Anúncio

Em 2ª instância, Juiz proíbe multas por agentes municipais em Guarapari

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 19 de março de 2019 às 09:33
Atualizado em 19 de março de 2019 às 09:33
Anúncio

De acordo com a prefeitura, o processo está sob análise da Procuradoria Geral do Município.

Agentes de trânsito não podem aplicar multas em Guarapari. Foto: Arquivo/Reprodução

O juiz Gustavo Marçal da Silva e Silva, da Vara da Fazenda Pública Estadual, Municipal, Registros Públicos e Meio Ambiente de Guarapari, deferiu, em 2ª instância, liminar que proíbe o município de aplicar multas de trânsito.

“Intime-se o requerido para que dê imediato cumprimento à decisão de segunda instância, a qual deferiu o pedido liminar recursal e determinou que o Município agravado se abstenha de aplicar penalidades de multa por meio de seus agentes de trânsito aos condutores de veículos automotores em sua circunscrição, até que seja efetivamente implementada a JARI e seus agentes de trânsito concluam o curso exigido pela Portaria nº 94/2017 do DENATRAN.”

Procurada, a Prefeitura de Guarapari informou, em nota, que o município cumprirá a decisão judicial e o processo está sob análise da Procuradoria Geral.

De acordo com a ação civil pública, proposta pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES), os agentes municipais de trânsito atuam sem a realização de curso obrigatório exigido em portaria do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e sem a implementação da Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari), sendo assim, o município não estaria integrado ao Sistema Nacional de Trânsito, conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A denúncia, de 13 de dezembro de 2018, diz ainda que a ausência da Jari também impede motoristas exercerem de forma plena o direito constitucional à ampla defesa, ferindo princípios constitucionais.

Em tempo:

No dia 19 de dezembro do ano passado, o mesmo juiz, em 1ª instância, indeferiu a liminar, entendendo que o município já constava no Sistema Nacional de Trânsito com o trânsito municipalizado e, portanto, no legítimo direito de fiscalização através dos agentes próprios aptos ou polícia militar com aplicação de multas se necessário.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

verão-550x367

Covid-19: Guarapari é classificada como “Risco Baixo”; o município tem 3.198 casos confirmados

O ES tem três municípios em risco moderado e 75 em risco baixo. Não há mais municípios em risco alto

jb

JB completa 30 anos como parceiro para toda obra dos moradores de Guarapari

A loja de material de construção está realizando a campanha “Aniversário do Bem”, que premiará um cliente e uma instituição social do município

Anúncio
Anúncio
juliate

Cantora de Guarapari é alvo de ataques racistas na internet e família cobra justiça

Familiares formalizaram a denúncia e esperam que o autor do crime seja responsabilizado

Foto: Reprodução

Sesi e Senai ES estão com inscrições abertas para cursos online gratuitos

Os cursos do Senai possuem carga horária de 14h e abrangem as áreas de Automotiva, Construção Civil, Energia, Gestão, Informática, Logística, Meio Ambiente, Metalmecânica, Segurança do Trabalho, entre outras

Anúncio
multiplique2

Pizza Solidária: dinheiro arrecadado vira cestas básicas para famílias carentes de Guarapari

A ação acontece desde março e já gerou doação de quase quatro toneladas de alimentos

camara-2-550x482

Vereadores aprovam isenção de IPTU para ONGs de Guarapari

Anúncio