Anúncio

Grata por amparo de Projeto, tutora ajuda a salvar outros animais de rua em Guarapari

Por Gislan Vitalino

Publicado em 18 de agosto de 2021 às 10:30
Atualizado em 19 de agosto de 2021 às 13:36

Anúncio

Mesmo não tendo condições de custear o tratamento da Pandora, a Karina buscou meios para apoiar o Projeto Ajuda Pet e já ajudou a cuidar de outros dois animais. Fotos: acervo pessoal.

A Pandora é uma cadelinha adulta que foi adotada pela Karina Moreira. Só que, por volta da primeira semana de julho, o animal começou a apresentar alguns sintomas de problemas de saúde. Apesar da dificuldade em custear o tratamento necessário (castração) a Karina conseguiu a ajuda de um projeto de amparo animal em Guarapari e retribuiu com a venda de produtos, o que ajudou o projeto a cuidar de dois outros animais de rua.

Na primeira semana de julho a Karina notou que a Pandora não estava comendo e passou a apresentar sangramentos. Em um exame, que a tutora conseguiu gratuitamente, foi constatado que a cachorrinha estava em um estágio avançado de Piometra, uma infecção que afeta o útero do animal. Acontece que a Karina e os pais são autônomos e, por conta da pandemia, estavam com restrições de renda que dificultariam o acompanhamento da Pandora com veterinário e a realização da cirurgia.

“Eu já tinha planos de castrá-la desde antes, mas com a pandemia, todo mundo sofreu de alguma forma e nós também. A gente teve muitos problemas financeiros, porque o comércio, em geral enfrentou muitas dificuldades”, frisou Karina.

A opção foi buscar a ajuda de ong’s e instituições de amparo aos animais. Como essas instituições são focadas no trabalho com animais de rua, nem todas puderam ajudar. A exceção foi o projeto Ajuda Pet que, apesar de ser focado na castração de animais de rua, entendeu a gravidade da situação e se mobilizou para ajudar a Pandora.

“Depois de levar vários nãos, finalmente Deus colocou no meu caminho a Patrícia, que logo me ajudou. Me explicou que só trabalhavam com animais de rua, mas entendeu a minha situação e, além de conseguir a cirurgia, me ajudou com os remédios. Foi uma anjo na minha vida”, contou a tutora.

Apesar de não ter como foco a castração e o cuidado de animais domésticados, o Projeto Ajuda Pet se sensibilizou com a gravidade da situação do animal e com o esforço da Karina para cuidar da Pandora. “Nós vimos alguns vídeos e fotos e a situação da Pandora era de morte eminente. Talvez ela não tivesse mais 24h de vida. Por isso entramos em contato com uma clínica parceira do Projeto e a cirurgia foi feita no dia seguinte”, explicou a coordenadora do Projeto Patrícia Gonçalves.

Sinergia do bem

A gratidão pela vida da Pandora fez com que a tutora, buscasse alguma forma de ajudar o projeto. Foi aí que a Karina descobriu a possibilidade de vender alguns produtos para arrecadar recursos.

“Para nós foi uma atitude muito legal. Porque nós não ajudamos a Pandora esperando algum retorno. Mesmo assim ela se ofereceu para ajudar e pegou um lote de produtos para vender”, explicou Patrícia. O primeiro lote foi vencido e Karina buscou ainda mais produtos.

No total, a tutora da Pandora arrecadou quase R$900 que ajudaram a custear os cuidados com outras duas cadelinhas que, por coincidência, tinham semelhanças marcantes com a Pandora. A primeira foi um filhote de rua com o mesmo nome e alguma aparência física. A outra Pandora tinha parvovirose e o tratamento foi feito, em parte, com recursos arrecadados pela Karina. O segundo animal ajudado com esses recursos foi a cadela Cookie, que além de semelhança estética, tinha o mesmo problema de saúde (Piometra). A semelhança entre os três animais chama a atenção.

“Eu acho que o universo estava conspirando muito a favor desse tratamento, porque num curto espaço de tempo o esforço da Karina nos ajudou a cuidar de dois animais com essas características tão peculiares e semelhantes à da Pandora. Foi uma coincidência muito grande”, contou Patrícia.

Projeto Ajuda Pet

O Projeto Ajuda Pet arrecada recursos da venda de produtos e reverte-os para realizar a castração de animais de rua resgatados. Os procedimentos veterinários são realizados em parceria com a Clínica Veterinária Brigitte Bardot, com redução dos cursos.

Os trabalhos do projeto podem ser acompanhados pelo instagram @projetoajudapet. Doações de qualquer valor, para contribuir com a alimentação e outros cuidados, podem ser realizadas pelo Picpay @projetoajudapet.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

caso-agressao-pm-gri-2021-09-28

Policiais agridem mulher em Guarapari; Casagrande pede providências imediatas

pfizer

Guarapari realiza agendamento para segunda dose da vacina Pfizer contra a Covid-19

Anúncio

Anúncio

Foto: Reprodução

Pacientes não conseguem medicamento para tratamento de Parkinson em Guarapari

sequelas cirurgia8

Com sequelas devido a uma cirurgia, jovem de Guarapari precisa de tratamento e mãe pede ajuda

Anúncio

impostos-combustiveis-gasolina-2021-09-28

Para evitar aumentos, Governo do Espírito Santo congela imposto de combustíveis

processo_seletivo-2021-04-01

Anchieta abre seleção com remuneração de até R$9 mil

Inscrições acontecem nesta quinta (30) e sexta-feira (01)

Anúncio