Anúncio

Fechados, banheiros do Canal de Guarapari viram extensão de peixaria

Desde a inauguração em 2018, os banheiros nunca foram abertos ao público.

Por Larissa Castro

Publicado em 25 de julho de 2020 às 11:11
Atualizado em 27 de julho de 2020 às 08:51

Anúncio

A obra do Canal de Guarapari foi entregue em 2018, mas até o momento, a população recebeu somente depredação por parte de vândalos nos banheiros públicos da orla. Sem funcionar desde a inauguração, os arredores dos sanitários se transformaram em local para cuidados e vendas de peixes que chegam por ali. A fiscalização municipal pretende averiguar a situação, mas ainda não possui data específica.

Quem passa pela orla do Canal de Guarapari se depara com banheiros públicos fechados e, para realizar necessidades, é preciso pagar em outros pontos privados ao redor. A revolta é o fato de o local que recebeu um alto investimento do governo do Estado, estar abandonado pelo município, que passou a ser o responsável pela manutenção. “É um absurdo um local que possui movimento de feira livre e peixarias, ter uma estrutura de banheiro pronta, mas se encontrar em pleno abandono e fechado”, lamenta o lojista Marcelos Fernandes, que caminha com frequência na orla.

Os banheiros foram inaugurados em setembro de 2018. Foto: Marcelos Fernandes/leitor.

Além do abandono, pescadores utilizam o local para tratar peixes e realizarem vendas. Além de aglomeração, o mal cheiro se faz presente na área. “Existe o mercado de peixes, mas acredito que, por estar perto do canal, seja mais viável para limpar os alimentos. Acabou virando hábito para os pescadores, devido à praticidade. O odor é péssimo! Entendo que estejam trabalhando, mas perto de banheiros, além de não higiênico, não é o correto”, completa Marcelos.

A situação é de conhecimento da Prefeitura Municipal de Guarapari, mas devido à alta demanda durante a pandemia, o trabalho de fiscalização foi adiado. Em nota, o município respondeu que: “Secretaria Municipal de Postura e Trânsito (Septran) está trabalhando no projeto de ordenamento do canal porém, diante da pandemia a demanda de serviços da aumentou consideravelmente.”

Em resposta às perguntas: A Septran vai cuidar da liberação dos banheiros e fiscalização das ações dos peixeiros em local indevido? Depende do fim da pandemia para o retorno dos trabalhos? Já que é um espaço em funcionamento normal (peixaria, feira livre e circulação no local), e a situação não acontece devido à pandemia, não fica viável liberar o uso dos sanitários para a população? O município respondeu que: “Com a finalização do projeto de ordenamento será viabilizada a solução do caso.O projeto de ordenamento está sendo preparado para regulamentação através de lei. O ordenamento engloba todos os espaços e equipamentos, incluindo a gestão do módulo do banheiro que poderá se dar através de concessão.”

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Anchieta-Credito-da-Foto-Andrews-Quinteiro_

Pelo quarto ano consecutivo, Anchieta recebe nota A do Tesouro Nacional

pfizer

Guarapari: ação de vacinação sem agendamento para adolescentes com comorbidades

Anúncio

Anúncio

ameazul-praia

Moradores da Enseada Azul, em Guarapari, realizam ação de limpeza neste sábado (18)

Ação é uma adesão ao Dia Mundial da Limpeza

Comunicado - 17-09-2021

Comunicado – 17/09/2021

Anúncio

pfizer

Vacinação dos adolescentes é mantida no Espírito Santo

O Ministério da Saúde suspendeu a imunização do público de 12 à 17 anos sem comorbidades

afrochaves-estacao-da-cultura-2021-09-16-4

Resistência preta marca abertura do Estação da Cultura em Alfredo Chaves

Anúncio