Anúncio

Cinco casas foram invadidas desde a última sexta-feira (16) no bairro São Judas Tadeu em Guarapari

Por Aline Couto

Publicado em 21 de fevereiro de 2018 às 11:35
Atualizado em 21 de fevereiro de 2018 às 11:36
Anúncio

A insegurança tomou conta do bairro São Judas Tadeu, em Guarapari, mesmo as sirenes solidárias colocadas pelos moradores, que é acionado quando algo suspeito acontece, não foram suficientes para inibir a audácia dos ladrões. Entre as madrugadas de sexta-feira (16) e quarta-feira (21) cinco residências foram invadidas e, na maioria das vezes, foram levados mantimentos, sendo uma delas por dois dias seguidos.

Cinco casas invadidas em menos de uma semana no bairro São Judas Tadeu. Foto: Divulgação.

Nesta madrugada (21), por volta das três da manhã, o empresário Emerson Nogueira Tessarolo, morador do bairro, acordou assustado com o filho chamando. “Ele estava dizendo que alguém gritava que havia ladrão em casa, quando desci para o andar debaixo encontrei minha mãe desesperada. Ela foi tomar água e deu de cara com o ladrão na janela do seu quarto.”

Segundo o empresário, o bandido levou um susto e pulou o muro deixando tudo para trás. “Ele foi muito abusado, entrou pela área de serviço, único local que não tem grades, e pegou o que pôde na dispensa e colocou na minha sacola de feira, ainda pegou o Grill da minha esposa e enrolou na toalha que estava secando no varal. Depois ele sentou e lanchou na maior calma até minha mãe vê-lo.”

Emerson contou que ainda hoje (21) fará o boletim de ocorrência sobre o acontecido e também irá reforçar as grades de sua casa e incluir na área de serviço. “Isso acontece pela certeza da impunidade”

De domingo para segunda-feira (19), um pouco antes das 2h da manhã, o servidor público morador da região, que preferiu que seu nome não fosse divulgado, acordou com sua esposa falando de um barulho no banheiro. “Fui verificar sem acreditar muito que era ladrão, moramos no segundo andar e não imaginava. Quando vi o basculante escancarado e o box imundo, me assustei.”

Boletim de ocorrência feito pelo servidor público.

“Vasculhamos a casa, para ver se ainda havia alguém, e chamamos a polícia.” O morador ainda conta que o único local sem grade em casa é nesse basculante e por ser pequeno, o bandido só levou uma mochila e pen drives do seu trabalho.

A polícia chegou rápido ao local e fez uma ronda sem sucesso, mas após visualizarem as filmagens do videomonitoramento do local, constataram que havia um suspeito parado em frente à casa do servidor olhando para a mesma. “Parecia que estava aguardo o ou os comparsas, ainda não sabemos”, relata o morador.

O suspeito foi encaminhado à delegacia e lá foi constatado que ele era procurado por outro mandato de prisão. O indivíduo não falou nada sobre o furto no São Judas e não entregou ninguém.

“Estamos assustados, dormindo com tudo trancado desde então. Minha filha está dormindo conosco por medo. Eles entraram no quarto que estava e nem ouvi, sorte que minha filha estava em outro quarto com a mãe.” Os vizinhos estão pensando em outra forma de segurança, como instalação de câmeras de videomonitoramento nas casas, uma vez que o poder público não age, não nos dá a devida segurança, diz o morador.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Prefeitura proíbe caminhada na orla das praias de Guarapari aos fins de semana

A medida restritiva será válida, excepcionalmente, nos dias 06, 07, 13 e 14 de junho; Confira outras determinações divulgadas nesta quarta-feira (03)

Da esquerda para a direita: Tenente Coronel Caus, da Polícia Militar; Prefeito de Guarapari, Edson Magalhães; Tenente Coronel Bruno, do Corpo de Bombeiros. Fotos: Folhaonline.es

Apenas comércios essenciais poderão funcionar nos fins de semana em Guarapari

A medida, que tem por objetivo reduzir a taxa de circulação no município, valerá a partir deste sábado (06); Comerciantes que desobedecerem as restrições poderão ter alvará de funcionamento cassado

Anúncio
Anúncio
comercio1-550x309

Guarapari terá nove dias de isolamento total a partir das 19h

A partir do dia 06 até o dia 14 de junho não será permitido permanecer nas ruas após as 19h e os comércios não essenciais devem permanecer fechados nos finais de semana

covid-19-drive-thru-teste-coronavirus-teste-rapidos-titri-foto-Flávio-Tin-_MG_8593-15042020-scaled

Estudo aponta mais de 200 mil capixabas infectados; Guarapari participará da próxima etapa

A partir do levantamento, o ES poderá reconhecer com mais precisão o padrão de comportamento da Covid-19 em solo capixaba

Anúncio
fiscais

Ação da fiscalização da prefeitura de Guarapari provoca reação do setor turístico

Foto: Divulgação

Guarapari: Obras de extensão da Avenida Paris estão em fase final