Anúncio

Desembargador nega pedido de liberdade de Edson Magalhães e outros ex-prefeitos presos na Operação Derrama

Por Livia Rangel

Publicado em 6 de fevereiro de 2013 às 00:00
Atualizado em 27 de janeiro de 2015 às 14:05

Anúncio

O desembargador Ronaldo Gonçalves de Sousa negou, nesta quarta-feira (6), o pedido de liberdade dos sete ex-prefeitos capixabas presos na Operação Derrama. A decisão novamente é contrária ao pedido do procurador-geral de Justiça, Eder Pontes da Silva, que havia solicitado a liberdade dos ex-prefeitos e mais quatro funcionários públicos acusados de envolvimento no esquema de cobrança ilegal de tributos de grandes empresas. O magistrado concedeu apenas a prisão domiciliar aos ex-prefeitos Ananias Francisco Vieira (Marataízes) e Moacyr Carone Assad (Anchieta).

De acordo com informações do Tribunal de Justiça do Estado (TJES), os advogados dos ex-prefeitos estão sendo comunicados pessoalmente da decisão. Foram mantidas as prisões de Guerino Zanon, ex-prefeito de Linhares; Valter Luiz Potratz, Piúma; Edival Petri, Anchieta; Edson Magalhães, Guarapari; e Alcino Cardoso, Itapemirim. Além deles, outros dez servidores municipais de prefeituras investigadas continuarão presos.

A decisão também manteve a prisão dos empresários Cláudio Mucio Salazar Pinto e Cláudio Mucio Salazar Pinto Filho, sócios da CMS Consultoria e Serviços – acusada de participação no esquema de fraudes na recuperação de créditos tributários. Apenas no caso da manutenção da prisão dos empresários – e quatro servidores públicos envolvidos –, o posicionamento do desembargador foi semelhante à manifestação de Eder Pontes, que pedia a manutenção dessas prisões mesmo sem “enxergar” um esquema criminoso no resultado das investigações.

Com a negativa dos pedidos de liberdade, o último recurso para que os ex-prefeitos passem o feriado de carnaval na rua será através do julgamento de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Até o momento, a presidente em exercício do STJ, ministra Eliana Calmon, negou seis pedidos de revogação das prisões – entre eles, dos ex-prefeitos Guerino Zanon e Edival Petri. A ministra analisa ainda os pedidos feitos pelas defesas de Edson Magalhães e Valter Potratz.

Com informações do Século Diário

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

WhatsApp Image 2021-06-15 at 17.25.04

Em meio a pandemia, moradores registram aglomerações e até cavalgadas em Guarapari

Praça Bradesco2

Prefeitura de Guarapari justifica demora na entrega da Praça do Bradesco

O órgão alega aumento nos custos dos materiais e falta de matérias primas para o atraso. Porém, informou que pretende finalizar a reforma ainda este ano

Anúncio

Anúncio

vacina 45

Covid-19: população reclama que demora na chegada da vacina atrasou a imunização em Guarapari

Segundo relatos, a aplicação estava marcada para começar as 8h, mas só iniciou 30 minutos depois

repreentantes-comercio_contra_covid-2021-06-15

Representantes do comércio no ES se unem pela prevenção à Covid-19

Anúncio

Edital-folhaonline

Edital de citação

coworking_final_1

Com mercado em adaptação, coworking oferta espaço personalizado e flexível em Guarapari

Espaços de trabalhos compartilhados se tornaram tendência para profissionais autônomos e equipes

Anúncio