Anúncio

Coronavírus: Apesar de determinação judicial, empresa ainda não entregou respiradores a hospital do ES

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 24 de abril de 2020 às 15:32
Atualizado em 24 de abril de 2020 às 15:43
Anúncio

Conforme a decisão, a empresa Magnamed Tecnologia Médica deve entregar os 59 aparelhos ao Hospital Estadual Dr. Jayme dos Santos Neves até a próxima quinta-feira (30)

Os ventiladores pulmonares são fundamentais para o tratamento de casos graves do novo coronavírus. Foto: Divulgação

Recentemente, a Associação Evangélica Beneficente Espírito Santense (Aebes), responsável pela gestão do Hospital Estadual Dr. Jayme dos Santos Neves, recorreu à Justiça Federal para garantir a entrega dos 59 ventiladores pulmonares adquiridos pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) com o objetivo de expandir o número de leitos na UTI disponíveis para o tratamento de pacientes em quadros graves do novo coronavírus (Covid-19). A ação judicial tem como réu a União, que requisitou a posse dos aparelhos da fornecedora. No dia 25 de março, a 4ª Vara Federal Cível de Vitória determinou a entrega dos equipamentos solicitados ao hospital do Espírito Santo. Contudo, até o dia hoje (24), os respiradores ainda não foram entregues. 

Conforme a decisão judicial, a Sesa teria iniciado a compra dos 59 aparelhos no dia 16 de março, 3 dias antes do Governo Federal requisitar, por meio do do Ofício n. 43/2020, a posse dos ventiladores pulmonares. Apesar disso, no dia 22 de março, a administração do Hospital Estadual Dr. Jayme dos Santos Neves, localizado na Serra, foi informada pela empresa fornecedora, Magnamed Tecnologia Médica, que a entrega não seria realizada. 

O maior hospital público do Estado é uma das seis unidades de referência no tratamento do Covid-19. Foto: Reprodução / Governo do Estado do Espírito Santo

A determinação favorável ao hospital levou em consideração não apenas a data da solicitação, anterior à requisição da União, como também o fato de que o Hospital Estadual Dr. Jayme dos Santos Neves foi designado pelo Governo do Estado do Espírito Santo como unidade de referência no tratamento a pacientes infectados pelo novo coronavírus. Desse modo, a não entrega dos respiradores prejudicaria o combate à pandemia do Covid-19 no estado, podendo resultar no aumento do índice de mortalidade pela doença. 

Apesar da determinação ter sido divulgada no dia 25 de março, a direção do Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves informou, hoje (24), que ainda não recebeu os equipamentos solicitados. Apesar da urgência dos aparelhos, a Secretaria de Estado Saúde afirmou que a Magnamed Tecnologia Médica tem até até a próxima quinta-feira (30) para realizar, em remessa única, a entrega. 

Confira a decisão da 4ª Vara Federal Cível de Vitória na íntegra. 

Texto: Nicolly Credi-Dio

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

e39d896a-88d6-4014-a632-46f2afd7a5d5

Grupo promove ação de limpeza do Rio Una em Guarapari e convida voluntários

Há 16 anos o “S.O.S Rio Una” coleta lixo sólido das margens do Rio Una, além de promover ações de conscientização

Foto: Reprodução

Covid-19: mais 27 pessoas se curam da doença em Guarapari

Anúncio
Anúncio
PM GRI

PM de Guarapari faz sucesso na internet e tem mais de 80 mil seguidores

Raphael Santana também faz faculdade de direito e trabalhos como modelo

Foto: Arquivo/Folha

INMET emite alerta de chuva forte e ventos intensos em Guarapari

Ao todo, 50 municípios capixabas podem ser afetados pela mudança climática; Há risco de alagamentos, deslizamentos e transbordamentos de rios

Anúncio
HFA_fachada_tratada-1024x778

Votação popular: Hifa Guarapari pode ser contemplado com emenda parlamentar

A proposta consiste na renovação do Parque Tecnológico da Unidade Hospitalar do Centro Cirúrgico com aquisição de novos equipamentos

nesio

Covid-19: Secretário diz que número de casos deve aumentar nos próximos dias, mas não é ‘nova onda’

Nésio Fernandes explicou os fatores que vão influenciar no aumento de casos

Anúncio