Anúncio

Empresários de ônibus municipais querem se integrar ao Sistema Transcol

Por Gessika Avila

Publicado em 26 de abril de 2016 às 17:59
Atualizado em 26 de abril de 2016 às 17:59
Anúncio
Transcol chegou em Guarapari em 2013

Transcol chegou em Guarapari em 2013

Em meio à polêmica que questiona se o Transcol foi implantado de forma regular ou não, os empresários das empresas de ônibus municipais se mostram interessados em se integrar ao sistema, que funciona em Guarapari desde 2013.

“Sou a favor do Transcol desde que o sistema faça a integração com as empresas locais que já operam na cidade para que possamos trabalhar juntos. Tenho interesse em fazer a integração e acho que esse é o sonho de todos os empresários que visem o crescimento”, diz o proprietário da empresa Nova Guarapari, José Maria Brambati.

Brambati sugere ainda utilizar a rodoviária como um terminal e criar outro terminal em Setiba, para atender aos moradores da Região Norte. “Acho que com dois terminais conseguimos atender toda a população, fazendo o transporte dos bairros para os terminais. Serviríamos como linhas alimentadoras”, afirma.

Com a chegada do Transcol em Guarapari, Brambati alega que a demanda de passageiros aumentou e sua empresa foi beneficiada com isso. “O povo está carente de transporte e acho que o sistema só veio contribuir para a melhoria do setor na cidade”, ressalta.

Proprietário da Cidade Saúde, Walter Viana conta que participou das reuniões para implantar o Transcol em Guarapari. “Sempre fui favorável à chegada do Transcol em Guarapari. Estive presente em reuniões para a implantação do sistema aqui na cidade e continuo sendo a favor. Meu maior interesse como empresário é fazer a integração. Se o Transcol chegar até o Centro, na Rodoviária, nós atuaríamos como linhas alimentadoras, levando os passageiros para os bairros, como já funciona em Vitória”, explica.

Questionado se a chegada do Transcol trouxe benefícios ou prejudicou a empresa, Viana afirma que as pessoas agora têm mais opção de ônibus e conseguem se deslocar em toda a Grande Vitória pagando uma só passagem. “O povo de Guarapari, que trabalha em Vitória, só conseguia sair da cidade pela rodoviária e pagava R$ 12,90, agora tem a opção de ir até o terminal de Itaparica, Laranjeiras, Viana, Cariacica pagando uma só passagem. Fazemos parte da Região Metropolitana e temos esse direito”, salienta.

O proprietário da Viação Guarapari, Luiz Rosa, também alega ter interesse em integrar seus veículos ao Sistema Transcol, mas alerta que, primeiro, é preciso fazer um terminal em Setiba. “Precisamos ser linhas alimentadoras, como funciona em Vitória. A integração é necessária porque o desenvolvimento está chegando em Guarapari, especialmente na região de Setiba”, finaliza.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

PROCESSO-SELETIVO-PARA-MEDICOS-ROLIM

Guarapari abre processo seletivo para assistente social e auxiliar de serviços gerais

Há também oportunidades para coordenador e cuidador

Transplante

Aguardando um novo coração, moradora de Guarapari precisa de ajuda com os custos da viagem

Taiana está como prioridade na lista do transplante de coração em São Paulo e fez uma vaquinha online para custear a estadia na cidade enquanto aguarda um doador

Anúncio
Anúncio
camara-2-550x482

CPI dos Shows tem nova reunião marcada para esta manhã (24) em Guarapari

Foto: Reprodução

Mais 75 casos da Covid-19 são notificados em Guarapari

Com isso, a cidade totaliza 10.682 notificações; 3.324 casos estão confirmados

Anúncio
antonio capa

Guarapari: Família pede doações de sangue para idoso de 81 anos que está na UTI

Renato Antônio Massad Vieira foi internado ontem (22) e, com a escassez de sangue nos bancos, precisa de doadores

chuva

Após forte chuva, Defesa Civil identifica dois pontos de deslizamento de terra em Guarapari

Apesar disso, não há registros de famílias desabrigadas em decorrência da chuva no município

Anúncio