Anúncio

Estudantes da Ilha do Sol usam transporte improvisado para frequentarem escola   

Por Gabriely Santana

Publicado em 16 de fevereiro de 2016 às 14:50
Atualizado em 16 de fevereiro de 2016 às 14:53

Anúncio

O clima esquentou novamente na região do entorno da Ilha do Sol, próximo à Rodovia do Sol. Se não bastasse o movimento “não passe pelo pedágio, passe pelo desvio”, pais e moradores do bairro Ilha do Sol, em Guarapari, se reuniram em uma manifestação na manhã desta terça-feira (16). Os responsáveis pelo ato cercaram um ônibus de transporte escolar reivindicando que seus filhos fossem transportados para a escola na Unidade Municipal de Ensino Fundamental (Umef) Reverendo Waldomiro Martins Ferreira, no Xuri, zona rural de Vila Velha. O problema todo é que a Prefeitura de Vila Velha cortou o transporte escolar gratuito que era oferecido para alunos da rede pública e estadual de ensino.

IMG_2552

Crianças ficam a mercê de transportes improvisados e correndo risco de acidentes. Foto: colaborador

A medida tem deixado pais e estudantes preocupados, pois a maioria das crianças depende do benefício e muitos estão se arriscando em transportes irregulares, como por exemplo, a boleia de caminhonetes. A Prefeitura de Vila Velha informou que só é obrigada a fornecer o transporte escolar para alunos de Vila Velha. Mesmo assim, o benefício era concedido, até o ano passado, para estudantes dos bairros mais distantes da área urbana. Mas, segundo o Executivo, os pais teriam sido avisados antes da matrícula para o atual ano letivo, que não forneceria mais o transporte para os alunos. Em nota, a prefeitura justificou que a lei não permite o transporte escolar de um município para outro.

Já a Prefeitura de Guarapari alega que houve uma reunião realizada em 13 de janeiro no Ministério Público, com a presença de pais, representantes das secretarias de Educação de Vila Velha e de Guarapari e da promotoria de Educação de Vila Velha, e o município de Guarapari disponibilizou vagas para os alunos da escola do Xuri que residem em Guarapari. No entanto, os pais preferiram manter as matrículas em Vila Velha, mesmo sabendo que o município não ofereceria mais o transporte escolar.  De acordo com informações a ata da reunião foi lavrada no Ministério Público. Em nota o município ainda revela que também não pode oferecer o transporte para alunos matriculados em outra rede, conforme legislação.

FotorCreated

Pais cercaram ônibus que faz transporte para escola em Vila Velha. Policiais impediram a queima de mato na rodovia. Foto: colaborador

Segundo a moradora e presidente da associação amigos da praia do sol, Néia Lima, a maior indignação dos pais é que o bairro não possui escola, posto de saúde e que em dias de chuva, os alunos que estudam em Guarapari precisam atravessar 4 km para pegar o transporte na Rodovia do Sol, por isso, muitos pais fazem a opção de matricularem seus filhos em Vila Velha. “O bairro fica totalmente isolado. Em dias de chuva as crianças não podem ir para a escola. Mais um grande motivo de conseguirmos o asfaltamento da rodovia do contorno”, diz Néia que organiza uma manifestação em frente à prefeitura, pelo asfaltamento da rodovia do contorno.

Movimento ganha força

12729068_1267728883244215_7912516125617441867_nUma manifestação está sendo marcada para a tarde desta quarta-feira (16), em frente à prefeitura de Guarapari, pelo calçamento da Avenida Juiz Alexandre Martins Filho (Desvio do Pedágio) a partir das 14 horas. Para Néia, esse movimento marca uma serie de outros que serão realizados para chamar atenção da população para essa causa. “Vamos para as ruas pedir doação. O prefeito nunca nos recebeu para ouvir nossa reivindicações, então vamos exercer nosso direito manifestar”, completou a presidente da associação de moradores da praia do sol.

 

 

 

 

 

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

foto-mulheres_que_lutam-2021-06-24

Grupo de mulheres de Guarapari realiza protesto contra feminicídio

Ato cobra compromisso do Poder Judiciário com ações que combatam o feminicídio

Edital-de-Convocacao-Risa

RISA – Edital de Convocação

Anúncio

Anúncio

pp

Rifa arrecada recursos para manter tratamento de criança de Guarapari

Hoje com 1 ano e 5 meses, a pequena Aruna nasceu com Síndrome de Edwards

Turismo em Guarapari tem expectativa de 50% de retomada neste ano

Representantes do setor turístico acreditam que a vacinação contra a Covid avançando, o setor tende a retomar os números positivos a partir do segundo semestre deste ano

Anúncio

jardineiro-vaga-sine-anchieta-2021-06-24

Sine de Anchieta tem 34 vagas com 25 oportunidades para moradores de Guarapari

coronavac-instituto-butantan

Guarapari abre novo agendamento de segunda dose da Coronavac para profissionais da saúde

Anúncio