Anúncio

Empresários realizam caravana para apoiar volta da Samarco

Por Natália Zandomingo

Publicado em 7 de dezembro de 2016 às 18:15
Atualizado em 7 de dezembro de 2016 às 18:15

Anúncio

Samarco (1)

Empresários e representantes de classes sindicais da região sul do Espírito Santo, incluindo Guarapari, Anchieta e Cachoeiro de Itapemirim, além da capital Vitória, seguirão em caravana para participar das audiências públicas nas cidades de Ouro Preto e Mariana (MG). O evento acontece nos dias 14 e 15 de dezembro.

As audiências foram convocadas pelo Conselho Estadual de Política Ambiental (COPAM) de Minas para discutir com a comunidade o Estudo de Impacto Ambiental do empreendimento de depósito de rejeitos de Alegria Sul. Esta Cava foi uma alternativa apresentada pela Mineradora para retornar as atividades, mas a liberação ainda está sendo avaliada pelos órgãos ambientais mineiros.

Segundo o representante do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e de Material Elétrico do Estado do Espírito Santo (Sindfer), Antônio Prando, o grupo de aproximadamente 80 pessoas está se mobilizando em apoio à Samarco para mostrar para os moradores das duas cidades mineiras o quando a empresa é importante para o Estado. “Nós sabemos que com a paralização nossa região sofreu um desastre socioeconômico. O desemprego aumentou e o comércio sentiu o impacto. Acreditamos na capacidade da Samarco em cumprir com as obrigações e pagar pelos problemas causados, mas é preciso que para isso ela volte a operar”.

Samarco recebe anuência do DNPM

O Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), autarquia do governo federal vinculada ao Ministério das Minas e Energia deu anuência para a solicitação da Samarco de utilização da chamada cava de Alegria Sul para disposição de rejeitos, conforme processo de licenciamento em curso na Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad).

Segundo a Mineradora, a utilização da cava, caso aprovada pelo órgão ambiental, é a solução mais segura encontrada pela empresa para viabilizar a continuidade de suas atividades, paralisadas desde o rompimento da barragem de Fundão, em novembro do ano passado.  De acordo com a autarquia, “a solução proposta é extremamente segura, uma vez que se trata de disposição em cava proporcionando confinamento do rejeito”.  A cava de Alegria Sul não tem conexão física com a área de barragens da Samarco. O processo de licenciamento da cava é o primeiro passo para o retorno das atividades operacionais da empresa.

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

Edital-de-Convocacao-Risa

RISA – Edital de Convocação

pp

Rifa arrecada recursos para manter tratamento de criança de Guarapari

Hoje com 1 ano e 5 meses, a pequena Aruna nasceu com Síndrome de Edwards

Anúncio

Anúncio

Turismo em Guarapari tem expectativa de 50% de retomada neste ano

Representantes do setor turístico acreditam que a vacinação contra a Covid avançando, o setor tende a retomar os números positivos a partir do segundo semestre deste ano

jardineiro-vaga-sine-anchieta-2021-06-24

Sine de Anchieta tem 34 vagas com 25 oportunidades para moradores de Guarapari

Anúncio

coronavac-instituto-butantan

Guarapari abre novo agendamento de segunda dose da Coronavac para profissionais da saúde

?

Anchieta promove 1º Mostra Cultural Aldir Blanc com apresentações on-line

Anúncio