Anúncio

Manifestação pede reabertura dos comércios em Guarapari

Por Aline Couto

Publicado em 27 de março de 2020 às 10:16
Atualizado em 27 de março de 2020 às 12:46

Anúncio

Comerciantes de Guarapari entregarão um manifesto na prefeitura pedindo ajuda ao órgão para a reabertura dos estabelecimentos na cidade

Foto: Arquivo Folha.

Uma carreata está sendo organizada por comerciantes de Guarapari com o objetivo de solicitar ajuda da prefeitura municipal junto ao Governo do Estado para que haja revisão do decreto estadual a respeito do fechamento dos comércios na cidade. De acordo com Sabrina Carsi, comerciante local, não é correto que as pessoas continuem improdutivas em casa se o grupo de risco, idosos, segue frequentando a rua. “Temos que pagar contas e colocar comida em casa. A ajuda anunciada pelo governo de R$ 600 não dá conta de pagar água, luz, IPTU e ainda comprar alimentos. É necessário reabrir o comércio com pelo menos 40 % da capacidade para conseguirmos manter nossas despesas”.

“Temos consciência da pandemia e da importância da higienização de tudo. Vamos fazer da forma correta e com o maior cuidado. O que não podemos é seguir em casa sem nenhuma renda”, pontuou a comerciante.

Sabrina contou que a intenção é reunir o maior número de pessoas na carreata para chamar a atenção do poder público. “Como nosso movimento vai acontecer a noite, entregaremos o documento para a prefeitura com a solicitação na segunda-feira (30) de manhã”.

A carreata irá sair do Posto BR, hoje (27) as 16h, no bairro Aeroporto e percorrer Muquiçaba, Centro e Praia do Morro até a prefeitura.

Prefeitura de Guarapari

Após a divulgação da carreata nas redes sociais, o órgão enviou uma nota de esclarecimento onde diz que o fechamento do comércio é uma orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), para que seja realizada a prática do isolamento social e com isso evitar a aglomeração de pessoas com o objetivo de conter a pandemia do coronavírus. A nota segue dizendo que o município está seguindo determinações do Governo do Estado onde somente os serviços básicos devem ser mantidos em funcionamento como, farmácias e supermercados.

Câmara dos Dirigentes Lojistas de Guarapari – CDL

A CDL também enviou um comunicado referente a manifestação desta noite. Segundo o documento, embora extremas, as medidas adotadas pelo Governo Estadual, para o enfretamento da emergência em saúde pública decorrente da pandemia do novo coronavírus, devem ser seguidas. Segundo o documento, a CDL Guarapari e o Sindilojas Guarapari juntamente com a Prefeitura Municipal de Guarapari, estão buscando o entendimento para que o decreto do Governo do Estado, seja flexibilizado, mas no momento o decreto está vigente e precisa ser cumprido.

O empresário que descumprir a medida de suspensão, mantendo o funcionamento normal do seu estabelecimento comercial, pode estar sujeito a sanções pecuniário (multa), administrativa (interdição do estabelecimento) e criminal (infração de medida sanitária preventiva)”, diz parte do comunicado.

Comunicado

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

vacina_covid_19

Guarapari esclarece diferença entre número de doses recebidas e aplicadas de vacina da Covid-19

Agendamento será reaberto nos próximos dias para a população com idade entre 60 e 64 anos

zaine_e_ricardo_conde-2021-04-05

“É como ter uma arma apontada para a família, sem defesas” alerta jornalista de Guarapari, recuperado da Covid-19

Ricardo e a esposa, Zaine Conde, contraíram a doença. O jornalista se recuperou e a esposa ainda está na UTI, mas apresentando melhoras

Anúncio

Anúncio

coronavac-instituto-butantan

Guarapari: 2ª dose da vacina contra Covid-19 para idosos de 65 a 69 anos ainda não tem data

A maioria dos idosos desse público recebeu a primeira dose há cerca de um mês

aumento efetivo111

Casagrande anuncia aumento do efetivo da Polícia Militar do Espírito Santo

Anúncio

upaa-550x413

Câmara derruba veto do Prefeito e estende Auxílio Funcional aos demais servidores da Saúde de Guarapari

O veto restringia o pagamento do auxílio apenas aos profissionais lotados na UPA 24h

Bobó Brisamare-Risa

Semana das Mães: restaurante de Guarapari vai doar parte das vendas ao Recanto dos Idosos

Anúncio