Anúncio

Milhares de pessoas acompanham passagem da tocha olímpica por Guarapari

Por Hamilton Garcia

Publicado em 17 de maio de 2016 às 16:27
Atualizado em 19 de maio de 2016 às 20:14

Anúncio

A manhã desta terça-feira (17) vai ficar guardada na memória dos guaraparienses. Isso porque o maior símbolo dos Jogos Olímpicos passou pela cidade saúde, sendo a primeira vez desde o início do revezamento no Brasil que a tocha olímpica se aproximou do mar.

O percurso, que teve início no Radium Hotel, começou com atraso. A previsão da organização era iniciar o revezamento às 8h20, mas o primeiro condutor iniciou o trajeto por volta das 9h da manhã. Essa demora deixou o público ainda mais ansioso.

A expectativa era grande: crianças, adultos e idosos pararam alguns minutos do dia para acompanhar o revezamento, que percorre várias cidades brasileiras desde o dia 03 de maio.

Estudantes da escola Ignez Massad Cola, junto com o diretor Glauner. Foto: Marcos Siqueira.

Estudantes da escola Ignez Massad Cola, junto com o diretor Glauner. Foto: Marcos Siqueira.

Cerca de 560 estudantes e 25 professores da Escola Ignez Massad Cola foram acompanhar o revezamento e estavam animados com o evento. Segundo o diretor da escola, Glauner Neumeg, “esse é um momento histórico, pois em 120 anos de Olimpíadas, esta é a primeira vez que o Brasil e a América Latina recebem os jogos. É um momento para ficar marcado e os estudantes poderão contar a história daqui a alguns anos”, contou.

Glauner destacou ainda que “vivemos em um momento financeiro difícil, mas como Guarapari vive do turismo a passagem da tocha vai ajudar a apresentar a cidade para o Brasil e também para o mundo”, finalizou.

A estudante Aline Nascimento Coradela, 13 anos, também estava na expectativa pela passagem da tocha. “Vai ser bom para a cidade. Estou ansiosa. Estamos fazendo trabalhos sobre os Jogos Olímpicos na escola”.

Marcos Siqueira

Ana Paula Ribeiro recebeu a chama de Derek Rabelo. Foto: Marcos Siqueira

O ponto mais esperado pelo público foi o momento em que o surfista Derek Rabelo, que é deficiente visual, conduziu a tocha olímpica até a areia da Praia do Morro. Em seguida, o atleta passou a chama para a ginasta Ana Paula Ribeiro.

Ao final do percurso, Derek falou sobre a importância de ter vivido esse momento. “Essa experiência foi incrível para mim, foi única. Eu posso dizer que essa é uma experiência incomparável, poder conduzir a tocha, poder representar todos os atletas olímpicos na minha cidade e poder conduzir a tocha na beira do mar, na beira da água salgada”. Ele continua: “Me sinto muito especial por ter sido escolhido para levar a tocha na areia. Me sinto lisonjeado. Eu acho que com certeza eu vou guardar isso para o resto da vida, é um momento inesquecível”.

Carla Marques, representante do Rio 2016, falou sobre a escolha da cidade para participar do revezamento. “Guarapari é uma das principais cidades do Espírito Santo, muito conhecida, é um cartão postal. Além disso, aqui tem um projeto muito interessante de surf adaptado, que a gente quis aproveitar esse momento para dar mais visibilidade para ele, contar essa história bacana que está acontecendo aqui”.

Ela ainda destacou a participação de Derek no revezamento. “A chama olímpica já está há quinze dias na estrada, desde que ela chegou em Brasília. Esta é a primeira vez que a chama, de fato, encontra o mar e por sorte ela encontrou o mar por meio do Derek, que tem esse projeto muito bonito de surf adaptado em Guarapari, que a gente espera que todo mundo no Brasil tome conhecimento, saiba e se envolva”.

Com o encerramento do evento, o prefeito Orly Gomes ressaltou a marca que a passagem da tocha deixa na cidade. “Agora fica o sinal de que Guarapari se fez presente nas Olimpíadas do Brasil, fica uma marca nas pessoas. Essa geração nunca mais terá essa oportunidade. Ela foi única. Fica essa lembrança bonita de um evento que a sociedade entendeu que é um evento da cidade, é do povo de Guarapari. E foi maravilhoso, emocionante”.

Segundo estimativa da Polícia Militar, pelo menos cinco mil pessoas estiveram presentes apenas no ponto final do evento, próximo ao Marlin Azul.

Ao todo, 20 pessoas tiveram a oportunidade de conduzir a tocha pela cidade. Foram elas: Maria Helena Maioli, Marlon Dias, Paula Marques, Ronaldo Alves, Kubiati Wong, Leandro Martins, Mariana da Fraga, Janaina Silva, Polliana Amâncio, Olavo Moreira de Barros, Luciana do Amor Divino Rocha, Derek Rabelo, Ana Paula Ribeiro, Nivea Nunes, Antônio Martins Barros Netto, Pedro de Resende, Alexandre de Resende, Ronaldo Miranda Ardente, Marcelo Santos e Eduarda de Biase Ferrari Gomes.

 

Por Gessika Avila e Marcos Siqueira

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

familia-acolhedora

Guarapari realiza formação para quem deseja participar do Programa Família Acolhedora

montagem terreno Ipiranga2

Guarapari: dona de imóvel no Ipiranga reclama da falta de ordenamento público no bairro

De acordo com o relato, no local há um terreno abandonado acumulando lixo, um ônibus estacionado na rua com uma família morando e calçada sendo usada como varal de roupa

Anúncio

Anúncio

frio-inverno

Inverno começa com alerta de queda de até 5°C nas temperaturas em Guarapari

O alerta emitido pelo Inmet aponta frio intenso em 35 cidades do Estado

vacina_covid_19

Pessoas acima de 40 anos já podem agendar a imunização contra Covid-19 em Guarapari

A vacinação acontecerá na quarta (23), no Complexo Esportivo, em Muquiçaba.

Anúncio

volta às aulas pmg

Aulas presenciais são liberadas para todos os níveis a partir desta segunda (21) no ES

Novo mapa de risco passa a vigorar com 58 cidades em classificação moderada

pfizer

Guarapari abre hoje (21) novo agendamento para vacinar profissionais da educação contra Covid-19

Anúncio