Anúncio

Fiscalização em Guarapari retira quase seis mil itens irregulares do mercado

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 9 de maio de 2019 às 14:46
Atualizado em 9 de maio de 2019 às 14:46
Anúncio

Entre os produtos, lâmpadas, brinquedos e plugues de tomadas

Foto: Divulgação / Ipem.

Na última terça-feira (07), uma operação de fiscalização do Instituto de Pesos e Medidas do Espírito Santo (Ipem-ES), órgão delegado do Inmetro no Estado, apreendeu 5.703 produtos irregulares em Guarapari. Todo o material apreendido era comercializado em um estabelecimento localizado no Centro da cidade. Entre os produtos estavam lâmpadas, brinquedos e plugues de tomadas.

De acordo com o diretor geral do Ipem-ES, Rogerinho Pinheiro, os materiais não passaram por ensaios de conformidade, por isso, foram apreendidos. “Os ensaios são fundamentais para atestar a segurança do produto. Pela legislação, esses materiais deveriam conter o Selo de Avaliação de Conformidade, portanto, não atendiam os requisitos técnicos estabelecidos pelo Inmetro”, explicou.

Pinheiro afirmou que o material será encaminhado para destruição. “Por se tratar de material irregular, ele também não pode ser doado, já que oferece riscos aos seres humanos. Todo o material será destruído junto com outros produtos apreendidos em diferentes regiões do Estado, em outras operações realizadas desde o início do ano”, comentou.

A operação contou com o apoio do agente fiscal Marcelo Ladeia, e se estenderá ao longo da semana no município.

Para evitar acidentes, confira dicas e regras para compras de lâmpadas, plugues de tomadas e brinquedos:

Lâmpadas – Desde julho de 2016, lâmpadas incandescentes com potência de 41 até 60W que não atenderem a níveis mínimos de eficiência energética deixaram de ser comercializadas no País. O Inmetro informa que a regulamentação visa elevar a participação no mercado de tecnologias com uma maior eficiência. Com a certificação, as lâmpadas LED disponíveis no mercado terão que conter a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia, que o consumidor já encontra em outros aparelhos. Enquanto a etiqueta do Inmetro mostra a diferença entre os produtos disponíveis no mercado, o Selo Procel, programa coordenado pela Eletrobras, destaca aqueles mais eficientes, facilitando a escolha dos consumidores.

Brinquedos – Compre somente produtos que contenham o Selo do Inmetro, sejam nacionais ou importados. O selo deve estar sempre visível, impresso na embalagem, gravado ou numa etiqueta afixada, e deve conter a marca do Inmetro e o logotipo do organismo acreditado pelo Instituto que o certificou. Não compre artigos infantis em comércio informal, pois não há garantia de procedência e tais produtos podem não atender às condições mínimas de segurança.

Fique atento à indicação e à restrição de faixa etária: se você tem filhos em idades diferentes, redobre a atenção para que os menores, em especial aqueles até três anos, não tenham acesso aos brinquedos dos mais velhos. Alguns produtos podem conter partes cortantes ou peças muito pequenas, que podem se desprender e serem ingeridas ou inaladas, causando sufocamento.

Retire a embalagem do brinquedo e sacos plásticos antes de entregá-lo à criança, a fim de prevenir acidentes com grampos e similares, e até mesmo o risco de sufocamento.

Leia com atenção as instruções de uso e repasse estas informações para a criança.

Plugues e tomadas – Com a criação do Padrão Brasileiro de Plugues e Tomadas, o nosso mercado passa a comercializar apenas dois modelos: o de dois ou três pinos redondos e as tomadas três orifícios de 4 mm ou 4,8 mm.

O padrão foi criado, acima de tudo, para dar mais segurança ao consumidor, ao diminuir a possibilidade de choques elétricos, incêndios e mortes. Os plugues de três pinos são utilizados em aparelhos que necessitam de aterramento (como: ar-condicionado, refrigeradores, computadores, etc.), uma vez que o terceiro pino realiza a ligação com o fio terra, evitando que o consumidor sofra um choque elétrico ao ligar aparelhos que estejam em curto-circuito.

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

26 pessoas foram assassinadas em Guarapari até setembro deste ano

No mesmo período, o Espírito Santo registrou mais de 870 crimes letais, incluindo homicídios e latrocínios

brinquedos

Projeto reforma brinquedos para serem doados no Natal em Guarapari

Os brinquedos são arrecadados ao longo do ano, transformados e doados para a comunidade de Village do Sol

Anúncio
Anúncio
Maria Helena1

Conheça as propostas dos candidatos à prefeitura de Guarapari: Maria Helena

golpe aluguel temporada (2)

Homem usa casa de aluguel para dar golpe em turistas que visitam Guarapari

Anúncio
PMarma1

PM apreende submetralhadora caseira e pistola em Guarapari

eco101

Eco101 alerta sobre propagandas eleitorais às margens da BR-101

Anúncio