Anúncio

Dois motociclistas são atropelados por carros e motoristas fogem sem prestar socorro

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 12 de julho de 2017 às 18:07
Atualizado em 12 de julho de 2017 às 18:07

Anúncio

Dois motociclistas sofreram acidentes neste fim de semana em Guarapari com circunstâncias bem parecidas. E nos dois casos, os motoristas que colidiram com eles fugiram do local sem prestar socorro. No último sábado, um frentista de posto de gasolina seguia para casa depois de mais uma jornada de trabalho quando foi atingido por um carro que passou direto em cruzamento. O motorista do veículo, um Fiat Strada Vermelho, placas ODI-2780, de Guarapari, fugiu do local sem prestar socorro.

Roseno foi atingido por um carro em um cruzamento. O motorista fugiu sem prestar socorro.

“Eu estava voltando pra casa depois do trabalho e no Parque Areia Preta, em um cruzamento, o carro passou direto, mesmo a preferencial sendo minha. Só vi na hora que ele já estava em cima de mim, do meu lado esquerdo. Ele nem fez menção em parar. Se não fosse pela placa que ficou no local nem saberia que caro era”, relembra Roseno Junio de Souza Ribeiro, 24 anos. Ele sofreu uma luxação na perna esquerda e está internado em um hospital de Vila Velha.

O segundo caso, com consequências mais graves para a vítima, o motociclista foi atingido por um carro que invadiu a contramão e como consequência do acidente, Samuel da Rocha Ferreira, 32, teve a perna amputada na altura da coxa.

O acidente aconteceu por volta de meia noite e quem conta o que aconteceu é um amigo de Samuel, Marx Muller Fernandes, 27 anos:

“Pelas imagens que conseguimos nos comércios próximos do local do acidente, Samuel estava indo para casa, sentido Muquiçaba-Santa Rosa, quando um Gol vermelho veio na direção contrária com os faróis apagados e o atingiu. Nas imagens não dá para ver a colisão em si, mas é possível ver a moto dele lixando no chão soltando faísca logo depois de ser atingida”, contou.

Samuel agradeceu o apoio que está recebendo e pediu ajuda para a compra de prótese.

O acidente foi no bairro Aeroporto e Samuel foi amparado por populares até a chegada do Samu. O motorista do veículo não parou para prestar socorro e entrou em uma rua à esquerda do local do acidente, sentido Praia do Morro.

“O Samuel é um cara muito bom e sofreu um baque muito grande. Os amigos estão dando apoio para ele e isso está sendo importante. Ele me falou uma coisa que mostra um pouco do caráter dele: ‘eu não quero que ninguém faça nada de mal contra o motorista que me tirou a perna. Eu o perdoo por isso’.

Os motoristas envolvidos nos dois acidentes cometeram crimes de trânsito ao não prestarem socorro às vítimas. Neste caso as penas variam de seis meses a um ano de prisão. No segundo caso, como houve a amputação de um membro, o motorista também responde pelo crime de lesão corporal grave e a pena varia de seis meses a dois anos de reclusão.

Campanha para arrecadar dinheiro para prótese

Marx Muller, amigo de Samuel da Rocha Ferreira, que perdeu uma das pernas em um acidente de moto, está promovendo uma campanha para arrecadar fundos para a compra de uma prótese.

“Nós estamos fazendo essa campanha para ajudar na compra de uma prótese para o Samuel. Sozinho ele não tem condições de comprar e, como é uma coisa muito cara, vamos precisar da ajuda de muita gente. Hoje uma boa prótese para o tipo físico e idade do Samuel fica entre R$ 22 mil e R$ 28 mil”, disse Marx.

Samuel estava desempregado e começou a trabalhar há apenas três meses. Nos fins de semana ele trabalhava como segurança em boates da cidade para complementar a renda. Quem tiver interesse em ajudar Samuel, pode entrar em contato pelo número 27 99977-2554 e falar com Marx para mais informações.

Veja um vídeo feito logo depois do acidente com Samuel.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

WhatsApp Image 2021-06-15 at 17.25.04

Em meio a pandemia, moradores registram aglomerações e até cavalgadas em Guarapari

Praça Bradesco2

Prefeitura de Guarapari justifica demora na entrega da Praça do Bradesco

O órgão alega aumento nos custos dos materiais e falta de matérias primas para o atraso. Porém, informou que pretende finalizar a reforma ainda este ano

Anúncio

Anúncio

vacina 45

Covid-19: população reclama que demora na chegada da vacina atrasou a imunização em Guarapari

Segundo relatos, a aplicação estava marcada para começar as 8h, mas só iniciou 30 minutos depois

repreentantes-comercio_contra_covid-2021-06-15

Representantes do comércio no ES se unem pela prevenção à Covid-19

Anúncio

Edital-folhaonline

Edital de citação

coworking_final_1

Com mercado em adaptação, coworking oferta espaço personalizado e flexível em Guarapari

Espaços de trabalhos compartilhados se tornaram tendência para profissionais autônomos e equipes

Anúncio