Anúncio

Marinas e pesca em Guarapari: mais investimentos e empregos a vista!

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 14 de janeiro de 2018 às 18:00
Atualizado em 12 de janeiro de 2018 às 20:41

Anúncio

por Antônio Ribeiro (*)

Uma coisa que pode mudar o perfil das pessoas que vêm para a cidade saúde é a divulgação das riquezas do nosso mar, com suas pedras e enseadas, ótimas para pesca e mergulho, pela limpeza das nossas águas e sua cor mutante do verde ao azul.

Uma modalidade diferente de pesca que é perceptível aos que passeiam pela orla das praias com pedras: Castanheiras, Namorados, das Virtudes e da Fonte é a praticada por mergulhadores com arpão, que depois nas calçadas exibem os seus resultados.

Além dos amadores nas pedras, há cerca de um mês, presenciei um segurança que pesca nas horas de folga, de nome Edinho, pescar em mergulho com arpão, um peixe de doze quilos e meio, sem grande vibração, por aqui isso ser normal.

Outra é a com barcos em alto mar, com equipamentos apropriados e cujo chamariz maior foi o feito do Paulo Amorim pescando há 25 anos, um Marlin de 636 quilos, 4.62 metros de comprimento e 2.48 de diâmetro, que colocou Guarapari no Guiness Book e que permanece até hoje como recorde e motiva a muitos.

Canal de Guarapari. Arquivo.

Além destas duas práticas, todos os dias dezenas e as vezes centenas de barcos saem do canal bem cedo, indo buscar nosso alimento predileto em alto mar. Alguns curiosos os acompanham, para ver no local como é a pesca profissional.

A pesca como esporte atrai um turista endinheirado, com equipamentos de bom valor agregado e fonte de emprego em lojas especializadas e nas marinas. Lembro das várias marinas de Balneário Camboriu, que agora tem até um edifício marina, onde as lanchas estacionam dentro do prédio, com um elevador só para elas.

Outro exemplo é Fort Lauderdale na Florida, EUA, com seus canais entre prédios e hotéis, onde até os grandes navios de cruzeiro entram. A quantidade de americanos endinheirados que tem barcos e lanchas lá, chama a atenção.

Estas imagens e exemplos são para mostrar o potencial ainda a ser explorado e despertar uma visão de futuro mais promissora. Tem-se que dar mais opções para os mais exigentes, que não querem apenas praias para ficar ao sol.

A facilidade pela existência do canal, da ponte com boa altura e agora com o porto renovado e embelezado, pode motivar aos empreendedores a buscar alternativa imobiliária na forma de marinas, que para diferenciar dos edifícios de Balneário Camboriu, poderiam ser em formato de condomínios com marina.

Para as construtoras e imobiliárias fica a dica para comentar com seus clientes de venda e locação, sobre esta possibilidade de investimento em uma marina, para melhor avaliar a ideia e ao mesmo tempo fazer cadastro de possíveis futuros interessados.

(*) O autor é administrador de empresas, viveu em Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, esteve em todos os estados brasileiros, a exceção de Acre, Roraima e Amapá, ministrou cursos em todos os países da América Latina, menos nas três Guianas, escreveu o Guia de Férias e Feriadões e outros 46 livros.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

WhatsApp-Image-2021-06-18-at-13.15.02

Artigo: uma Guarapari diferente por usar melhor os seus templos ociosos

o-que-e-um-curso-profissionalizante-descubra-aqui

Qualificar ES abre 101 vagas em cursos presenciais, com oportunidades para Anchieta

Anúncio

Anúncio

IMAGEM-DE-DESCRIÇAO-DO-ARTIGO

Artigo: empréstimo consignado não autorizado; como cessar descontos e pedir indenização

bicicleta-ciclismo-pixabay-2021-06-19

Espírito Santo tem média de cinco bicicletas furtadas por dia

A Secretaria Estadual de Segurança Pública informou que o índice caiu em comparação ao ano passado

Anúncio

Tempo segue nublado no fim do outono em Guarapari e região

Temperaturas, entretanto, podem ficar um pouco mais altas

cover-painel-covid-19-2021-06-19

Painel Covid-19: Guarapari ultrapassa 15 mil casos, mas média de óbitos diminui

Média móvel de óbitos, que atingiu máximo de 74,9 em abril, está em 19,07

Anúncio