Anúncio

Escola reformada em Anchieta é entregue a comunidade de Jabaquara

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 19 de maio de 2019 às 15:00
Atualizado em 19 de maio de 2019 às 15:14
Anúncio

A cerimônia de entrega aconteceu na quinta-feira (16), contando com a participação em peso da comunidade.

Prefeito Fabrício Petri, na cerimônia de entrega da escola. Fotos: Hamilton Garcia.

Na última quinta-feira (16), aconteceu em Anchieta a entrega da escola municipal Zuleika Flores da Purificação, localizada em Jabaquara. A instituição passou por um processo de reforma, onde toda a estrutura do prédio foi reforçada, além de reformas no telhado e pinturas das grades e paredes. A cerimônia contou com a presença de autoridades do município, além da comunidade local, que compareceu em peso.

A reinauguração aconteceu na quadra poliesportiva da escola.

No evento, o prefeito Fabrício Petri enfatizou que a entrega á a concretização de um longo trabalho. “O momento é de muita alegria, muita satisfação. Não só porque estamos hoje inaugurando uma reforma importante, mas por sabermos que estamos no caminho certo. Quando assumimos o compromisso com a população, não sabíamos o rumo que a gente tomaria, mas nós sabíamos que íamos cumprir com responsabilidade, honestidade e empenho”, declarou.

A escola passou por reformas em vários locais.

Com um investimento de R$ 448.033,75, a instituição passou por reformas no jardim, na quadra poliesportiva e no forro, que foi trocado por gesso. A diretora da escola, Adriana Miranda, destacou a responsabilidade dos alunos a partir de agora que, segundo ela, devem tomar posse da escola se empenhando para alcançar bons resultados.

O Secretário de Educação do município, Carlos Ricardo, também destacou a importância do zelo dos estudantes. “São móveis e eletrodomésticos novos para uma estrutura belíssima. Alunos, professores e funcionários especiais, cuidem com muito carinho, como se fosse a casa de vocês”, incentivou. Carlos enfatizou a importância da educação para um futuro melhor. ”A educação não vai resolver todos os problemas do país, não vai resolver todos os problemas das comunidades, mas todos os problemas, para serem resolvidos, passam pela educação”, argumentou.

Interior da escola.

Outra pessoa que comemorou a reinauguração da escola foi a professora aposentada Elcia da Silva, que está na escola desde 2005. A educadora realizou um trabalho de mobilização e defensoria para o retorno das atividades da instituição. Isso porque, durante a reforma, os alunos da escola Zuleika, foram remanejados para um outro local, correndo o risco de não voltarem para a comunidade Jabaquara. “A gente começou a brigar com isso. Fizemos reuniões, porque foi falado que a escola seria demolida. Então a nós vigiávamos a escola noite e dia. Qualquer movimento que nós víamos já ficávamos em alerta”, contou.

Elcia da Silva e Adriana Miranda.

A educadora explicou a sensação de ver a reforma concretizada. “É um sentimento de conquista, de prazer, de missão cumprida. Porque a educação transforma o homem. Hoje, com essa crise educacional que nós estamos vivendo, que é nacional, eu te digo: Ninguém chega a lugar nenhum se não passar pela escola. Tudo se resume a isso. Eu não acredito que há outro caminho”, concluiu.

O Presidente da Câmara de Anchieta, Cleber Pombo, parabenizou a professora Elcia pelo trabalho desenvolvido. “Ela e a comunidade de Jabaquara foram guerreiros e se uniram para evitar a demolição da escola”, disse. De acordo com ele, os parlamentares do município apoiam o projeto. “Hoje o prefeito Fabrício Petri entrega essa maravilhosa obra. Podem contar com os vereadores para o for preciso”, enfatizou.

A reforma da escola foi feita pela empresa vencedora do processo licitatório, Mafra Construtora ME. A obra foi feita com recursos próprios do município.

 

Texto: Sara de Oliveira

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Divulgação / Prefeitura Municipal de Alfredo Chaves

Exposição promove encontro às cegas com livros na biblioteca de Anchieta

A exposição começa amanhã (29) e ficará em cartaz até o final do ano; Os livros encapados apresentam na embalagem apenas algumas pistas da leitura

estágio

Instituto do ES está com mais de 50 vagas para estágio na Grande Vitória

As bolsas variam entre R$450 e R$994, podendo ser complementadas com benefícios como Auxílio ou Vale Transporte e Alimentação na empresa

Anúncio
Anúncio
foto-vacina-Agencia-Brasil_

Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo é prorrogada até final de novembro

Foto: Reprodução / Agência Brasil

Polícia Militar abre vagas com salários superiores a R$ 4 mil

Para concorrer às vagas, os candidatos precisam ter formação e experiência na área da saúde

Anúncio
artista

Prefeitura realiza eleição para composição do Conselho de Políticas Culturais de Guarapari

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas, pessoalmente ou por procuração, até o dia 13 de novembro

meaipe_foto_folha_vitoria

Região de Meaípe registra novos óbitos por Covid-19, em Guarapari

Anúncio