Anúncio

Empresário que comprou rede de supermercados em Guarapari tem longa lista nos órgãos de Justiça pelo Brasil

Por Carolina Brasil

Publicado em 13 de fevereiro de 2020 às 11:24
Atualizado em 13 de fevereiro de 2020 às 11:30

Anúncio

Um mandado de prisão preventiva contra Creso Suerdieck Dourado, pendente de cumprimento, foi expedido no dia 07 deste mês

Creso Suerdieck Dourado. Foto: Arquivo/Reprodução

Nesta quinta-feira (13), após notícias de que a Justiça do Espírito Santo emitiu um mandado de prisão preventiva contra Creso Suerdieck Dourado, nossa equipe de reportagem teve acesso a informações que dão conta de diversas outras ações contra o empresário nos estados de São Paulo, Santa Catarina, Goiás e Rio de Janeiro, por exemplo. Em 2019, Creso, responsável pela DX Group, comprou a Rede Santo Antônio e quatro unidades da Rede Smart, ambas em Guarapari. Medidas judiciais posteriores devolveram as empresas aos antigos proprietários.

Ação Civil Pública, Ação Ordinária, Ação de Cobrança, entre outros tipos de ações, incluindo decisão semelhante a que reverteu as negociações dos supermercados da cidade, e uma ação que trata da existência de dois números de CPF em nome de Creso Suerdieck Dourado, fazem parte da longa lista dele com a justiça brasileira.

A informação sobre o mandado de prisão expedido no último dia 07 está publicada no Banco Nacional de Monitoramento de Prisão (BNMP), do Conselho Nacional de Justiça. Em consulta feita da data de hoje (13/02), a situação do pedido é de “Pendente de cumprimento”.

Imagem: Reprodução

No documento estão relacionadas as possíveis leis infringidas por Creso Suerdieck, entre elas: Lei 9613, 1º – Lavagem de dinheiro; Lei 2848, 168A – Deixar de repassar à previdência social as contribuições recolhidas dos contribuintes, no prazo e forma legal ou convencional; Lei 12850, 1º – Organização Criminosa; e Lei 2848, 171 – Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento.

De acordo com uma fonte, que terá a identidade preservada, Creso possui o mesmo “modus operandi”, ou seja, atua sempre da mesma forma, tirando proveito econômico ao adquirir empresas, induzindo os proprietários ao erro, descumprindo cláusulas contratuais, desfazendo-se do patrimônio da empresa, não efetuando o pagamento de credores e adquirindo novas dívidas.

Tentamos contato com o empresário para comentar sobre as ações contra ele na Justiça e também sobre o pedido de prisão, mas não obtivemos sucesso.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

vacinacao-2021-09-16-1

Desencontro de informações causa aglomeração em vacinação de adolescentes de Guarapari

Ação de vacinação contra a Covid-19 aconteceu no Complexo Esportivo Maurice Santos, em Muquiçaba

IMG-3566

Economia e PIB capixaba apontam crescimento; Casagrande aposta em novos investimentos no Estado

“São fatos que dão ao Estado a capacidade de continuar atraindo investimentos e ter recursos para fazer outros importantes”, disse o governador

Anúncio

Anúncio

Sempre-tem-supermercado-foto-Antônio Ribeiro

Atacado oferta vagas de emprego em Guarapari

Além das ofertas de vagas em Guarapari, grupo também aceita currículos de moradores do município para vagas na Grande Vitória

exposicao-de-quadros-pmg-2021-09-16-1

Guarapari 130 anos: exposição de quadros ressalta belezas naturais do município

Evento integra celebração dos 130 anos da Emancipação Política do município

Anúncio

IMG_20210910_164037

Liquida Guará: semana de descontos de Guarapari tem apoio do Sicoob Sul Litorâneo

Jovens-1536x1025

Guarapari inicia a 1° Semana das Juventudes

Anúncio