Anúncio

Desapropriação de prédio da nova sede da prefeitura está temporariamente paralisada

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 26 de julho de 2017 às 19:05
Atualizado em 27 de julho de 2017 às 09:27

Anúncio

O processo de desapropriação do prédio na Praia do Morro, onde a prefeitura quer construir a nova sede, está temporariamente suspenso. O motivo é a presença de uma família que há quase 18 anos mora no local. Eles se mudaram para o prédio a pedido do antigo dono da estrutura, pois ele tinha receio que fosse invadido.

“Nós morávamos no final da Praia do Morro e ele pediu que viéssemos para cá, pois como a obra estava abandonada há vários anos, ele tinha medo que fosse invadido. Já estamos aqui há quase 18 anos e fizemos muita coisa aqui. Fizemos muro, colocamos o tapume, fizemos a rampa… Agora falaram que temos que sair”, contou a mulher que preferiu não ser identificada.

O processo de desapropriação do prédio está temporariamente suspenso. Foto: João Thomazelli/Folha da Cidade

A prefeitura só tomou conhecimento da presença dos moradores depois do início do processo de desapropriação do imóvel e agora aguarda o desenrolar da situação. Mas mesmo assim, os editais de contratação das empresas que vão trabalhar na finalização da obra continuam.

“No dia em que o prefeito esteve aqui ele falou que nós tínhamos que resolver isso com os donos do prédio, não tinha nada com a prefeitura. Chegamos a receber uma carta pelos Correios nos dando cinco dias para sairmos da nossa casa, mas ninguém apareceu. Apenas a filha do falecido dono que nos disse que pagaria seis meses de aluguel, mas não aceitamos”, declarou a moradora.

Licitações continuam

Apesar da suspensão temporária do processo de desapropriação do prédio, onde a prefeitura quer construir nova sede, as contratações publicadas no Diário Oficial indicam que a prefeitura não vai desistir do projeto tão cedo.

Em junho uma empresa ganhou a licitação para fornecer mão de obra para trabalhar na nova sede a um custo de quase R$ 1 milhão. Além disso, foi aberto o processo licitatório para contratação de uma empresa de engenharia para “elaboração de projetos complementares básicos e executivos da obra da nova sede da prefeitura municipal de Guarapari”.

Três empresas também ganharam licitação para fornecimento de material de construção. Os resultados foram publicados na edição desta quarta-feira (26), do Diário Oficial dos Municípios.

Confira nota da prefeitura

“A Prefeitura não tinha ciência dessa família e só tomou conhecimento durante a conclusão do processo de desapropriação, que mediante a esta constatação, ainda não foi efetivado. Os processos licitatórios relacionados a reforma do prédio só terão os contratos assinados e o serviço iniciados após o final do processo de desapropriação. Lembrando que o pagamento das empresas vencedoras só serão feitos mediante o serviço prestado”.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

coronavac-instituto-butantan

Guarapari abre novo agendamento de segunda dose da Coronavac para profissionais da saúde

?

Anchieta promove 1º Mostra Cultural Aldir Blanc com apresentações on-line

Anúncio

Anúncio

temporada_de_inverno-es-2021-06-24

Governo do Estado entrega site sobre turismo capixaba, oficinas e novo circuito turístico

Setur lançou um conjunto de oficinas para o setor de turismo

situacao_de_rua_2021-06-23

Situação de Rua: o que pensam organizações de Guarapari que trabalham com essa população

Em Guarapari, parte da população têm notado um aumento de pessoas que encaram essa condição

Anúncio

Capacetes Elmo

Espírito Santo recebe doação de 158 capacetes ELMOs para pacientes com Covid-19

xepa vacina

Governo do Estado cria regras para “xepa” das vacinas nas cidades do ES

Orientação da Sesa é que as doses excedentes sejam utilizadas em quem pertence ao grupo contemplado ou para as pessoas da faixa etária seguinte

Anúncio