Anúncio

Curado da Covid-19, idoso retorna para casa em Guarapari após 22 dias internado

Aos 79 anos, Helvécio Gomes dos Santos esteve hospitalizado do dia 08 ao dia 30 de junho; Hoje, recebe ajuda de familiares para lidar com as sequelas da doença

Por Nicolly Credi-Dio

Publicado em 5 de agosto de 2020 às 11:22
Atualizado em 6 de agosto de 2020 às 10:45
Anúncio
Helvécio Gomes dos Santos, de 79 anos. Foto: Arquivo Pessoal

Durante a pandemia do novo coronavírus, familiares estão especialmente atentos à proteção dos idosos, que integram o grupo de risco da doença. Mesmo seguindo todos os cuidados recomendados, Helvécio Gomes dos Santos, de 79 anos, contraiu o vírus e passou 22 dias internado, 10 destes na UTI. A família do idoso, que reside no bairro Camurugi, em Guarapari, não sabe como ele se infectou, mas deixa uma mensagem de conscientização e esperança. “O isolamento social é essencial para proteger a nós mesmos e as pessoas que amamos”.

Diagnóstico

De acordo com Katscilaine dos Santos Francelino, nora de Helvécio, tudo começou no dia 08 de junho, quando o sogro manifestou os primeiros sintomas. “Ele estava com falta de ar, perda de apetite, dor no corpo e tosse seca. Então, ligamos para o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e a socorrista informou que provavelmente era Covid-19″.

Katscilaine acredita que o atendimento que Helvécio recebeu na Unidade de Pronto Atendimento (Upa Guarapari) foi determinante para que vencesse a doença. “A equipe do Upa foi muito atenciosa, cautelosa e ágil. Primordiais para que ele recebesse acompanhamento médico com urgência”, relata.

Internação

Segundo ela, o teste rápido feito em Guarapari não acusou resultado positivo. No entanto, o idoso foi encaminhado para o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, que é referência em atendimento a pacientes com Covid-19 no Espírito Santo. Lá, Helvécio foi hospitalizado, após o diagnóstico definitivo, e passou uma semana na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Alguns dias depois, com o quadro estável, o paciente foi transferido para o Hospital Evangélico de Vila Velha e, após um pico de pressão alta, precisou retornar para a UTI.

Ao todo, Helvécio passou 22 dias internado. “Foram dias muito difíceis para nós. Nos deslocando até o hospital para receber notícias, preocupados com o estado de saúde dele e com a possibilidade de outros membros da família contraírem o vírus, já que tenho uma filha de 3 anos que tem bronquite e, por isso, é do grupo de risco”.

Sequelas

Apesar dos dias de aflição, nenhum outro membro da família contraiu a doença e, quando Helvécio retornou para casa, no dia 30 de junho, já não apresentava risco de transmissão. “O hospital nos deu todas as orientações para o cuidado e nos explicou que, pelo longo período internado, ele já não poderia transmitir o vírus. Mesmo assim, sofremos com o preconceito dentro da própria família”, conta Katscilaine.

Hoje, os nove filhos de Helvécio se revezam na rotina de cuidados do idoso e o ajudam a lidar com as sequelas da doença. “Ele faz fisioterapia para voltar a caminhar com segurança, precisou de sessões para exercitar o pulmão, assim que recebeu alta hospitalar, e assim lida com as sequelas da Covid-19”.

Alerta

Os familiares do idoso não sabem, até hoje, como ele teria contraído o vírus, já que seguia todas as recomendações médicas. Por isso, alertam para a importância do isolamento social. “Nós estávamos em casa, seguros, e alguma pessoa assintomática o transmitiu. Então estamos ainda mais cuidadosos que antes. O isolamento social é essencial para proteger a nós mesmos e as pessoas que amamos”, diz a a nora.

Para a família, apesar de todas as dificuldades, a recuperação de Helvécio, aos 79 anos, representa esperança. “Essa é a principal mensagem que podemos dar, neste momento de angústia: fé. Cuidem-se”.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Prefeito Gedson

Gedson Merizio pode se tornar deputado estadual por Guarapari

Os resultados das eleições municipais deste ano colocam Gedson com a possibilidade de assumir o cargo no próximo ano

Prêmio3

Professora de Guarapari está entre as finalistas do Prêmio Shell de Educação Científica

Cibele Machado é professora do nono ano do ensino fundamental II. Ela está na disputa e aguarda ansiosamente o resultado

Anúncio
Anúncio
casal-motohome (2)

Casal de Guarapari viaja em van com estrutura residencial montada por eles

Dentre os destinos favoritos do casal: Ubu, em Anchieta

praia do morro

Atrativos de Guarapari encantam agentes de viagem e imprensa paulista

Anúncio
Youtuber mirim2

Nascido em Guarapari, Youtuber mirim é exemplo de interação nas redes sociais

Davi Patrocínio, de apenas 3 anos, vem conquistando a internet com vídeos explicativos sobre a doença crônica que possui, além de incentivar outros a enfrentarem as dificuldades

atacado-vem-supermercado-foto-Antônio Ribeiro

Novos mercados promovem uma mudança radical em Guarapari

Anúncio