Anúncio

Investimentos sociais: cursos melhoram a vida de alfredenses

Por Gabriely Santana

Publicado em 12 de abril de 2016 às 14:37
Atualizado em 12 de abril de 2016 às 14:37
Anúncio

Quando se buscam instrumentos transformadores que promovam a qualidade das pessoas, o que vem a cabeça de imediato são quais os caminhos a serem seguidos. No entanto, para a Secretaria Municipal de Assistência Social de Alfredo Chaves esta transformação se deu por meio da parceria com a comunidade na promoção de diversos cursos de capacitação, que ao longo dos anos oportunizou  fonte de renda extra ou exclusiva para muitas famílias alfredenses.

a1800ed0-bcbf-4909-9109-6aaa746c9278

Maria de Lourdes foi uma das beneficiadas com o curso promovido pelo Cras. Foto: Secompmac

Os cursos são oferecidos por profissionais capacitados sempre com a parceria de instituições profissionalizantes renomadas, constantemente focadas na aprendizagem dos participantes.

De acordo com o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) ao longo dos últimos anos centenas de pessoas participaram dos cursos oferecidos pelo espaço e atualmente muitas delas utilizam o aprendizado e a renda para oferecer mais conforto para os familiares.

Dentre tantos podemos citar a aposentada Maria de Lurdes Junqueira, 54, moradora do bairro Macrina. Atualmente com o que ela aprendeu no curso de bolsista, ela confecciona kits para refeições. As bolsas térmicas em tecidos das mais diversas cores e modelos são confeccionadas sob medidas para porta-marmitas, suporte de água, bolsinhas para guardar material de higiene pessoal, porta-fraudas, capas para cadernos, livros e bolsas para notbook. Os preços das peças variam entre R$15 e R$50,00 e o faturamento mensal chega a R$1.000,00.

f3c55a52-2206-4575-99cf-ce5238aa899c

Ana Carla encontrou uma fonte de renda com seus ursos de pelúcia. Foto: Secompmac

“Resolvi investir neste tipo de artesanato logo depois da minha aposentadoria em 2012, ainda mais que sempre gostei de costurar. Saio e vendo para as amigas, professoras da região e para quem se interessar pelos meus produtos. E hoje se quisermos pagar as nossas contas temos que inventar algo para ajudar no orçamento de casa. E no meu caso deu certo”, declarou.

Quem também garante uma renda com o que aprendeu no Cras é a Clarice Silva Santana, 27, moradora do bairro Parque Residencial Alfredo Chaves. Ela faz unhas decoradas e utiliza técnicas com cremes para esfoliação e hidratação nos pés, graças ao curso de manicure e pedicure que participou. “Ganho mais de um salário por mês com que faço. Tudo que sei aprendi no curso e isso garante o sustento do meu filho e ainda ajuda o meu marido”, afirmou.

Outra alfredense que também colocou em prática o que aprendeu em um dos cursos oferecidos pela municipalidade é a Ana Karla Graciliano Fonseca, 23, residente do bairro Macrina. Ela confecciona ursinhos, tapetes, jogos de cozinha e de banheiro, pesos pra porta e enfeites de mesa com a técnica  de arte em feltro. Atende encomendas para  Anchieta, Guarapari e Iconha. “Como não tenho emprego fixo coloquei em prática o que aprendi no curso. Consigo fazer uns R$ 300,00 por semana, porém  pretendo visitar as pousadas da região para melhorar ainda mais meu faturamento”, relatou.

Conforme a coordenadora do Cras, Caroline Maróquio, cerca de duas mil pessoas já foram capacitadas pelos cursos oferecidos sempre em parceria com os governos Estadual e Federal. Quem tiver interesse em participar de um determinado curso ou até mesmo sugerir algum, basta dirigir-se ao Cras, de segunda a sexta, das 8h às 16h para fazer uma pré inscrição. Mais informações: Tel: 27 3269-2316

Alguns cursos já oferecidos a comunidade:

Bombeiro hidráulico

Eletricista

Operador de maquinas

Primeiros socorros

Cooperativismo e associativismo

Contador de história

Auxiliar de sala

Cuidador de idisos

Produção de paes e biscoitos

Manicure, pedicure, depilação e sobrancelha

Congelamentos

Doces cristalizados

Costuras em geral: bordados, costumização e modelagem.

 

 

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Prefeitura proíbe caminhada na orla das praias de Guarapari aos fins de semana

A medida restritiva será válida, excepcionalmente, nos dias 06, 07, 13 e 14 de junho; Confira outras determinações divulgadas nesta quarta-feira (03)

Da esquerda para a direita: Tenente Coronel Caus, da Polícia Militar; Prefeito de Guarapari, Edson Magalhães; Tenente Coronel Bruno, do Corpo de Bombeiros. Fotos: Folhaonline.es

Apenas comércios essenciais poderão funcionar nos fins de semana em Guarapari

A medida, que tem por objetivo reduzir a taxa de circulação no município, valerá a partir deste sábado (06); Comerciantes que desobedecerem as restrições poderão ter alvará de funcionamento cassado

Anúncio
Anúncio
comercio1-550x309

Guarapari terá nove dias de isolamento total a partir das 19h

A partir do dia 06 até o dia 14 de junho não será permitido permanecer nas ruas após as 19h e os comércios não essenciais devem permanecer fechados nos finais de semana

covid-19-drive-thru-teste-coronavirus-teste-rapidos-titri-foto-Flávio-Tin-_MG_8593-15042020-scaled

Estudo aponta mais de 200 mil capixabas infectados; Guarapari participará da próxima etapa

A partir do levantamento, o ES poderá reconhecer com mais precisão o padrão de comportamento da Covid-19 em solo capixaba

Anúncio
fiscais

Ação da fiscalização da prefeitura de Guarapari provoca reação do setor turístico

Foto: Divulgação

Guarapari: Obras de extensão da Avenida Paris estão em fase final