Anúncio

Moradores de Guarapari acordam cedo para aproveitar a Black Friday

Por Sara de Oliveira

Publicado em 29 de novembro de 2019 às 19:16
Atualizado em 29 de novembro de 2019 às 19:16
Anúncio

Em busca de ofertas e preços mais baixos, moradores de Guarapari saíram de casa mais cedo nesta sexta-feira (29) para aproveitar a Black Friday. A data, que começou a ser realizada nos Estados Unidos, é marcada pelos descontos em produtos e serviços variados.

Antes mesmo de abrir as portas, uma loja de departamento da cidade contou com filas desde as 7 horas da manhã. De acordo com funcionários, o movimento permaneceu durante todo o dia. Nesta tarde, a fila dentro da loja dava voltas.

Foto registrada na manhã desta sexta-feira (29).

O pescador Leonardo Lírio chegou ao local às 10h da manhã, juntamente com a esposa Jessica e a filha de um ano. Às 16 horas, o morador de Guarapari ainda estava na fila. De acordo com ele, os preços fizeram o esforço valer a pena. “Eu vim porque minha esposa estava preparada. Compramos fraldas e aproveitamos que o liquidificador tava barato para comprar também. Ainda vou ver se eu levo uma televisão”, contou.

Leonardo Lírio e a filha de um ano.

Sonia das Graças, moradora de Barro Branco, saiu de casa em busca de um produto e acabou comprando além do que tinha planejado. Com a ajuda da cunhada, ela revezava entre as prateleiras e a fila. “Eu nunca tinha vindo. To aqui desde 9h e achei um preço bem legal”, disse.

Sonia das Graças.

Também teve quem aproveitou os preços baixos para investir em materiais de trabalho. Anderson Luiz Rossi é autônomo e se preparou durante toda a semana, pesquisando ofertas para comprar materiais profissionais. “Hoje eu vim aqui mais cedo e a gente viu que realmente caiu o preço, aí eu vim pra comprar”.

Para Anderson, as ofertas são positivas, mas falta estrutura para a realização da inciativa. “Tá muito difícil de andar e pra chegar até o caixa demora muito. Tem que ter uma organização pra comportar esse tanto de gente”, declarou.

Anderson Luiz Rossi e a mãe Alcione.

Leonardo, por sua vez, reclama da insuficiência de caixas prioritários. “Tinha que ter pelo menos dois, eles tinham que se preparar melhor”, destaca.

Comércio

Faltando menos de um mês para o natal, a Black Friday se consolidou como uma antecipação das compras e presentes de fim de ano. Aguinaldo Júnior, superintendente da Câmara dos Dirigentes Logistas de Guarapari (CDL), afirma que esse fenômeno já existia antes da data chegar ao Brasil, mas acabou sendo impulsionado. “Agora é um momento em que todo o comércio se mobiliza ao mesmo tempo”, declarou.

De acordo com o superintendente, em Guarapari, a Black Friday acabou formando uma identidade própria, promovendo ofertas não só em um dia específico, mas ao longo de toda a semana. “Algumas lojas começaram a divulgar a Black Week desde o dia 20 de novembro, fazendo uma dinâmica diferenciada”.

Aguinaldo explica que isso é causado pela expectativa dos lojistas na data e pela profissionalização do comércio, que de acordo com ele, tem crescido em Guarapari. “Antes, nós tínhamos um comércio muito voltado para dentro. Temos percebido uma profissionalização das vitrines e o investimento nas formas de atendimento”, declara.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

Fabrício-Petri-1-750x354

Eleições 2020: pesquisa aponta reeleição do atual prefeito de Anchieta

Carlos Von11

Conheça as propostas dos candidatos à prefeitura de Guarapari: Carlos Von

Anúncio
Anúncio
simonetti (4)

Loja de Guarapari arrecada mechas de cabelo para mulheres com câncer de mama

Santuário

Santuário São José de Anchieta: novos serviços garantirão uso sustentável do monumento

Anúncio
corona

Guarapari registra mais 28 casos do novo Coronavírus

Litoral Sul capixaba é destaque na prestação de serviços industriais

Litoral Sul capixaba é destaque na prestação de serviços industriais

Anúncio