Anúncio

Conselho Regional de Educação Física fecha o cerco para profissionais irregulares em Guarapari

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 28 de fevereiro de 2019 às 17:52
Atualizado em 28 de fevereiro de 2019 às 17:52
Anúncio

Entre os dias 22 e 28 de fevereiro o Cref 1 realizou uma operação em vários bairros da cidade.

Foto: Divulgação.

O Conselho Regional de Educação Física (CREF1) encerrou hoje (28) uma ação de varredura em Guarapari. A operação Cidade Saúde, que começou no dia 22 de fevereiro, tinha o objetivo de encontrar pessoas atuando de forma irregular na profissão. Ao todo, foram fiscalizados 40 estabelecimentos em vários bairros do município.

A fiscalização encontrou quatro pessoas em exercícios ilegais na Musculação, onde três estudantes estavam atuando ilegalmente em Santa Mônica, em Adalberto Simão Naber e Praia do Morro, além de um graduado sem registro no Centro. Dois indivíduos foram encaminhamentos à delegacia.  Além disso, foram encontrados dois estabelecimentos sem nomeação do responsável técnico, em Muquiçaba e Praia do Morro, um estabelecimento sem registro de Pessoa Jurídica, na Praia do Morro e outra academia com sala sem supervisão profissional.

De acordo com o Cref1, a ação foi pensada com o objetivo de atender uma demanda da categoria local que solicitava uma varredura na cidade para identificar as irregularidades e coibir o exercício ilegal da profissão. Os bairros fiscalizados foram Santa Mônica, Jabaraí, Una, Jardim Santa Rosa, Nossa Senhora da Conceição, Lagoa Funda, Adalberto Simão Nader, Ipiranga, São Judas Tadeu, Kubitschek, Meaípe, Parque Areia Preta, Muquiçaba, Itapebussu, Praia do Morro e Centro.

O órgão explicou que, ao serem flagrados em atuação irregular na profissão, as pessoas recebem um auto de infração por exercício ilegal. O caso, em seguida é encaminhado para o Ministério Público para apuração da contravenção penal do exercício ilegal da profissão. Já os estabelecimentos irregulares recebem uma notificação e tem um prazo para interpor um recurso de defesa junto ao CREF1. Caso a regularização não seja feita, o estabelecimento pode vir a pagar uma multa junto ao órgão.

Ainda segundo informações do Cref 1, se o cidadão quiser saber se a pessoa que orienta a atividade física é de fato um profissional, basta solicitar a cédula profissional e confrontar os dados na consulta pública disponível no cref1.org.br. A pesquisa também pode ser feita através do nome completo ou CPF.

Texto: Sara de Oliveira

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

cães_abandonados

Doações de livros ajudam animais de rua em Guarapari

O perfil “Desapego de Patas” vende os livros doados e todo o dinheiro é repassado para o projeto Ajuda Pet

nicole apa

Moradora de Guarapari cria grupo de compras para que consumidores consigam descontos

Nicole Mattar criou o “Nosso Grupo de Compras” com o objetivo de reunir consumidores e negociar descontos em compras coletivas

Anúncio
Anúncio
Foto-Antonio-Ribeiro-550x413-1

Melhorei tanto minha saúde que decidi me mudar para Guarapari

Foto: Reprodução

Com 3.357 casos da Covid-19 confirmados, Guarapari tem 121 sob investigação

Anúncio
Imagem artigo

Artigo: O uso indevido da Lei Maria da Penha

E o reflexo prejudicial às mulheres que de fato precisam da proteção legal

Foto: Reprodução

Grupo de doadores de sangue de Guarapari convoca voluntários para ação

O Projeto Esther-Doe Sangue Salve Vidas realiza doação pelo menos duas vezes por mês com transporte gratuito para os voluntários

Anúncio