Anúncio

Estudo da associação de bares de Guarapari pode alterar classificação de risco para Covid-19

A Abrecan contratou um estudo para saber a real situação dos casos ativos da doença no município

Por Aline Couto

Publicado em 9 de fevereiro de 2021 às 15:33
Atualizado em 10 de fevereiro de 2021 às 14:23

Anúncio

Foto: reprodução.

Os comerciantes de Guarapari continuam em busca de alterações nas restrições de horário de funcionamento dos estabelecimentos no município para continuarem trabalhando. Na tarde de ontem (08), Marcelo Meira, empresário e presidente da Associação de Bares, Restaurantes e Casas Noturnas (Abrecan), junto a entidades da cidade, fez mais um pedido de ajuda a autoridades estaduais.

Os representantes se reuniram com os deputados federais, Ted Conti e Da Vitória, os secretários do Governo do Estado, Lenise Loureiro; Gestão e Recursos Humanos; e Álvaro Duboc; Economia e Planejamento; a vereadora de Guarapari, Rosana Pinheiro; além do comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Espírito Santo, Coronel Alexandre dos Santos Cerqueira para solicitar que os mesmos avaliem o estudo que foi contratado para saber a real situação dos casos ativos do novo Coronavírus (Covid-19) em Guarapari.

“O estudo foi atrás de cada caso da doença, desde o começo da pandemia, para ter o conhecimento certeiro de quantas pessoas se curaram e quantas vieram a óbito. São muitos casos ativos, um número bastante elevado, não está batendo. Precisamos conseguir reverter, diminuir, esses números de contaminados ativos na cidade”, explicou Marcelo Meira.

O empresário Marcelo falou ao vivo do encontro em uma rede social. Imagem: reprodução.

De acordo com o empresário, o secretário Álvaro Duboc informou que dependendo do resultado desses novos dados, a classificação de Guarapari no Mapa de Gestão de Risco do Governo do Estado pode ser alterada ainda esta semana. “Não iremos precisar esperar até a próxima segunda-feira para virar o mapa e voltar a trabalhar”.

Ele também contou que a resposta do Coronel Cerqueira foi muito promissora com relação a fiscalização dos estabelecimentos.

“O comandante do Corpo de Bombeiros e chefe da fiscalização se comprometeu a mudar o entendimento da fiscalização, ou seja, os clientes que já estiverem consumindo os alimentos ou bebidas nos estabelecimentos poderão terminar de consumir após o fechamento. Com risco alto; às 20h, com o moderado; às 22h. Para isso, é necessário que haja um bom senso do empresário para não usar isso contra nós mesmo. Não adianta burlar e tentar deixar o cliente consumindo muito tempo depois do horário de encerramento. Ele também pediu para identificar os fiscalizadores que não cumprirem essa regra”.

Marcelo Meira finalizou dizendo que hoje (09) o estudo finalizado será entregue e nessa quarta-feira (10) apresentado para os representantes da saúde de Guarapari.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

kit merenda

Guarapari realiza nova distribuição de kit merenda para alunos da Rede Municipal de Ensino

Covid-19_ES ultrapassa 10 mil obitos - 2021-05-11

Painel Covid-19: Guarapari se aproxima de 350 e ES ultrapassa 10 mil óbitos por Covid-19

Segundo a última atualização, na tarde de hoje (11), o número de óbitos chegou a 10.013 em todo o Estado

Anúncio

Anúncio

vacina_butantan_covid-divugacao_es

Guarapari abre agendamento para segunda dose da Coronavac em idosos acima de 70 anos

vacinacao-gripe-vilhena-2021-05-11

Imunização contra gripe para idosos e professores começou hoje (11) em Guarapari

Anúncio

Desaparecido Secr Saúde1

Encontrado morador de Guarapari que estava desaparecido

vacina pfizer

Vacina da Pfizer será aplicada em gestantes do ES após suspensão da AstraZeneca

A vacina, até então, só estava sendo aplicada em moradores de Vitória; Anvisa orientou a suspensão da aplicação da AstraZeneca em gestantes nessa segunda-feira (10)

Anúncio