Anúncio

Eleições 2020: PSL se alia a PSB e apoia pré-candidatura de Gedson Merízio em Guarapari

Para o presidente municipal do PSL, o pré-candidato a prefeito é o mais preparado para assumir o cargo

Por Nicolly Credi-Dio

Publicado em 16 de julho de 2020 às 16:21
Atualizado em 17 de julho de 2020 às 15:59
Anúncio
Carlos Alberto Machado da Silva, presidente do PSL de Guarapari, e Gedson Merízio (PSB), pré-candidato a prefeito do município. Foto: Arquivo Pessoal

Diante do novo prazo para as eleições municipais, adiadas para o dia 15 de novembro, os partidos políticos dão continuidade ao processo de articulação e preparação para o pleito. Com o objetivo de eleger o ex-subsecretário estadual de Turismo, Gedson Merízio (PSB), como prefeito de Guarapari, o Partido Socialista Brasileiro (PSB) e o Partido Social Liberal (PSL) firmaram aliança. “Ele é o mais preparado para o cargo e tem o melhor plano de governo para o município”, disse o presidente do PSL de Guarapari, Carlos Alberto Machado da Silva.

Carlos Alberto Machado da Silva assumiu recentemente a presidência do PSL no município e conta por que o partido decidiu aliar-se ao PSB e apoiar a pré-candidatura de Gedson Merízio à prefeitura. “Com todo o conhecimento de Gedson, acreditamos que ele seja o candidato mais preparado para assumir o cargo. Além disso, com o apoio do Governo do Estado, ele será capaz de atrair investimentos para o município” disse. 

Segundo Carlos, o plano de governo do pré-candidato contempla aspectos considerados essenciais para o PSL. “Ele está olhando para o transporte público, que é tão necessário para a cidade, e pensando em geração de emprego e renda”. Embora o partido ainda não tenha nomes de pré-candidatos à vereança, o presidente afirma que, em breve, esses serão lançados. 

Deputado estadual Coronel Alexandre Quintino, presidente estadual do PSL. Foto: Reprodução

Além do apoio do PSL de Guarapari, a pré-candidatura de Gedson Merízio é apoiada pelo deputado estadual Coronel Alexandre Quintino, presidente estadual do partido. “Eu conheço o Gedson há algum tempo e quando ele buscou o partido para apresentar projetos que se propôs a executar caso eleito, não tive dúvidas da aliança. São ações voltadas ao social, como ampliação da rede pública de educação e saúde, propostas que estão de acordo com o que a nossa sigla defende e acredita”, declarou o Coronel Quintino.

De acordo com Gedson, o apoio do PSL é muito significativo. “O partido representa uma força consolidada nacionalmente, então, ter o apoio deles é muito importante. Desde que o Coronel Quintino assumiu a presidência estadual do partido, partilhamos das mesmas diretrizes. Defendemos o conservadorismo em equilíbrio, acreditamos que a família é a base e que essa só terá dignidade de vida com a geração de emprego e renda”, finalizou o pré-candidato a prefeito de Guarapari. 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio
Anúncio

Veja também

e39d896a-88d6-4014-a632-46f2afd7a5d5

Grupo promove ação de limpeza do Rio Una em Guarapari e convida voluntários

Há 16 anos o “S.O.S Rio Una” coleta lixo sólido das margens do Rio Una, além de promover ações de conscientização

Foto: Reprodução

Covid-19: mais 27 pessoas se curam da doença em Guarapari

Anúncio
Anúncio
PM GRI

PM de Guarapari faz sucesso na internet e tem mais de 80 mil seguidores

Raphael Santana também faz faculdade de direito e trabalhos como modelo

Foto: Arquivo/Folha

INMET emite alerta de chuva forte e ventos intensos em Guarapari

Ao todo, 50 municípios capixabas podem ser afetados pela mudança climática; Há risco de alagamentos, deslizamentos e transbordamentos de rios

Anúncio
HFA_fachada_tratada-1024x778

Votação popular: Hifa Guarapari pode ser contemplado com emenda parlamentar

A proposta consiste na renovação do Parque Tecnológico da Unidade Hospitalar do Centro Cirúrgico com aquisição de novos equipamentos

nesio

Covid-19: Secretário diz que número de casos deve aumentar nos próximos dias, mas não é ‘nova onda’

Nésio Fernandes explicou os fatores que vão influenciar no aumento de casos

Anúncio