Anúncio

Pedro Muzeti, diretor da Festa do Peão de Barretos, revela shows de 2021

Em entrevista exclusiva, Pedro contou detalhes da última edição, revelou shows confirmados para 2021 e disse "trabalho de graça, por amor".

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 10 de janeiro de 2021 às 15:00
Atualizado em 12 de janeiro de 2021 às 08:39

Anúncio

Foto: reprodução/ Facebook.

Pedro Muzeti tem apenas 29 anos e ocupa dois lugares que muitos, talvez, queriam ocupar: o de diretor artístico e filho do presidente da Festa do Peão de Barretos. Formado em engenharia de Produção pela Universidade Presbiteriana Mackenzie de São Paulo e especialista em Administração e Negócios pela Inspe, é ele quem escolhe todos os shows do maior evento rural da América Latina.

Em uma entrevista exclusiva ao portal Folha.Online, o jovem contou detalhes da última edição, que aconteceu sem a presença do público por causa da pandemia – com shows transmitidos pela internet – e que trabalha  de graça.  Além disso, revelou alguns shows que já estão confirmados para o evento deste ano, que acontecerá entre os dias 19 e 29 de agosto. 

Confira:

Pedro, você cresceu vendo o seu pai organizar um evento que, com o passar dos anos, se tornou a maior festa de peão da América Latina. Como foi sua infância?

– Eu sempre participei da organização da festa. Lembro que comecei a trabalhar no evento com 10 anos, na limpeza da arena de rodeio junto com a equipe do estádio – e nunca mais parei. Passei por várias áreas até que, quando fiz 21 anos, consegui ingressar na “Os Independentes”, a associação que organiza a ‘Barretão’.  Meu pai foi eleito recentemente para a sua décima gestão como presidente.  Desde sempre estive do lado dele aprendendo e tentando ajudar.

Por ser filho do presidente da associação que organiza a festa, você sentiu ou sente pressão do restante dos associados?

Não sinto pressão, não. Até porque o presidente muda a cada dois anos, ou seja, preciso sempre tentar fazer um bom trabalho para estar à frente de algum cargo. Já faz 4 anos que sou responsável pelos shows da festa, porém caso algum dia algum presidente queira trocar a diretoria, eu vou estar a disposição para ajudar em outros departamentos.

A associação é sem fins lucrativos. Sendo assim, os sócios não têm salário, certo? Por que você gere artisticamente um dos maiores evento do mundo de graça?

– Exato. Trabalho de graça, por amor. A associação é sem fins lucrativos. Tudo o que fazemos é por amor a festa e pelo clube. Quem vem a Barretos sabe como fazemos com carinho o evento. É uma sensação que não dá para explicar. Todos os associados não têm salários e ficam à disposição para o que o presidente precisar. Assim, é fácil conseguir conciliar a vida profissional com o hobby que é fazer parte desta associação.

Você é engenheiro de Produção. Ainda exerce a profissão ou precisou largar para ocupar o cargo de diretor artístico da Festa de Peão de Barretos?

– Na verdade eu não larguei a minha profissão. Hoje sou representante comercial e consigo conciliar as duas atividades sem problemas. Somente no mês de agosto fico dedicado 100% à festa.

É você quem lida com as contratações dos artistas que se apresentam na festa. Quem  ainda não participou que você quer muito?

Sim, sou o responsável por toda contratação artística da festa. Claro que tudo é discutido com o presidente e o diretor financeiro, e sempre levamos as opções sugeridas para reuniões de diretoria. Também tenho uma equipe com cerca de 30 pessoas que trabalha nos palcos durante o evento. Graças a Deus, praticamente todos os artistas nacionais já participaram do evento. Sonhamos em trazer grandes nomes da música internacional, porém com o valor do dólar, fica cada vez mais difícil.

Dos artistas internacionais que já subiram no palco do “Barretão”, qual foi o mais interessante? É verdade que a Shania foi antipática? Existe diferença na produção dos artistas nacionais com a dos internacionais?

– Sem dúvida nenhuma a Shania foi a mais interessante. Não só porque tentamos trazê-la por mais de 20 anos, mas pela experiência que foi a produção do show dela. Desde a contratação até a entrega, foi tudo muito bem planejado e executado. Pareceu que a festa havia começado 3 meses antes de acontecer de fato, mas valeu a pena todo o esforço. Quem estava no show dela, em 2018, tenho certeza que nunca irá se esquecer. E não, ela não antipática. A artista em si não é exigente, tive a oportunidade de conversar rapidamente com ela e ela estava encantada com tudo e após realizar o show, disse que queria muito voltar um dia. Os shows no Brasil são muito diferentes dos shows lá fora.  Lá, as pessoas ficam sentadas e não têm a emoção que aqui passa. Acho que por isso ela se encantou tanto.

Em 2019 o evento reuniu  mais de 900 mil pessoas e em 2020 a pandemia fez com fosse realizado num formato inédito, com shows sem plateia, transmitidos por meio de lives. Foi decepcionante para você?

– O setor de eventos sem dúvida alguma foi o que mais foi prejudicado com a pandemia. Fomos os primeiros a parar e seremos os últimos a voltar. Dessa forma, o segmento teve que pensar em algo diferente para fazer o “show continuar”. Foi aí que as lives começaram, e foi um formato que deu muito certo, pois conseguimos levar alegria mesmo estando distantes. A festa recebe quase 1 milhão de pessoas durante os 11 dias e durante o mês de agosto recebíamos mensagens de pessoas do Brasil inteiro falando que gostariam de estar ali, no parque. Realizar a live foi uma forma de presentearmos todas as pessoas que gostariam de estar ali.

Para este ano, quais são as expectativas?

– Está muito difícil falar algo deste ano ainda. Nós queremos muito realizar a festa, porém existem diversos fatores que não estão no nosso controle. Até lá estamos trabalhando todos os dias para que o evento ocorra.

Quais artistas já estão confirmados?

– Já temos Gusttavo Lima, Zé Neto e Cristiano, Wesley Safadão e Marília Mendonça.

Pedro, para concluir, deixe uma mensagem para fãs capixabas da Festa do Peão de Barretos.

Nós, da Festa do Peão de Barretos, esperamos rever muito em breve todos os capixabas que sempre vêm visitar a nossa cidade. Gostamos de passar alegria, felicidade e emoção para todos vocês e tenho certeza que é isso que todo mundo mais precisa neste momento.

*Texto: Clóvis Rangel.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Sine de Anchieta tem 46 vagas para moradores da região e oportunidades para Guarapari

As vagas são para os níveis fundamental, médio, técnico e superior

bazar_edicao_1

Projetos sociais de Guarapari realizam ações de solidariedade neste sábado (19)

Ações de bazar beneficente e cabide solidário visam ajudar famílias necessitadas de Guarapari

Anúncio

Anúncio

vacina_covid_guarapari_90

Guarapari abre agendamento da segunda dose de Coronavac para idosos acima de 60 anos

mortes covid2

Covid-19: número de óbitos em Guarapari chega 390; 15.201 pessoas já foram infectadas

Anúncio

Instrução APH

Militares da Força Tática de Guarapari participam da instrução de pré-hospitalar tático

coronavac-instituto-butantan

ES aguarda mais de 79 mil doses de vacinas da Coronavac e da Pfizer nesta quinta (17)

Anúncio