Anúncio

Guarapari: mãe pede ajuda para comprar leite especial para filha com microcefalia

Por Aline Couto

Publicado em 26 de janeiro de 2021 às 15:09
Atualizado em 27 de janeiro de 2021 às 16:42

Anúncio

Fotos: arquivo pessoal.

Após descobrir que a filha Mariana Couto, dois anos, tem alergia a proteína do leite de vaca (APLV), a moradora de Guarapari, Renata Couto está precisando de ajuda para comprar as latas do leite especial que podem custar em torno de R$ 300 cada. “Ela vai precisar tomar pelo menos 21 latas de leite por mês, não tenho condições de comprar”, explicou.

Mariana nasceu com microcefalia e por conta de episódios cada vez mais frequentes de convulsões, foi internada em dezembro do ano passado. Durante os dias de internação, no momento está Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória, Vitória, foi descoberta a alergia.

“Minha filha é portadora de microcefalia e tem crises convulsivas de difícil controle que causam atraso no desenvolvimento. Ela passou mal no dia 11 de dezembro do ano passado, foi internada e entubada pois corria risco de lesionar ainda mais o cérebro. Além disso, com dificuldade para deglutir, precisou passar por uma cirurgia de gastrostomia. Também durante a internação, descobriram que Mariana tem APLV, alergia a proteína do leite de vaca. Por conta disto, precisa tomar um leite especial que custa em média 300 reais a lata de 400 gramas”, relatou Renata.

De acordo com a mãe, após a filha receber alta serão necessárias pelo menos 21 latas do leite Neocate Neo Advanced por mês para alimentá-la.

“Ela precisa desse leite para ser liberada. No hospital disponibilizam o leite, mas enquanto não consigo do *Governo preciso muito de ajuda. Não tenho condições de comprar. É o único alimento que tem todos os nutrientes e vitaminas para ela e não faz mal a sua saúde “.

Uma vaquinha eletrônica foi criada para quem puder ajudar com valores para a compra das latas de leite. Se a preferência for por doar as próprias latas do alimento, basta entrar em contato no telefone: 27 – 99205-0112 (Renata Couto)

*Renata deu entrada no pedido para receber o leite de forma gratuita nesta terça-feira (26) e o prazo de retorno é de 30 a 40 dias.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

vacina-astrazeneca-868x644

Nesta segunda (20) tem agendamento para segunda dose de AstraZeneca em Guarapari

praça virtudes1

Após mais de um ano de reforma, Praça das Virtudes é inaugurada em Guarapari

As obras iniciaram em julho de 2020 com a promessa de entrega até o final do ano corrente

Anúncio

Anúncio

Muda-de-planta-shutterstock_302422220

Guarapari inicia neste domingo (19) uma semana comemorativa pelo Dia da Árvore

Família nômade (4)

Guarapari 130 anos: família nômade se encanta com as belezas da “Cidade Saúde”

Anúncio

guara-de-ouro-gri-2021-09-18-2-1

Artigo: ser cidadão guarapariense; uma honra e um privilégio!

rambutan-1

Rambutan: fruta exótica no Brasil é produzida em Guarapari

De origem asiática, o fruto é encontrado na propriedade do José Antônio Ofrante, em Rio Claro

Anúncio