Anúncio

Gravidez na adolescência: Em três anos, o índice caiu 7,3 % em Guarapari

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 21 de fevereiro de 2019 às 17:30
Atualizado em 21 de fevereiro de 2019 às 17:30
Anúncio

Os dados foram divulgados pela prefeitura, que enfatizou o trabalho de conscientização realizado nas escolas.

Gravidez na adolescência. Foto: Reprodução.

A Prefeitura de Guarapari divulgou um índice com números referentes à gravidez na adolescência no município. De acordo com os dados, o percentual de adolescentes grávidas na cidade caiu 7,3 % em três anos. O projeto “Se liga no futuro – combate à gravidez na adolescência”, promovido pela prefeitura, que realiza palestras e rodas de conversas em escolas de Guarapari, seria um dos principais motivos para a diminuição.

Thiago Menário, diretor da Escola Darcy Ribeiro, que é uma das instituições contempladas com o projeto, destacou a gravidade do problema social. “A gravidez na adolescência pode trazer consequências emocionais, sociais e econômicas para a saúde da mãe e do filho. A maioria das adolescentes que engravidam, abandonam os estudos para cuidar do filho, o que aumenta os riscos de desemprego e dependência econômica dos familiares. Esses fatores contribuem para a perpetuação da pobreza, baixo nível de escolaridade, abuso e violência familiar, tanto à mãe como à criança”, enfatizou.

O projeto, que foi lançado em 2017 e é uma parceria entre a Secretaria de Saúde (Semsa), Secretaria de Educação (Semad) e Secretaria de Trabalho, Assistência e Cidadania (Setac), já registrou resultados positivos. De acordo com os dados divulgados, Em 2015, de todos os nascidos no município, 23% eram filhos de mães adolescentes. Em 2016, o número chegou a 595 grávidas com idade entre 10 a 17 anos. Já em 2018, das crianças nascidas na cidade, 15,7% são filhos de mães adolescentes.

Ao todo, seis escolas, com alunos do 6º ao 9º Ano, recebem o projeto, atendendo 2.980 alunos da Rede Municipal. Segundo a prefeitura, essas escolas foram escolhidas por estarem em locais com maior índice de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e gravidez na adolescência no Município.

*Com informações da Prefeitura de Guarapari

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

juliate

Cantora de Guarapari é alvo de ataques racistas na internet e família cobra justiça

Familiares formalizaram a denúncia e esperam que o autor do crime seja responsabilizado

Foto: Reprodução

Sesi e Senai ES estão com inscrições abertas para cursos online gratuitos

Os cursos do Senai possuem carga horária de 14h e abrangem as áreas de Automotiva, Construção Civil, Energia, Gestão, Informática, Logística, Meio Ambiente, Metalmecânica, Segurança do Trabalho, entre outras

Anúncio
Anúncio
multiplique2

Pizza Solidária: dinheiro arrecadado vira cestas básicas para famílias carentes de Guarapari

A ação acontece desde março e já gerou doação de quase quatro toneladas de alimentos

camara-2-550x482

Vereadores aprovam isenção de IPTU para ONGs de Guarapari

Anúncio
Captura de tela 2020-09-17 164812

Campanha do Hifa Guarapari arrecada máscaras para pacientes e acompanhantes

“Doe máscaras salve vidas” conta com a solidariedade em meio a pandemia

educação

Alfredo Chaves é um dos municípios capixabas com melhor desempenho no Ideb

A cidade destacou-se por superar a meta projetada para o ano de 2019 e por estar classificado nas primeiras posições no ranking estadual

Anúncio