns dias

mutirao3_instituto_amar-2021-07-26

Mutirão removeu cerca de uma tonelada de plástico entre praias de Guarapari

Anúncio