Anúncio

Confira os critérios para vacinação da Covid-19 para grupo com comorbidades no ES

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 4 de maio de 2021 às 18:26
Atualizado em 5 de maio de 2021 às 18:19

Anúncio

Foto: divulgação

O Governo do Estado iniciou ontem (3) em ato simbólico realizado no Palácio Anchieta, a vacinação de pessoas com comorbidades, deficiência permanente, gestantes e puérperas em mais uma etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19. Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 600 mil capixabas devem ser imunizados nesta etapa, sendo 401.670 pessoas com comorbidades; 148.611 pessoas com deficiência permanente e 47.965 gestantes e puérperas.

De acordo com estimativa da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), no Espírito Santo há aproximadamente 598.246 mil pessoas que se enquadram nestes critérios, sendo: 401.670 pessoas com comorbidades, 148.611 mil pessoas com deficiência permanente e 47.965 mil mulheres gestantes e puérperas. 

As doses serão distribuídas para os 78 municípios capixabas e, cada prefeitura em parceria com a respectiva secretária de saúde, fará a distribuição das doses conforme o quantitativo disponibilizado e respeitando os critérios abaixo: 

Na Fase I, vacinar proporcionalmente, de acordo com o quantitativo de doses disponibilizadas:

a) na faixa etária entre 18 e 59 anos de idade: 

– Pessoas com Síndrome de Down ou deficiência intelectual/mental (autismo, paralisia cerebral ou outras síndromes que desencadeiam a deficiência intelectual/mental); 

– Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise); pessoas com fibrose cística; 

– Gestantes e puérperas com comorbidades pré-determinadas no Plano Nacional (PNO); 

– Pessoas com obesidade mórbida (índice de massa corpórea – IMC maior ou igual a 40);

b) na faixa etária entre 55 e 59 anos de idade: 

– Pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Na Fase II, vacinar proporcionalmente, de acordo com o quantitativo de doses disponibilizado:

– Pessoas com comorbidades pré-determinadas no PNO; 

– Gestantes e puérperas independentemente de condições pré-existentes;

– Pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC). 

Nesta fase, a imunização será realizada também segundo as faixas de idade de 50 a 59 anos; 40 a 49 anos; 30 a 39 anos; e 18 a 29 anos.

Comprovação:

No momento da vacinação, deverá ser apresentado um dos documentos abaixo relacionados, além do documento de identificação com foto:

  1. Laudo médico;
  2. Prescrição médica;
  3. Declaração do enfermeiro do serviço de saúde onde o usuário faz tratamento.

Poderão ser utilizados também os cadastros já existentes dentro das Unidades de Saúde.

  • A data do documento comprobatório deverá ser de 2018 em diante, ou seja, dos últimos 3 (três) anos, para condições permanentes;
  • Para condições adquiriras e transitórias (gestantes e puérperas), os serviços de vacinação deverão reter a cópia de comprovação de 90 dias; 

Veja a relação das comorbidades:

Abaixo, a descrição das comorbidades incluídas como prioritárias para imunização contra a covid-19 no Plano Nacional de Operacionalização (PNO) da vacinação:

Diabetes mellitus: Qualquer indivíduo com diabetes.

Pneumopatias crônicas graves: Indivíduos com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação prévia por crise asmática).

Hipertensão Arterial Resistente (HAR): HAR= quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos antihipertensivos.

Hipertensão arterial estágio 3: PA sistólica ≥180mmHg e/ou diastólica ≥110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade.

Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade: PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade.

Doenças cardiovasculares

Insuficiência cardíaca (IC): IC com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association.

Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar: Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária.

Cardiopatia hipertensiva: Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo).

Síndromes coronarianas: Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós Infarto Agudo do Miocárdio, outras).

Valvopatias: Lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras).

Miocardiopatias e Pericardiopatias: Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática.

Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas: Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos.

Arritmias cardíacas: Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atriais; e outras). 

Cardiopatias congênitas no adulto: Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico.

Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados: Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência). 

Doença cerebrovascular: Acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular.

Doença renal crônica: Doença renal crônica estágio 3 ou mais (taxa de filtração glomerular < 60 ml/min/1,73 m2) e/ou síndrome nefrótica.

Imunossuprimidos: Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas.

Hemoglobinopatias graves: Doença falciforme e talassemia maior

Obesidade mórbida: Índice de massa corpórea (IMC) maior ou igual a 40.

Síndrome de down: Trissomia do cromossomo 21.

Cirrose hepática: Cirrose hepática Child-Pugh A, B ou C.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

CAFE DE LA MUSIQUE COMUNICA ADIAMENTO DAS ATRAÇÕES BEACH CLUB W

Procon notifica beach club de Guarapari para devolver valores de ingressos de shows cancelados

renan-bolsonaro-2021-07-23

Filho de Jair Bolsonaro chega ao ES para reality show em mansão de Guarapari

Anúncio

Anúncio

vacina-covid-segunda-dose-2021-07-22

Mais de 60 mil pessoas não voltaram para segunda dose de vacina da Covid-19 no Espírito Santo

instituto-amar-mutirao-recolher-lixo-2021-07-22o

Grupo realiza mutirão de limpeza nas praias do Boião e do Morcego em Guarapari

Ação acontece neste domingo (25), às 8h da manhã com concetração na Praia do Boião

Anúncio

vacina 65 69 3

Guarapari abre novo agendamento para imunizar pessoas acima de 28 anos contra Covid-19

2.500 vagas serão disponibilizadas neste agendamento

apae-guarapari-dia-das-criancas-2021-07-22

Parceria com os Correios permite nova forma de doação para Apaes do Espírito Santo

Anúncio