Anúncio

De Dubai, feras do MMA encontram o mestre em Guarapari

Por Gabriely Santana

Publicado em 4 de janeiro de 2017 às 16:23
Atualizado em 4 de janeiro de 2017 às 16:38
Anúncio

Curtindo o município e suas belas praias, os atletas Albino Mendes e Leonardo Peçanha, crias do mestre Guy Amaral Gonçalves, estão desde dezembro de férias em Guarapari. As feras, de renome internacional, hoje estão no topo das competições mais cobiçadas, moram em Dubai e passaram por aqui para relembrar os velhos tempos.

img_9492

Leonardo, o mestre Guy e Albino juntos em Guarapari. Foto: Glenda Machado

De Guarapari para o mundo, Albino Mendes, engrossou a lista de brasileiros que se mudaram para os Emirados Árabes com o intuito de viver das artes marciais. Antes mesmo de se tornar internacional ele se envolveu com o Muay Thai ainda bem novo. Com 15 anos começou a treinar na academia Guy Gym, aqui mesmo, no município.

“Na minha época tínhamos muitos filmes de artes marciais e me interessei pelo muay thai. Eu era bem jovem quando a minha vida mudou de rumo e o esporte me abriu portas para competições aqui no estado, no país e até mesmo internacionalmente”, disse o atleta. Albino que foi vice-colocado no mundial de muay Thai na Tailândia conquistou o cinturão do brasileiro. Ele também migrou para o MMA e fez 11 lutas profissionais em sua carreira com 6 vitórias e 5 derrotas.

Hoje a arte marcial que o consagrou virou uma oportunidade rentável para ele. Obrigatório nas escolas e nas Forças Armadas, a “arte suave”, agora, é praticada pela Polícia. A demanda, que vem crescendo nos últimos anos, virou salvação para atletas brasileiros, que têm um novo eldorado, capaz de dar estabilidade financeira e reconhecimento profissional. “Lá eu dou aula para o exercíto. Faz um mês que voltei ao Brasil, para o Rio de Janeiro e fico aqui até o meio do ano. Mas é sempre bom relembrar os velhos tempos, aqui, (em Guarapari) onde tudo começou”, comentou, Albino.

img_9513

Leonardo faz treino com a garotada na academia do Guy. Foto: Glenda Machado

Seu companheiro de treinos e também aluno na equipe Guy Gym, Leonardo Peçanha, foi mais um atleta que se aventurou do outro lado do hemisfério. Natural do Rio de Janeiro, conquistou todos os títulos do jiu-jitsu: brasileiro, pan americano, europeu, sul americano e mundial. Em 2004 ele migrou para o MMA quando conheceu o Albino Mendes, professor de Muay Thai.

“Através dele (Albino) conheci o mestre Guy e aí comecei a treinar mais Muay Thai do que o próprio jiu-jitsu para me preparar no mma e fiz uma carreira de 2004 até 2012 lutando em vários eventos grandes como: Shooto, Jungle Fight, ganhei o cinturão do VFC, lutei no Strike Force e no Bellatore.

Depois de 27 lutas e uma lesão séria no maxilar ele resolveu parar e embarcou para Dubai, onde coordena 22 coachs de jiu-jitsu em Dubai, mas já está com outros projetos para sua vida profissional.“Estou me mudando de Dubai este ano e tenho alguns planos. Volto para Portugal ou vou para os Estados Unidos onde eu tenho uma academia”.

Feras se encontram e agradecem ao mestre

Albino é mais do Muay Thai. Já Leonardo é do Jiu-Jitsu. Mas em uma coisa eles concordam: O respeito pelo mestre que os ensinou. “Eu sou suspeito pra falar porque pra mim ele é o melhor professor de muay thai do Brasil. Ele tem uma experiência de fora muito grande e aprendeu com os grandes mestres. Se você for na holanda e perguntar sobre o Guy, todo mundo vai saber”, disse Leonardo

img_9490

Equipe Guy Gym recebe visitas ilustres diretamente dos Emirados Árabes. Foto: Glenda Machado

Já Albino disse que com o Guy ele aprendeu valores para a vida. “Quando você sabe que a pessoa é de verdade os valores passam para gente naturalmente. A vida de atleta não é fácil, mas quando você faz com amor e dedicação tudo dá certo”, completou Albino.

O mestre Guy, natural do município, morou mais de 7 anos na Holanda com muitas dificuldades e hoje virou referência na arte marcial. Quando perguntado sobre esse reconhecimento, ele foi enfático. “Isso tudo é fruto do trabalho de muito tempo. Para mim, chegar a ter esse conhecimento em uma época que a gente tinha pouco recurso é muito gratificante. Prova de que fazer um trabalho legal dá resultado”. E para quem quer dar o primeiro passo no esporte, o mestre dá um dica ao pais e alunos: “Não desistam dos seus filhos. Se ele gosta de luta, futebol ou qualquer coisa invista e faça dele o melhor na área”.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Capa

Atleta de Guarapari é contratado por time europeu

O goleiro Thiago Correia aguarda o fim da pandemia para viajar para a Polônia

Foto: Reprodução

Prefeitura de Guarapari anuncia Orçamento Participativo Municipal

O objetivo da medida é fazer com que a população exerça seu papel de cidadão, influenciando o destino de recursos públicos

Anúncio
Anúncio
Foto: Antônio Ribeiro

Qual praça de Guarapari o povo gostaria que fosse reformada?

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari registra mais três mortes e ultrapassa os 1.300 casos

A cidade totaliza 1.312 casos confirmados e 64 óbitos pela Covid-19

Anúncio
Imagem Ilustrativa | Foto: Reprodução

Artigo: Em tempos de pandemia, é possível reduzir a pensão alimentícia?

Renato Casagrande. Foto: Divulgação / Rodrigo Araujo

Governo do ES divulga atualização do Mapa de Gestão de Risco da Covid-19

O novo mapa, que terá vigência a partir de segunda-feira (13), classifica 41 municípios capixabas com risco “Alto” e 37 com risco “Moderado”

Anúncio