Anúncio

ES registra primeira morte por gripe em 2018

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 27 de abril de 2018 às 10:32
Atualizado em 27 de abril de 2018 às 10:37

Anúncio

O óbito foi causado pelo vírus influenza B

O Espírito Santo registrou a primeira morte por gripe em 2018. O óbito foi causado pelo vírus influenza B. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesa).

Uma outra morte que está sob investigação é o caso de uma dona de casa de 34 anos, que morreu na última quarta-feira (25) com suspeita de H1N1. Urinete Moreira morava em Nova Carapina, deu entrada no pronto atendimento com dores, mal estar, dificuldade para respirar e tosse. Na UPA de Serra Sede ficou diagnosticado que ela tinha pneumonia, mas logo em seguida, esse diagnóstico mudou e a suspeita era de H1N1 ou super gripe, como é mais conhecida.

De acordo com a Sesa, foram registrados em 2018 dez casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por influenza no Estado do Espírito Santo, sendo seis casos por influenza A (H3N2), dois casos por influenza A (H1N1) e dois casos por influenza B.

Sesa confirma primeira morte por gripe no ES em 2018. Foto: Reprodução

Campanha de vacinação

Começou na última segunda-feira (23) a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza. No Espírito Santo, 963.932 pessoas estão entre o público-alvo da campanha, que tem como meta imunizar pelo menos 90% (867.538) dessa população, conforme estabelece o Ministério da Saúde.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Danielle Grillo, enfatiza que todos que fazem parte dos grupos prioritários da campanha devem receber a vacina para obter proteção contra a gripe e evitar possíveis complicações de saúde. Segundo ela, estudos apontam que a gripe provoca hospitalização e morte principalmente entre os grupos de alto risco que não receberam a vacina, ou seja, em idosos; portadores de doenças crônicas e condições clínicas especiais; crianças menores de 5 anos de idade, ainda que previamente saudáveis; e mulheres gestantes ou na fase do puerpério.

Danielle explica que a gripe é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório e é causada pelos vírus influenza, sendo que o vírus A e B são os que provocam maior impacto na saúde humana. A vacina que será aplicada na campanha deste ano protegerá contra os vírus A (H1N1), A (H3N2) e B.

Quem poderá receber a vacina pelo SUS:

– Crianças de 6 meses até menores 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias);

– Trabalhadores de saúde;

– Gestantes;

– Puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto);

– Pessoas com doenças crônicas ou condições clínicas especiais;

– Povos indígenas;

– Pessoas com 60 anos ou mais;

-Professores que atuam em sala de aula em escolas públicas e privadas de ensino infantil, fundamental, médio e superior;

– População privada de liberdade;

– Adolescentes e jovens sob medida socioeducativas;

– Funcionários do sistema prisional.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

situacao_de_rua_2021-06-23

Situação de Rua: o que pensam organizações de Guarapari que trabalham com essa população

Em Guarapari, parte da população têm notado um aumento de pessoas que encaram essa condição

Capacetes Elmo

Espírito Santo recebe doação de 158 capacetes ELMOs para pacientes com Covid-19

Anúncio

Anúncio

xepa vacina

Governo do Estado cria regras para “xepa” das vacinas nas cidades do ES

Orientação da Sesa é que as doses excedentes sejam utilizadas em quem pertence ao grupo contemplado ou para as pessoas da faixa etária seguinte

procurados-2021-06-23

Polícia Militar divulga 5 criminosos de Guarapari procurados pela Justiça

Caso tenha informações, população pode ajudar a polícia através do Disque-Denúncia (181)

Anúncio

Eco 101 - duplicação

Duplicação: desvio de tráfego em Anchieta para construção do viaduto de acesso a Alfredo Chaves

vacinacao_50-mais-gri2021-06-12

Guarapari realiza novo agendamento para pessoas acima de 40 anos

Anúncio