Anúncio

Gari e lutadora: atleta de Guarapari é ouro no Brasileiro de Jiu-jitsu

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 12 de maio de 2019 às 12:00
Atualizado em 10 de maio de 2019 às 18:46
Anúncio

Juliana Araújo, de 32 anos, participou do campeonato nacional de Jiu-jitsu em São Paulo, onde foi campeã da categoria Master Pesado Faixa Roxa.

Juliana de Araújo foi medalha de ouro no campeonato brasileiro da CBJJ , em São Paulo. Fotos: Divulgação.

A atleta Juliana de Araújo, de 32 anos, tem motivos de sobra para comemorar. A lutadora de Jiu-Jitsu conquistou medalha de ouro no campeonato nacional da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ), realizado na última semana, em São Paulo. Juliana, que, além de atleta, é gari em Guarapari, foi campeã da categoria Master Pesado Faixa Roxa.

A moradora de Guarapari pratica o Jiu-Jitsu há sete anos disse que o título foi resultado de um trabalho longo. A atleta já tinha sido campeã na mesma categoria pela faixa azul em 2016 e, desde então, buscava pela vitória novamente.  “É o campeonato mais disputado do Brasil, então era algo que eu percorria há três anos”, explicou.

Juliana (faixa roxa), conheceu o Jiu-Jitsu há sete anos.

A atleta contou como faz para conciliar a rotina de trabalho com os treinos, que, nos últimos meses, se tornaram ainda mais intensos. “Eu trabalho de 5h as 11h da manhã e na parte da tarde, começo a treinar”, disse. De acordo com Juliana, ao todo, são três horas de treinos por dia, mais uma hora de musculação. “Por causa desse campeonato, desde fevereiro eu passei a fazer dois treinos por dia”, relatou.

Juliana relatou que conheceu o Jiu-Jitsu através da também lutadora de Guarapari Fernanda Mazzeli. “Ela tinha acabado de ganhar um campeonato em Abu Dhabi e isso me incentivou a começar a treinar”, disse. Desde então, Juliana não largou mais o esporte, até mesmo diante de alguns desafios. Um deles foi no final de 2017, quando sofreu uma lesão durante um treino e foi obrigada a ficar cinco meses sem competir. “Eu estava na academia, quando quebrei o pé. Achei que não ia conseguir voltar, até porque na recuperação, a gente fica um pouco receoso, mas aos poucos fui voltando”, contou.

Juliana ficou em primeiro lugar na categoria que disputou.

Segundo Juliana, além da alegria do título, a experiência de participar de campeonatos como esse é gratificadora. “É incrível você olhar pra frente e ver as pessoas te apoiando, seus amigos, sua equipe. Eu trouxe esse título para o estado também”, enfatizou. Juliana viajou com a equipe Striker JJ, da academia Pepe Apolo.

Texto: Sara de Oliveira

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

edson

Guarapari: Edson Magalhães continua na frente em nova pesquisa da Rede Vitória/Futura

Gedson Merizio (PSB) apresentou um crescimento de mais de 47%, em comparação à última pesquisa

Foto: Divulgação / PCES

Dono de sorveteria é preso em Guarapari, após receptar carga roubada

A carga de materiais descartáveis, avaliada em R$50 mil, havia sido roubada em Vila Velha

Anúncio
Anúncio
imagem 28-10

PM recupera veículo e apreende arma em Guarapari

WhatsApp Image 2020-10-29 at 16.23.15 (1)

Instituto oferece curso gratuito para moradores de Guarapari

Além dessa nova turma, o Instituto Vinde oferta outros cursos profissionalizantes e serviços em diversas áreas

Anúncio
curso-astronomia-alberto-brum-novaes-1200x630

Alunos de Anchieta são classificados para segunda fase da Mostra de Astronomia do ES

praia do morro

Guarapari: Praia do Morro já contabiliza 541 casos e 13 mortes decorrentes da Covid-19

Anúncio