Anúncio

Cultura negra, raiz e origem

Por Glenda Machado

Publicado em 19 de setembro de 2017 às 09:00
Atualizado em 20 de setembro de 2017 às 14:18
Anúncio

Entre o antigo e o atual movimento negro faz parte da cultura do município

Durante anos os negros foram escravizados, faziam o trabalho pesado das lavouras de café. Em 1888 foi assinada a Lei Áurea, aquela que concedeu a tão sonhada liberdade. Mesmo 129 anos após o fim da escravidão, os negros ainda sofrem preconceitos.

Vencedores da 27ª Edição da Noite da Beleza Negra. Foto: reprodução

São vários os movimentos que lutam para que seja reconhecido o valor dessa raça que muito fez pelo Brasil. Desde a década de 1960, é celebrado em 20 de novembro o Dia da Consciência Negra, uma data dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade.

Para valorizá-los, nesta data é também feriado municipal, em Guarapari. Segundo o Senso de 2016, do total de 116.278 moradores de Guarapari, 8.658 se declaram negros. E foi por isso que desde 2008, Matuzalém Ribeiro de Souza, negro, nordestino e o mais velho de quatro irmãos, começou um trabalho para o resgate da cultura negra no município.

Com a noite da Beleza Negra, que está em sua 28ª Edição com apoio da Nação Zumbi, o concurso tem como objetivo, segundo Matuzalem, exaltar a beleza típica do município e ser uma força ativa contra o preconceito. “Já senti na pele como é ser vítima de preconceito. Ainda mais por ser negro e nordestino. A noite da Beleza Negra é uma forma de aumentar a nossa autoestima. Infelizmente o preconceito só aumentou e é algo inadmissível nos tempos atuais”, desabafou.

Matuzalem, Edna e Simão Pedro organizam a 28ª noite da Beleza Negra. Foto: Folha da Cidade

Ao lado do carnavalesco Simão Pedro e Edna Souza o trio se desdobra para fazer deste evento um marco no município. “Já pensei em desistir, mas o movimento e o envolvimento das pessoas é o que nos motiva a continuar. Para este ano estamos com uma programação muito interessante para a semana da consciência negra. Envolvendo os movimentos Quilombola, Congo e outros que representam a nossa história. Não podemos deixar isso acabar”, completou o organizador do evento, Matuzalém.

Para este ano a programação está prevista para iniciar no dia 17 de novembro com ação afro no Radium Hotel. Já no dia 18 a grande Noite da Beleza Negra com os desfiles e apresentações culturais. No dia 19 um futebol society com convidados do movimento Quilombola e no dia 20 um sessão solene na Câmara Municipal.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

Upa Covid

Guarapari amplia espaço para pacientes com suspeitas de síndromes respiratórias na UPA

MarcosKneip_01

“Temos saldo de 9 mil empregos e zeramos as perdas no ES”, disse secretário Marcos Kneip

Guarapari está com um saldo positivo de 349, foram 777 admissões e 428 desligamentos

Anúncio
Anúncio
ambulante-550x366

Decreto estabelece medidas para comércio ambulante no verão de Anchieta

a-producao-anual-do-tuberculo-chega-a-50-mil-toneladas-145827-article

Parceria entre Governo do ES e Sebrae oferta palestra para produtores rurais

A palestra apresenta as redes sociais como alternativa de venda, para incentivar a presença digital de produtores rurais

Anúncio
rebocador

Encontrado corpo do tripulante do rebocador que afundou em Guarapari

O corpo de Eric Barcelos Rangel, de 57 anos, foi localizado no mar de Aracruz, na última segunda-feira

Fabio-Novaes-Sicoob

O que é e o que muda com Pix

Anúncio