Anúncio

Comunidade se une para reformar ‘Conventinho da Penha’

Por Gabriely Santana

Publicado em 29 de março de 2016 às 12:52
Atualizado em 29 de março de 2016 às 12:52
Anúncio

Moradores da comunidade de Carolina, no interior de Alfredo Chaves, estão finalizando as obras de reforma do ‘Conventinho da Penha’, pequena capela que fica num monte, a mais de 850 metros de altitude. A obra será inaugurada na próxima segunda (04), dia de Nossa Senhora da Penha, padroeira do Estado. Neste mesmo dia será instalado no local um cruzeiro de madeira de 11 metros.

d709cca8-beb9-4525-bcd7-d0fc0846eb3f

A reforma foi feita pelos próprios moradores da comunidade. Foto: Secompmac

De acordo com Elizangela Colodete Pin, moradora da comunidade e proprietária de uma pousada, as obras estão em ritmo acelerado para serem entregues na próxima segunda. “A comunidade está há alguns dias envolvido nas obras que estarão prontas no dia da padroeira, quando celebramos uma missa na capela e recebemos muitos visitantes.

A igrejinha recebeu o apelido carinhoso dos fiéis de ‘Conventinho da Penha’, pois foi construída em homenagem à padroeira do Estado. O local também virou ponto turístico, apesar de só realizar uma celebração por ano, a capela é aberta diariamente para visitações.

‘Conventinho’ receberá fiéis para missa da padroeira do Estado

Na próxima segunda-feira (04) será celebrada a missa anual em homenagem a Nossa Senhora da Penha, no ‘Conventinho da Penha’, em Carolina, interior do município. A tradição é repetida há décadas todos os anos por centenas de fiéis da região, que não medem esforços para chegar à capelinha erguida há 100 anos no alto de uma montanha que fica a cerca de 850 metros de altitude.

A celebração será presidida pelo padre Josemar Stein, às 10h. A peregrinação religiosa recebe mais de 400 devotos.

De acordo com o proprietário de pousada da região, Cinésio Pin, 50 anos, a igrejinha foi edificada no começo do século passado por seu bisavô, Egistro Pinon, que veio da Itália e se hospedou na região com ajuda de moradores locais. “A primeira igrejinha era de pau-a-pique e depois de quarenta anos foi derrubada e construída outra de alvenaria que está erguida até hoje. O local começou ser bastante frequentado por moradores e turistas da região e ganhou o apelido de Conventinho da Penha”, conta.

Segundo Pin, o motivo exato da construção não se sabe, mas a família acredita que foi para professar a fé do patriarca da família e abençoar a região. No dia da festa, após a missa, acontece comercialização de pratos típicos e leilões. “É uma dia de festa, que as comunidades da região param para respeitar a santa e se confraternizarem”, disse.

No alto do morro, o popular Conventinho da Penha fica aberto diariamente para visitações. Há dois caminhos para chegar ao local, por Carolina, entre as pousadas Vale das Cachoeiras e Águas de Pinon e pela comunidade de São Roque de Maravilha.

No espaço próximo a capela foram construídos banheiros para dar mais estruturas aos romeiros e visitantes.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

1D9511D7-5D35-48E5-A1CE-32534D35DF82

A mediação como meio de solução pacífica de conflitos após a pandemia

Criolipólise-foto-Clovis-Rangel

Projeto verão: tratamentos estéticos para ficar com tudo em cima mesmo com a pandemia

Anúncio
Anúncio
teste-rapido-coronavirus-covid19-1

Alfredo Chaves, Anchieta e Guarapari elevam casos de Covid-19 e retornam ao Risco Moderado

Carros-Foto-Romero-Secom-ES

Governo do Estado divulga datas para pagamento do IPVA

Anúncio
Upa Covid

Guarapari amplia espaço para pacientes com suspeitas de síndromes respiratórias na UPA

MarcosKneip_01

“Temos saldo de 9 mil empregos e zeramos as perdas no ES”, disse secretário Marcos Kneip

Guarapari está com um saldo positivo de 349, foram 777 admissões e 428 desligamentos

Anúncio