Anúncio

Igreja do Ipiranga é pichada e comunidade fica indignada em Guarapari

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 23 de abril de 2019 às 16:13
Atualizado em 23 de abril de 2019 às 16:13
Anúncio

Uma moradora do bairro acredita que o ato teria sido realizado por pessoas envolvidas com o tráfico de drogas.

Moradores encontraram o muro pichado na manhã de sábado (20). Foto: Divulgação/Leitor.

O muro da Igreja Católica Comunidade Divino Espírito Santo, localizado no bairro Ipiranga, amanheceu pichado no último sábado (20). Uma moradora, que não iremos identificar, relatou que acredita que o ato teria sido motivado por brigas relacionadas ao tráfico de drogas.

A moradora enfatizou a indignação com a situação. “A comunidade ficou muito triste e chateada. Ainda não pintamos o muro, porque ficamos com medo de picharem de novo. Nós conversamos com o padre e ele já entrou em contato com o Poder Público”, declarou.

Ela relatou ainda que nunca tinha acontecido algo do tipo na comunidade e motivo da escolha do muro da igreja seria a visibilidade. “Foi pra chamar atenção, porque lá é visível, onde todos podem ver. E não foi só a igreja que foi pichada, algumas casas do bairro também foram, com as mesmas frases”, explicou.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Mais uma morte pelo novo Coronavírus em Guarapari

Dos 3.742 moradores de Guarapari que contraíram o vírus, 3.470 estão curados 8 hospitalizados e 124 vieram a óbito

fora edson

Guarapari: placa com #ForaEdson é retirada, mas autor recorre contra decisão judicial

Anúncio
Anúncio
Júlio César

STF julga processo iniciado por universitário de Guarapari

Júlio César Carminati deu início ao pedido de Habeas Corpus coletivo em 2018

cesan-guarapari

Cesan nega comunicado de paralisação de abastecimento para Anchieta e Guarapari

Anúncio
Bárbara Hora

Conheça as propostas dos candidatos à prefeitura de Guarapari: Bárbara Hora

Litza Aoni (2)

Advogada cria loja com produtos à base de cannabis, em Guarapari

Anúncio