Anúncio

Impasse entre servidores e prefeitura continua e greve tem seu primeiro dia no município

Por Gabriely Santana

Publicado em 8 de junho de 2015 às 19:50
Atualizado em 8 de junho de 2015 às 19:50

Anúncio

Cerca de 500 servidores da Prefeitura de Guarapari , entraram em greve na manhã desta segunda-feira (08). A categoria reivindica reajuste salarial de 8,44%.

Junto com o Sindicato dos Servidores (Sintrag), os trabalhadores que aderiram ao movimento se reuniram na praça do Itapemirim e participaram da mobilização que paralisou por cerca de 30 minutos o transito do município. Participaram do ato funcionários dos setores de saúde, educação, administração, entre outros. Eles entraram em greve hoje e reivindicam reajuste salarial, fim do assédio moral, entre outros pedidos. A marcha que reuniu cerca de 500 servidores públicos municipais, paralisou a via do sentido sul de Guarapari. Os manifestantes atravessaram a ponte e seguiram até a Rua Dr. Roberto Calmon, onde a caminhada teve fim.

11429971_859816087389402_4607347984862949100_n

Manifestantes caminham em direção à ponte da cidade. Foto: Glenda Machado

 

A greve dos trabalhadores foi aprovada após assembleia na última segunda-feira (02). Na ocasião, os funcionários prometeram diversos atos até que as manifestações da categoria sejam atendidas. “Queremos a reposição [da inflação] do ano passado, que essa administração não deu para a categoria, mais o período desse ano. No momento a proposta da prefeitura está aquém da nossa expectativa”, afirmou a diretora do sindicato Rose Abud .

O sindicato também informou que está previsto um ato com os trabalhadores, amanhã às 15h em frente à Câmara, onde será realizada sessão ordinária. “Vamos no reunir na praça à partir das 13 horas e depois vamos em direção à câmara. A tarde esperamos uma participação ainda maior da categoria e que o prefeito nos chame para negociação.”, disse Rose.

Outro lado

Por conta da paralisação, algumas escolas sinalizaram estado de greve e as unidades de saúde tiveram funcionamento lento e grandes filas, na manhã desta segunda-feira. Os setores da saúde vão funcionar com 30% dos funcionários na área de urgência e emergência.

A prefeitura do município declarou, por meio da assessoria, que está estudando a proposta de reajuste sem que haja comprometimento da saúde financeira do Município, de forma a obedecer a Lei de Responsabilidade Fiscal. A lei estabelece que as prefeituras não podem gastar mais de 54% da receita mensal com a folha de pagamento.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

WhatsApp-Image-2021-12-03-at-5.53.51-PM-1

84° Mapa de Risco Covid-19: ES continua em Risco Baixo na próxima semana

creches-guarapari-2021

Prefeitura autoriza obras de mais uma creche em Guarapari

Considerando as assinaturas de ordem de serviço realizadas na última sexta-feira (26), são 05 obras autorizadas em uma semana

Anúncio

Anúncio

Casa de apoio Hifa

Hifa Guarapari está entre entidades beneficiadas por programa do Governo do ES

Hospital Infantil Francisco de Assis é uma das entidades que podem receber recursos do programa Nota Fiscal Premiada

DCIM\107MEDIA\DJI_0024.JPG

Samarco direcionou R$ 587 mi. para fornecedores de Anchieta e áreas de atuação

Empresa realizou balanço de um ano do programa Força Local, que desenvolve empresas para integrarem o quadro de fornecedores da Samarco

Anúncio

Anchieta-Credito-da-Foto-Andrews-Quinteiro_

Anchieta é lançada na rota do turismo nacional

radium-arquvo-foes

Radium Hotel vai sediar museu e escola técnica voltados para turismo em Guarapari

Anúncio