Anúncio

Mesmo após reabertura, governo não descarta nova proibição de funcionamento do comércio no ES

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 28 de abril de 2020 às 09:25
Atualizado em 28 de abril de 2020 às 09:29
Anúncio

Governo permitiu que o os estabelecimentos considerados não essenciais voltassem às atividades, em todo o estado, a partir da próxima segunda-feira

Centro de Guarapari. Foto: Carolina Brasil.

O Governo do Estado permitiu que os estabelecimentos comerciais considerados não essenciais voltassem às atividades, em todo o Espírito Santo, a partir da próxima segunda-feira (04). A autorização já havia sido concedida, na semana passada, a 72 municípios do interior do estado. Mesmo assim, em pronunciamento, na noite de ontem (27), o governador Renato Casagrande não descartou a possibilidade de um novo fechamento, caso dispare o número de casos no Espírito Santo.

Casagrande voltou a destacar a importância dos capixabas manterem um distanciamento social durante a pandemia do novo coronavírus. Ele ressaltou que não basta o comércio permanecer fechado: é preciso que as pessoas tomem os cuidados necessários para evitar a proliferação do coronavírus.

“Muita gente critica que uma atividade econômica está aberta ou não, mas chega no final de semana e vai para a praia, se aglomera, se encontra na casa de amigos, participa de uma festa. Então a gente tem que compreender qual é o nosso papel, para que a gente possa conviver com o vírus e, ao mesmo tempo, a gente distribuir o sacrifício. Não dá para a gente sacrificar um setor só da sociedade. A gente tem que compreender que todos nós estamos tendo que mudar o nosso comportamento”, destacou o governador.

“A gente não poder encontrar nossa família é um sacrifício, não poder fazer uma festa de confraternização de aniversário, não podermos estar com as pessoas em ambientes festivos. Lógico que é um sacrifício. Nós somos uma sociedade que gosta dessas confraternizações. Então como dividir esse sacrifício? É cada um de nós dando uma parcela de contribuição, diminuindo essa interação, diminuindo o deslocamento, evitando sair se não for extremamente necessário”, completou.

O governador ressaltou ainda que, caso as pessoas não façam a sua parte e os casos de covid-19 dispararem no estado, a tendência é que o governo volte a proibir a atividade comercial. “Mesmo que a gente autorize a abrir o comércio do interior, como nós autorizamos, se não tiver adequadamente um controle, nós de novo vamos ter que fechar a atividade econômica. Mas se todos derem a contribuição, se a gente sacrificar o nosso lazer, talvez seja possível de a gente voltar a manter uma atividade econômica média ou razoável”, ponderou.

“A crise não é local, a crise é mundial. Então por mais que a gente abra qualquer atividade, vai ser pequena”, acrescentou.

Foto: Reprodução.

Reabertura

O Governo do Estado permitiu que o os estabelecimentos comerciais considerados não essenciais voltassem às atividades, em todo o Espírito Santo, a partir da próxima segunda-feira (04). A autorização já havia sido concedida, na semana passada, a 72 municípios do interior do estado.

Entretanto, os estabelecimentos precisarão cumprir uma série de restrições. Além das regras básicas, como funcionários e clientes de máscara, oferta de lavatórios e álcool em gel, haverá horários alternados de funcionamento. Alguns setores abrirão pela manhã, outros à tarde.

Além disso, os turnos serão de seis horas e cabe ao empresário controlar o número de consumidores dentro dos estabelecimentos. A permissão dada pelo governo é de um consumidor a cada 10 metros quadrados.

Os shoppings também devem voltar a abrir na próxima segunda-feira, mas com regras e horários diferenciados, que ainda serão definidos nesta semana. Já academias, cerimoniais, bares e locais que provocam aglomeração continuarão fechados.

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

Imagem artigo

Artigo: O uso indevido da Lei Maria da Penha

E o reflexo prejudicial às mulheres que de fato precisam da proteção legal

Foto: Reprodução

Grupo de doadores de sangue de Guarapari convoca voluntários para ação

O Projeto Esther-Doe Sangue Salve Vidas realiza doação pelo menos duas vezes por mês com transporte gratuito para os voluntários

Anúncio
Anúncio
AfroChaves

Alfredo Chaves: associação recolhe óleo usado para fabricar sabão e doar

classroom-2093743_1280

Governo do ES autoriza aulas presenciais a partir de 05 de outubro

A suspensão das aulas foi uma das primeiras medidas de enfrentamento à pandemia tomadas em março.

Anúncio
Parque de Itaúnas - Paulo Sena - Seama

Parques estaduais abrirão neste final de semana

EscolaAlfredo

Em meio a aulas online, escola de Alfredo Chaves inova e cria atividades práticas a distância

Anúncio