Anúncio

Guarapari pode ficar sem esculturas nas areias da Praia do Morro

Por Sara de Oliveira

Publicado em 9 de dezembro de 2019 às 18:49
Atualizado em 9 de dezembro de 2019 às 18:49
Anúncio

O autor dos trabalhos foi notificado pela equipe de fiscalização na manhã desta segunda-feira (09), e orientado a retirar as esculturas do local.

Fotos: Leitor.

Na manhã desta segunda-feira (09), a Prefeitura de Guarapari notificou Marcos da Silva Picoreti, que expõe esculturas de areia na Praia do Morro. O município orientou que os trabalhos fossem retirados do local, pois o autor não possui licença para atuar na praia. O local é famoso por atrair turistas e expor obras de artes de diversos tamanhos.

O artista relata que, ao receber o comunicado, teria sido orientado a retirar as esculturas, sujeito a demolição nessa terça-feira (10). “Foram muito ignorantes comigo. Falaram que se eu não tirasse hoje a máquina ia passar e destruir tudo” denuncia. Já a prefeitura afirma que foi feita apenas a notificação e nenhuma demolição será realizada.

Marcos já viajou para várias cidades do Brasil levando as esculturas para areias de diversas praias. Ele conta que, em Guarapari, refaz os trabalhos todos os fins de semana. Alguns deles, chegam a demorar de três a cinco horas para ficarem prontos. “Eu tô muito triste. Tô preservando esse espaço há quatro anos para ter que desmanchar tudo”.

Marcos, que é morador de Cariacica, ressalta que o local já se tornou um ponto turístico na Praia do Morro. Na busca por um registro fotográfico, turistas rodeiam as esculturas e se encantam pelo trabalho desenvolvido por ele. “As pessoas sempre voltam para ver. Seja verão ou inverno sempre estamos lá”, afirma o artista.

O trabalho, iniciado na adolescência, com o tempo se tornou a única ocupação do Marcos. “Eu queria que eles deixassem a gente trabalhar. É o meu trabalho, eu gosto de levar alegria pro povo”.

De acordo com o município, a notificação faz parte do ordenamento das praias para o verão e a atividade realizada por Marcos se trata da ocupação de área de solo urbano e irregular. Segundo o órgão, o comunicado foi feito quando a equipe de fiscalização realizava a medição da área da Praia do Morro para o exercício da atividade de locação de ombrelones e jet banana.

A Septran acrescentou que a medição é uma orientação do Ministério Público. “A equipe de fiscalização comunicou ao artista que para trabalhar na praia é preciso fazer solicitação de licença, através da Septran”.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Com 3.357 casos da Covid-19 confirmados, Guarapari tem 121 sob investigação

Imagem artigo

Artigo: O uso indevido da Lei Maria da Penha

E o reflexo prejudicial às mulheres que de fato precisam da proteção legal

Anúncio
Anúncio
Foto: Reprodução

Grupo de doadores de sangue de Guarapari convoca voluntários para ação

O Projeto Esther-Doe Sangue Salve Vidas realiza doação pelo menos duas vezes por mês com transporte gratuito para os voluntários

AfroChaves

Alfredo Chaves: associação recolhe óleo usado para fabricar sabão e doar

Anúncio
classroom-2093743_1280

Governo do ES autoriza aulas presenciais a partir de 05 de outubro

A suspensão das aulas foi uma das primeiras medidas de enfrentamento à pandemia tomadas em março.

Parque de Itaúnas - Paulo Sena - Seama

Parques estaduais abrirão neste final de semana

Anúncio