Anúncio

Guarapari consolida atendimento às vítimas de violência, abuso e exploração sexual

Por Gabriely Santana

Publicado em 23 de setembro de 2015 às 18:53
Atualizado em 23 de setembro de 2015 às 18:53

Anúncio

DSC_1003

Envolvimento da Setac, Creas e a Polícia Rodoviária Federal fizeram da ação uma importante mobilização social. Foto: Glenda Machado

As vítimas, indefesas, e em sua maioria confiam nos adultos. E são esses “pseudo-protetores” que estão no topo do ranking de agressores às crianças e adolescentes ou até mesmo mulheres adultas. Pesquisas apontam que 90% das denúncias de violência sexual são cometidas pelos próprios familiares.

DSC_1012

A ação contou com distribuição de panfletos de conscientização e também adesivos que foram colados nos carros. Foto: Glenda Machado

 

E foi por esse motivo que na manhã desta quarta-feira (23), uma equipe composta por assistentes sociais, realizou uma campanha de mobilização social pelo dia Internacional contra a Exploração Sexual e o Tráfico de Mulheres e Crianças. Ao todo foram mais de 100 abordagens a diversos carros e caminhões que passavam pela BR101, com o apoio do Posto da Policia Rodoviária Federal.

“A cada ano a gente tenta fazer alguma coisa pra inovar na tentativa de combater os índices de uma forma diferente, e a única forma é irmos às ruas e enfrentarmos o problema de frente. No nosso município temos uma demanda baixa de violência e exploração sexual, mas não podemos fechar os olhos porque ela existe: desde as classes mais baixas até mesmo nas famílias que tem condições. É um problema que atinge todas as classes sociais”, disse a gerente de Proteção Social Especial, Tatiane Littike da Silva.

No Espírito Santo esse quadro tem chances de mudar. Cerca de 32 municípios capixabas já contam com Projetos de assistência aos jovens e famílias que possuem essa problemática. Em Guarapari, o Centro de Referência Especializada da Assistência Social (Creas), é um exemplo e que tem como finalidade proteger e dar atendimento a crianças e adolescentes vítimas de violência, abuso e exploração sexual.

DSC_1019

Joelson Rodrigues, estava indo em direção a Campos – RJ e elogiou bastante a iniciativa. Foto: Glenda Machado

Quem gostou da iniciativa e aderiu a campanha foi o caminhoneiro Joelson Rodrigues, que estava indo em direção a Campos – RJ. “Acho essa iniciativa muito boa. Eu, por exemplo, que trabalho há mais de 30 anos como caminhoneiro já vi várias situações de exploração nas estradas, e isso deve ser combatido”, disse.

Segundo Tatiane, a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes ocorre quando alguém ganha dinheiro ou obtém outras vantagens levando crianças ou adolescentes a satisfazerem desejos sexuais de adultos ou de adolescentes mais velhos, ou usando as crianças ou adolescentes para a produção de materiais pornográficos como revistas, filmes, fotos, vídeos, sites na internet, etc. Também designada pela sigla ESCCA – Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes.

DSC_1008

A gerente Tatiane Littike coordenou a ação mas também colocou a mão na massa. Foto: Glenda Machado

Atualmente no Creas são feitos tanto o acompanhamento das pessoas quanto das famílias envolvidas, com atendimento das demandas espontâneas e também do Ministério Público. “Quando a família chega aqui é passada pela assistência social e pelo psicólogo, com todo o suporte e a quantidade de atendimentos necessários até a pessoa se sentir bem para retomar a suas atividades na sociedade”, completou Tatiane.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

eduardo-junho-vermelho-doacao-de-sangue

Junho Vermelho: em Guarapari ações e campanhas incentivam doação de sangue

Trabalho visa contribuir com difícil tarefa do Hemoes*

gabriel-musica-2021-06-19

Dia do Orgulho Autista: conheça o cantor de Guarapari, Gabriel da Silva Carvalho

Anúncio

Anúncio

WhatsApp-Image-2021-06-18-at-13.15.02

Artigo: uma Guarapari diferente por usar melhor os seus templos ociosos

o-que-e-um-curso-profissionalizante-descubra-aqui

Qualificar ES abre 101 vagas em cursos presenciais, com oportunidades para Anchieta

Anúncio

IMAGEM-DE-DESCRIÇAO-DO-ARTIGO

Artigo: empréstimo consignado não autorizado; como cessar descontos e pedir indenização

bicicleta-ciclismo-pixabay-2021-06-19

Espírito Santo tem média de cinco bicicletas furtadas por dia

A Secretaria Estadual de Segurança Pública informou que o índice caiu em comparação ao ano passado

Anúncio