Anúncio

Jovens de Guarapari já são donas do próprio negócio

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 17 de fevereiro de 2019 às 12:00
Atualizado em 12 de fevereiro de 2019 às 11:56
Anúncio

Marcela e Mariana fazem parte do índice que tem crescido no Brasil, o de jovens empreendedores.

Mariana Garcia (esquerda) e Marcela são moradoras de Guarapari e já comandam o próprio negócio. Fotos: Hamilton Garcia e Folha Online.

Foi-se o tempo em que os jovens eram conhecidos pelas incertezas. Uma pesquisa do Sebrae apontou que, no Brasil, pessoas entre 18 a 34 anos representam 58% dos empreendedores iniciais, que estão evolvidos com a criação de novos negócios. E em Guarapari não é diferente, conversamos com duas moradoras da cidade que se encaixam nesse perfil empreendedor.

Marcela Telles, de 20 anos, faz bolos decorados desde setembro do ano passado e disse que começou a vender porque queria ter o próprio dinheiro. A jovem contou que já vendia bolo na escola durante o ensino médio, mas não considerava aquilo um negócio. “Eu fazia doce só na minha casa, nos aniversários, e os amigos sempre me incentivaram a vender. Aí eu criei a página no Instagram, que é um meio muito fácil de acesso e várias pessoas começaram a me procurar para fazer os pedidos”, contou.

Marcela Telles, de 20 anos, vende bolos decorados.

A jovem revelou que, hoje, arrecada cerca de R$ 1500 por mês e pretende montar uma loja física. Marcela disse que aprendeu a fazer tudo pela Internet. “Agora eu mesma compro minhas coisas, fui me tornando mais responsável. Eu nunca gostei de depender dos outros, mas mesmo sendo um negócio próprio, você tem que saber lidar com o seu cliente. Hoje eu faço por amor”, destacou.

Mariana Garcia, aos 21 anos, vende bijuterias desde março do ano passado e também utiliza o Instagram para divulgar os produtos que faz. “As redes sociais são fundamentais. Eu comecei a fazer por hobbie, mas depois começou a crescer e decidi fazer por encomenda. Hoje faço brincos, presilhas, cordão de búzios, cordão de óculos e pulseiras. Eu mesmo entrego as encomendas nas casas das clientes”, disse.

Os brincos feitos por Mariana também fazem sucesso no Instagram.

A estudante de Educação Física declarou que tenta conciliar os estudos com as vendas e já recebeu encomendas até de fora de Guarapari.  “Já me falaram para montar uma loja, mas quero ir com calma, primeiro. Hoje são cinco encomendas por semana. Com o dinheiro pago a minha moto, algumas coisas da faculdade, celular entre outras coisas. Está atendendo muito as minhas expectativas”, enfatizou.

Texto: Sara de Oliveira.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

antonio capa

Guarapari: Família pede doações de sangue para idoso de 81 anos que está na UTI

Renato Antônio Massad Vieira foi internado ontem (22) e, com a escassez de sangue nos bancos, precisa de doadores

chuva

Após forte chuva, Defesa Civil identifica dois pontos de deslizamento de terra em Guarapari

Apesar disso, não há registros de famílias desabrigadas em decorrência da chuva no município

Anúncio
Anúncio
Foto: Reprodução

Sine Anchieta: Mais de 90 vagas abertas com oportunidades na área da Samarco

Há oportunidades para moradores de Guarapari, Anchieta e Piúma

dna (5)

Chuva e vento destroem refeitório de fábrica, em Guarapari

Anúncio
e39d896a-88d6-4014-a632-46f2afd7a5d5

Grupo promove ação de limpeza do Rio Una em Guarapari e convida voluntários

Há 16 anos o “S.O.S Rio Una” coleta lixo sólido das margens do Rio Una, além de promover ações de conscientização

Foto: Reprodução

Covid-19: mais 27 pessoas se curam da doença em Guarapari

Anúncio