Anúncio

Futuro presidente do Bandes quer democratizar o acesso ao crédito

Por Carolina Brasil

Publicado em 21 de fevereiro de 2021 às 15:00
Atualizado em 23 de fevereiro de 2021 às 09:42

Anúncio

Munir Abud aguarda avaliação do Banco central para assumir o cargo. Foto: reprodução

Recentemente, o guarapariense Munir Abud de Oliveira, 34 anos, foi indicado para assumir o cargo de diretor-presidente do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes). Munir, que até então estava como diretor-geral da Agência de Regulação de Serviços Públicos do Espírito Santo (ARSP), aguarda a avaliação do Banco Central para assumir. O advogado, que também já atuou como Conselheiro titular da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Espirito Santo; e foi Procurador Geral do Município de Anchieta e Consultor Técnico da Prefeitura de Guarapari, conversou com nossa equipe de reportagem:

Qual o balanço que faz do trabalho desenvolvido na ARSP?

Munir Abud: A frente da ARSP realizamos vários convênios de regulação de saneamento básico, assegurando um serviço de qualidade aos capixabas. Demos os primeiros passos para tornar o gás mais barato, adequando o Estado ao novo mercado criando uma regulação moderna e pioneira no país. Preparamos a ARSP para receber e regular novas concessões que possam surgir no Governo. O órgão, hoje, encontra-se estruturado, capacitado e financeiramente saudável em condições de continuar avançando.

Como recebeu a indicação para o Bandes?

MA: Recebi a indicação do governador com muita alegria e disposição para enfrentar este novo desafio! É reconhecimento de um bom trabalho que vem sendo feito com muita dedicação e entrega ao Governo Estadual.

Quais as principais pretensões à frente do banco?

MA: A frente do Bandes temos como metas prioritárias democratizar o acesso ao crédito, tornando o banco de mais fácil acesso possível. Junto a isso, temos como obrigação a desburocratização nas operações.

Já é possível adiantar alguns projetos? Onde mais o banco pode atuar ou ampliar atuação?

MA: O banco deve ser tornar um importante estruturador de projetos de Parcerias Público-Privadas (PPP`s) e auxiliar deste sistema no Estado, ajudando inclusive os municípios a desenvolverem projetos. Também teremos uma participação importante como o grande apostador de empreendimentos capixabas, destinando parte do Fundo Soberano para associar-se a projetos acreditando no desenvolvimento do Espírito Santo.

Como avalia a importância do Bandes para o ES?

MA: O Bandes, como o próprio nome diz, deve ser o banco de desenvolvimento do nosso Estado, que aposta nos empreendimentos que aqui estão. Uma boa atuação do dele será determinante para que o Espírito Santo desponte como um dos melhores Estados da Federação para o investidor/empreendedor. Seremos um banco que confia, acredita e aposta no empreendedor capixaba!

*Entrevista publicada no site da Revista Sou

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

MAPA_60_L1

Governo apresenta 60° Mapa de Risco com Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves em risco moderado

transparencia-fiscalizacao-corrupcao-lupa

Espírito Santo é o Estado mais transparente nos dados da vacinação contra Covid-19

Anúncio

Anúncio

obras Camurugi

Moradores de Guarapari aguardam obras em rua do Camurugi contemplada em 2020

Até o momento, o serviço de dragagem da vala foi realizado; a promessa da prefeitura é que a obra de drenagem e pavimentação fique pronta até o fim do ano

Sine de Anchieta tem 46 vagas para moradores da região e oportunidades para Guarapari

As vagas são para os níveis fundamental, médio, técnico e superior

Anúncio

bazar_edicao_1

Projetos sociais de Guarapari realizam ações de solidariedade neste sábado (19)

Ações de bazar beneficente e cabide solidário visam ajudar famílias necessitadas de Guarapari

vacina_covid_guarapari_90

Guarapari abre agendamento da segunda dose de Coronavac para idosos acima de 60 anos

Anúncio