Anúncio

Guarapari realiza cadastramento do Programa Família Acolhedora e Extensa

Por Aline Couto

Publicado em 12 de maio de 2018 às 10:00
Atualizado em 10 de maio de 2018 às 12:11
Anúncio

Atualmente o município possui oito famílias acolhedoras extensas, com vínculo familiar, que acolhem 12 crianças, mas ainda não possui família acolhedora cadastrada, que são as famílias sem vínculo com as crianças.

Um programa de apoio e proteção social especial à criança e ao adolescente, entre 04 e 17 anos, essa é à base do Programa Família Acolhedora e Extensa. O acolhimento nas famílias é provisório e assegura as crianças e adolescentes, vítimas de abandono, negligência e violência, o direito fundamental e constitucional à convivência familiar comunitária.

Arte: Prefeitura de Guarapari.

Por esse motivo, a Prefeitura de Guarapari, através da Secretaria Municipal de Trabalho, Assistência e Cidadania (Setac) está realizando o cadastramento do Programa em Guarapari. “O nosso objetivo é justamente cadastrar essas famílias e assim oferecer o direito fundamental de convivência familiar a essas crianças que precisam do nosso apoio”, afirmou a secretária de trabalho, assistência e cidadania, Shirley Corrêa.

Para se tornar uma família acolhedora, os interessados devem ter acima de 30 anos, ser morador de Guarapari e não ter pendências judiciais. Quem participa do programa recebe uma bolsa no valor de 40% do salário mínimo para cada criança acolhida e essas famílias assumem o compromisso de se tornarem parceiras no atendimento e na preparação para o retorno da criança ou adolescente à família de origem. Ao acolher provisoriamente meninos e meninas as famílias candidatas são conscientizadas da diferença entre acolhimento e adoção.

Arte: Divulgação.

Para as famílias ou mulheres e homens solteiros, que desejam ser selecionadas, são necessárias algumas etapas: visitas domiciliares; entrevista; preenchimento de relatório psicossocial e capacitação na área de criança e adolescente. Após essas etapas, poderão acolher meninos e meninas por um período que varia entre seis meses e um ano e meio. Só poderão ser acolhidas uma criança ou adolescente por vez, exceto quando se tratar de grupo de irmãos.

As famílias acolhedoras são selecionadas, capacitadas e acompanhadas pela equipe técnica do Serviço de Acolhimento, e a concessão de guarda, por tempo determinado, concedida pela Vara da Infância e da Juventude de Guarapari e tem o consentimento do Conselho Tutelar.

Informações e inscrições:

SETAC – 3261-1377

Com informações: Prefeitura de Guarapari

Anúncio
Anúncio

Veja também

virginia_gotardo

Aniversariante opta por cestas básicas como forma de presente em Guarapari

O que for arrecadado será entregue à algumas instituições de idosos e crianças, em Guarapari.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Bolsonaro testa positivo para o novo coronavírus

Desde a noite da última segunda-feira (06), quando apresentou os primeiros sintomas, o chefe do executivo cancelou a agenda da semana

Anúncio
Anúncio
óbitos covid

Guarapari perto dos 5% de óbitos por Covid-19

Dos 1.117 casos confirmados na cidade, 50 chegaram ao óbito.

Anúncio
policia federal

Fraude em merendas de Guarapari segue em investigação

Foto: Reprodução

Guarapari totaliza 50 mortes pela Covid-19; 25 pacientes estão hospitalizados

3 mortes foram registradas nas últimas 24h; Índice de letalidade da doença no município sobe para 4,48%

Anúncio